Maxwell Nascimento

Fora da TV, ator que vende pastéis faz papel de detento em filme de Carcereiros

Reprodução/Instagram

O ator Maxwell Nascimento, famoso pela temporada de 2008 de Malhação, aparecerá em Carcereiros - O Filme - Reprodução/Instagram

O ator Maxwell Nascimento, famoso pela temporada de 2008 de Malhação, aparecerá em Carcereiros - O Filme

FERNANDA LOPES - Publicado em 20/07/2019, às 05h21

Maxwell Nascimento ganhou repercussão na mídia em duas ocasiões: em 2008, quando estreou em Malhação (temporada atualmente reprisada pelo Viva), e em 2017, quando o Domingo Show exibiu uma reportagem mostrando que ele estava vendendo pastéis. Nascimento continua nessa atividade, mas quer voltar com tudo à carreira de ator. Ele faz um papel no filme derivado da série Carcereiros, previsto para estrear em novembro.

O personagem de Nascimento é um presidiário chamado Vadeco, que interage com o protagonista Adriano, interpretado por Rodrigo Lombardi. Carcereiros - O Filme foi gravado no ano passado, com direção de José Eduardo Belmonte. 

"Foi uma participação maravilhosa, eu acredito que trabalhei muito bem. A expectativa pra esse trabalho é muito grande, pra mim vai ser uma vitrine muito grande. Espero voltar com o pé direito, se deus quiser", diz o ator de 30 anos.

Divulgação/Globo

Nascimento e Nathalia Dill fizeram par romântico

Desde que terminou sua participação em Malhação (ele interpretou um garoto da periferia que conseguia uma bolsa no colégio e se apaixonava pela personagem e Nathalia Dill), Nascimento não conseguiu mais oportunidades de trabalho na Globo.

Ele voltou para sua cidade natal, Santos, no litoral de São Paulo, onde até hoje ajuda seu pai a vender pasteis. "Meu pai criou dois filhos através disso, é uma coisa que eu levo com humildade. Tem ainda a questão do público, das pessoas que vivem aqui na minha cidade me verem [vendendo pastel]. Me elogiam, querem tirar foto. Isso pra mim também é bom, pela questão da autoestima, de não querer parar", conta.

Nascimento diz que, desde que Malhação 2008 estreou no Viva, ele tem recebido muitas mensagens nas redes sociais de pessoas que lhe acompanham. Uma dessas mensagens foi de Caio Castro, que o convidou para uma festa no Rio, com o objetivo de reunir todo o elenco daquele ano. O evento ainda não aconteceu.

Mesmo fora da Globo, o ator diz que continua fazendo testes em produtoras audiovisuais. Participou da série Rotas do Ódio, do Universal TV, e do filme A Voz do Silêncio no ano passado, por exemplo. Ele esperava conseguir oportunidades na Record após gravar a reportagem sobre sua história para o Domingo Show, mas saiu frustrado.

"O que eles [equipe do programa] fizeram não me ajudou em nada, sendo sincero. Como eu estava cedendo minha imagem para eles, uma história bonita, que ia emocionar o Brasil, eu pedi algumas coisas em troca e acabei não tendo. Pedi para entrar num reality show, fazer participação numa novela ou um teste, e de nada disso eu tive retorno. Não foi tão legal", afirma.

"Algumas pessoas me falaram que [a participação no programa] podia ficar sensacionalista. Mas a minha emoção era tão grande de querer voltar [para a TV], mostrar o que eu tenho pra mostrar... Esse ano eu voltei a pedir [à Record] pra entrar no reality, mandei meu material. Eles disseram que iriam falar com algumas pessoas pra ver se me ajudavam, mas não tive retorno", lamenta.

reprodução

Maxwell Nascimento em seu quiosque de pastel, na época da gravação para o Domingo Show

Nascimento espera que a reprise de Malhação e o filme de Carcereiros voltem a lhe dar visibilidade e afirma que está estudando produções de cinema e séries para retornar à televisão aberta bem preparado.

"Espero que isso aconteça o mais rápido possível. Na minha vida seria espetacular, mudar da água pro vinho. E espero que Deus me ajude, que as pessoas tenham bondade no coração e vejam com carinho meus trabalhos, as coisas que eu faço, e me deem essa oportunidade", pede.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que falta para Amor de Mãe conquistar mais audiência?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook