INSATISFEITO

Além da aposentadoria: Saiba por que Márcio Canuto pediu demissão da Globo

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Márcio Canuto durante reportagem do quadro Comida Di Buteco, exibida em abril no SP1 - REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Márcio Canuto durante reportagem do quadro Comida Di Buteco, exibida em abril no SP1

DANIEL CASTRO E VINÍCIUS ANDRADE - Publicado em 20/07/2019, às 05h23 - Atualizado às 14h20

[Este texto foi atualizado às 14h20 com a resposta de Márcio Canuto; veja a íntegra no final da reportagem]

Márcio Canuto se despediu do Jornalismo da Globo na última segunda (15) durante festa promovida por seus colegas na Redação em São Paulo. Na semana passada, o repórter anunciou sua aposentadoria após 21 anos de serviços prestados para a empresa. Mas o pedido de demissão não foi apenas para descansar. O jornalista de 73 anos estava se sentindo desprestigiado pela chefia.

Desde as entradas ao vivo que fez em restaurantes e bares para o quadro Comida Di Buteco, entre abril e maio, Canuto não aparecia no vídeo. O que é estranho quando se trata do principal repórter do SP1, jornal local exibido na Grande São Paulo.

De acordo com fontes do Notícias da TV, o desprestígio de Canuto junto ao alto escalão ficou claro em sua festa despedida no início da semana. A Redação de Jornalismo da Globo parou para homenagear o veterano, que se emocionou juntamente com os seus colegas.

O evento contou com uma retrospectiva das reportagens do jornalista exibida em um telão. Durante a despedida, nenhum dos principais diretores da emissora apareceu.

Além disso, o jornalista também já tinha entrado no processo de "despejotização" promovido pela Globo. O salário de Canuto havia sofrido uma redução de 20%: caiu de R$ 100 mil, do antigo contrato como pessoa jurídica (PJ), para R$ 80 mil com carteira de trabalho assinada.

Com um profissional registrado como CLT, a empresa tem um gasto maior (por volta de 40% a mais por ano). A questão é que, durante o processo de mudança nas relações de trabalho, a maioria dos profissionais que enfrentou a mesma situação de Canuto se sentiu desconfortável com a abordagem.

Apesar de ser uma "proposta", os jornalistas sentem que é uma obrigação, que eles não terão futuro na casa se não aceitarem virar celetistas. Eles também perdem a estabilidade que um contrato de três ou quatro anos oferece.

Alagoano, Luiz Márcio Accioly Canuto, o Márcio Canuto, trabalhava na Globo há 21 anos. Irreverente e conhecido como fiscal do povo por suas reportagens nos jornais locais de São Paulo, ele também era uma atração da emissora em entradas ao vivo durante eventos como o Carnaval e a Copa do Mundo.

Questionada pela reportagem do Notícias da TV, a Globo negou por meio de sua assessoria de imprensa que a ausência de diretores na despedida de Canuto tenha sido por falta de prestígio do jornalista.

A emissora justificou que Ali Kamel, diretor-geral de Jornalismo, não compareceu porque se recupera de uma cirurgia de apendicite, e Ricardo Villela, diretor-executivo, está de férias. A próxima chefe na hierarquia do Jornalismo é Silvia Faria, que está no Rio de Janeiro cobrindo a ausência dos outros diretores.

Quanto ao sumiço do repórter do vídeo desde maio, a Globo confirma que suas últimas entradas foram no quadro Comida di Buteco. Depois, parou de fazer reportagens porque passou por uma cirurgia de varizes. A emissora ainda reforça que ele participou da cobertura do último Carnaval, da Copa do Mundo e das Eleições, o que demonstra o prestígio do repórter.

Resposta de Márcio Canuto

Após a publicação desta reportagem, Márcio Canuto entrou em contato para negar que tenha se sentido despestrigiado pela equipe de direção da Globo em sua despedida. Veja a nota do jornalista:

"Fiquei muito contrariado com o que publicou em sua coluna a meu respeito. Trata-se de uma grande injustiça. Sempre me senti prestigiado e não poderia ter tido uma despedida mais bonita como a proporcionada a mim pela diretoria da Globo e todos os meus colegas. Ali Kamel foi operado às pressas de uma apendicite aguda como é público apenas sete dias antes. E a querida Silvia Faria não pode sair do Rio na ausência dele e de Ricardo Villela, em férias com a família.

Reitero que me aposentei muito satisfeito e orgulhoso de cada buraco tampado e sorriso estampado na cara de paulistanos e brasileiros que a rede Globo pôde me proporcionar.

Amo esta empresa. Amo todos os meus colegas. Sinto-me o mais prestigiado dos jornalistas.

Também não é verdade que eu tenha passado por algum processo de despejotização com redução de salário. Isso simplesmente não existiu.

Quando comecei minha vida lá na praça Sinimbu em Maceió jamais poderia imaginar encerrar minha carreira de forma mais carinhosa e respeitosa como a festa que recebi no dia 15 de julho de 2019."

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você gostou da escolha de Maju Coutinho para o Jornal Hoje?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook