Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

SAÚDE VS. CARETICE

Na TV e no cinema: Saiba o que diz cartilha do sexo em plena pandemia da Covid-19

DIVULGAÇÃO/NETFLIX

Sentados em uma casa espaçosa, Emma Mackey e Kedar Williams-Stirling conversam em cena de Sex Education

Emma Mackey e Kedar Williams-Stirling em Sex Education; série terá de usar a criatividade na nova temporada

JOÃO DA PAZ

Publicado em 20/8/2020 - 16h17

A associação de diretores do Reino Unido, que representa 7.500 profissionais da TV e do cinema, divulgou nesta quinta-feira (20) uma cartilha detalhada e, no mínimo, curiosa sobre como gravar cenas íntimas de beijo e sexo em plena pandemia do novo coronavírus (Covid-19). São dicas para se adaptar às normas sugeridas por autoridades sanitárias.

As orientações são inúmeras e vão desde truques de câmera na hora de registrar uma momento romântico, como colocar os atores em posições estratégicas para parecer que estão se encarando, até ser criativo na hora do sexo, tudo para evitar contato e obedecer o distanciamento social que virou hábito (ao menos deveria) neste ano de 2020.

Diretamente, a série mais afetada por isso será Sex Education (Netflix). Com gravações da terceira temporada marcadas para o mês que vem no País de Gales, o drama teen com conteúdo sexual que beira o explícito terá de diminuir a pegação e abusar das cenas mais sugestivas em situações de intimidade de seus personagens. E a cartilha dos diretores mostra o caminho de como fazer isso.

divulgação/warner bros.

Humphrey Bogart com Ingrid Bergman em Casablanca; romantismo clássico serve de exemplo


Sexo careta

A série ou filme que levar ao pé da letra esse documento irá parecer uma produção dos anos 1940 --é a caretice em prol da saúde. Uma questão a ser levantada antes dos trabalhos iniciarem é se aquela cena proposta de sexo é necessária. O diretor é encorajado a dedicar mais tempo ao que ocorre antes do ato, que de acordo com a norma "pode ser mais excitante do que a transa em si."

E se o contato for imprescindível? A cartilha recomenda evitar chegar a esse ponto, mas aponta o que deve ser feito: "os atores têm de higienizar as mãos, pele e roupas antes de um beijo". Esse ritual não se compara com as medidas para o sexo propriamente dito. O documento instrui à "equipe de produção a colocar os atores em questão em uma quarentena de duas semanas". Fica a dúvida se vale o esforço.

Como saída para isso, os britânicos tomaram nota do que os americanos estão fazendo nas suas novelas. Foi citado o caso de The Bold and the Beautiful, que em cenas de beijo ou contato mais íntimo está usando como dublê os parceiros e companheiras da vida real dos atores.

A cartilha não deixa passar o fato de que, na prática, isso não é tão simples, pois o marido de alguém pode ter um biotipo diferente do personagem que estará naquela cena da ficção. Há ainda o detalhe de que uma pessoa de fora pode não se sair bem ao demonstrar intimidade em um ambiente cercado por estranhos e câmeras.

Sem dúvida, gravar uma cena de sexo em plena pandemia não será fácil. Para tanto, a associação aconselha seus integrantes a serem inovadores. E dá exemplos. "Vocês podem se basear em filmes clássicos, como Aconteceu Naquela Noite (1934) e Casablanca (1943), que tem algumas das melhores cenas românticas [do cinema]", diz o documento. O detalhe é que naquela época havia uma censura em Hollywood contra "qualquer ato sexual perverso", como dizia um código de conduta.

Como estamos em uma era diferentona mesmo, há uma citação para aproveitar a modernidade e mostrar personagens utilizando a tecnologia para satisfazer o desejo sexual, como usar chamadas de vídeo ou sexting (troca de mensagens e fotos pelo aparelho celular).

Só o tempo dirá o que vai sair disso. Se têm algumas séries que possam ter dificuldades nesse departamento, outras vão estar mais familiarizadas com alguns macetes. A cartilha cita coisas que Grey's Anatomy faz há anos, como investir em um diálogo mais malicioso e mostrar os personagens tirando a roupa bem antes do ato sexual.

Daí, a série corta para outra história e, quando volta aos namoradinhos, a pegação já aconteceu e eles estão saindo de um quarto do hospital arrumando as roupas. Não precisa ser gênio para captar o que rolou ali.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você espera ver na TV em 2021?