Amor e Camaradagem

No Dia do Amigo, relembre as melhores amizades das séries formadas em 2019

Divulgação/HBO

As atrizes Hunter Schafer e Zendaya na primeira temporada de Euphoria; relação que vai além da amizade - Divulgação/HBO

As atrizes Hunter Schafer e Zendaya na primeira temporada de Euphoria; relação que vai além da amizade

JOÃO DA PAZ - Publicado em 20/07/2019, às 05h09

A terceira temporada de Stranger Things (Netflix) formou uma dupla divertida, entre o Steve (Joe Keery) e a Robin (Maya Hawke), que se enquadrou perfeitamente no dilema namoro ou amizade. Os novos amigos do drama sobrenatural reforçam a lista das melhores amizades das séries formadas em 2019, lembradas pelo Notícias da TV neste Dia do Amigo.

O leitor que neste instante coça a cabeça e pergunta "quantos Dias do Amigo tem em um ano?” está com uma ponta de razão. O 20 de julho, entre tantas datas atreladas à comemoração da amizade, é considerado o dia oficial do amigo, lei em vários Estados, inclusive São Paulo.

Essa data foi escolhida por haver uma conexão com a chegada do homem à Lua, que neste sábado completa aniversário de 50 anos. Depois de ver pela TV o astronauta Neil Armstrong pisando na Lua, o dentista argentino Enrique Febbraro decidiu escrever milhares de cartas destinadas a pessoas de diversas cidades da Argentina propondo o 20 de julho como o Dia do Amigo. A ideia pegou e virou tradição no país.

Explicado isso, relembre as melhores amizades das séries de 2019, com amigos de Stranger Things, Hanna, Sex Education, Boneca Russa e Euphoria:

reprodução/netflix

Em Boneca Russa, a amizade entre Nadia (Natasha Lyonne) e Alan (Charlie Barrett) é intensa


Nadia e Alan, em Boneca Russa

Comédia da Netflix que acumulou 13 indicações ao Emmy deste ano, incluindo melhor comédia e melhor atriz (Natasha Lyonne), Boneca Russa (Russian Doll) tem uma amizade bizarra e intensa. Conhecida por Orange Is the New Black, Natasha vive Nadia, uma desenvolvedora de jogos que não morre e vive o mesmo dia em um loop.

Na busca por soluções desse mistério, ela se depara com Alan (Charlie Barnett), que também ressuscita sem parar. Eles se unem por uma conexão macabra: os dois morrem juntos ao mesmo tempo. Se um se joga de um prédio, o outro sucumbe engasgado, por exemplo.

Nadia e Alan formam um pacto para resolver, de uma vez por todas, esse enigma. Fora isso, os amigos têm de lidar com ciúmes de ex-namorado (caso de Nadia) e da namorada (Alan). 

divulgação/hbo

A amizade de Rue (Zendaya) e Jules (Hunter Schafer) se formou rápida no drama Euphoria


Rue e Jules, em Euphoria

Entre um festival de pênis e uma trama não linear, Euphoria (HBO) tem uma coisa muito boa: a bela amizade de Rue (Zendaya) e Jules (Hunter Schafer). Embora que até isso a série tente estragar, criando um namorico entre as duas.

Esquecendo um beijo na boca inesperado, Rue tem em Jules seu porto seguro. A amizade repentina leva Rue, viciada em drogas, a um estágio da vida que nenhum tratamento ou intervenção conseguiu fazer, que é livrá-la da dependência química. Rue nutre por Jules um zelo genuíno. O que assusta Jules, uma garota trans, é o clima romântico que aumenta entra elas com o desenrolar dos episódios.

divulgação/Amazon

Sophie (Rhianne Barreto) leva Hanna às compras (Esme Creed-Miles) em drama da Amazon


Hanna e Sophie, em Hanna

Uma das melhores séries de ação do ano, Hanna (Amazon) conta a história de uma menina chamada Hanna (Esme Creed-Miles), criada afastada da sociedade, nos arredores de uma floresta polonesa. Capturada por uma agente da CIA, que a perseguia desde o nascimento, Hanna foge de um complexo da agência, localizado no Marrocos, e cruza caminho com uma adolescente mimada.

Essa é Sophie (Rhianne Barreto), uma jovem britânica que representa a adolescente antenada, rebelde, fashionista e paqueradora de meninos. Como Hanna vivia isolada sem saber como é a vida contemporânea dos millennials, Sophie se encarrega de ensiná-la tudo, desde dicas de moda a como curtir uma balada. Contratempos ao longo do caminho servem como um teste para saber até onde essa amizade pode ir.

reprodução/netflix

Em Sex Education, o nerd Otis (Asa Butterfield) vira um parceiro de Maeve (Emma Mackey)


Otis e Maeve, em Sex Education

Como é praxe em tramas americanas teens escolares, seja no cinema ou na TV, o nerd se conectou com a rebelde em Sex Education (Netflix). A amizade de Otis (Asa Butterfield) e Maeve (Emma Mackey) surgiu por mero interesse, porém acabou gerando um algo a mais.

Filho de uma terapeuta sexual, vivida por Gillian Anderson, Otis sabia todos os paranauês do sexo, mesmo sendo virgem e avesso à masturbação e afins. Maeve, precisando de grana, viu uma oportunidade de lucrar com o conhecimento do nerd e os dois fizeram uma parceria, com ele dando dicas sexuais e resolvendo problemas de colegas e ela ganhando parte do dinheiro cobrado pelas sessões.

Tanto convívio cria um clima romântico entre eles, e a série usa muito bem esse aspecto. O telespectador fica entre querer que os dois formem um casal ou preferir somente uma amizade mesmo. Os personagens também ficam com essa dúvida.

reprodução/netflix

Steve (Joe Keery) e Robin (Maya Hawke) conversam dentro do banheiro em Stranger Things


Steve e Robin, em Stranger Things

Mais uma vez, Stranger Things se deu bem ao escalar uma nova personagem para a trama. Se na segunda temporada foi a vez de Max (Sadie Sink), no terceiro ano quem roubou a cena foi a Robin (Maya Hawke). Ela encantou o público por ser destemida e sagaz. E emplacou uma amizade efervescente com Steve (Joe Keery), ex-colega de escola e agora companheiro de trabalho em uma sorveteria.

De cara, os dois dão a pinta de um excelente casal. O papo entre eles é cheio de ironias e brincadeiras. Ela zoa com os foras que Steve leva das meninas na sorveteria. Parece que um foi feito para outro.

A série investe neste casal e relembra até fatos do passado, como quando Steve desdenhava de Robin na escola. A amizade tem uma reviravolta das grandes lá pelo final da temporada, um marco que define o futuro dessa relação meiga.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual reprise da Globo você mais quer ver?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook