Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

TV PAGA

Na guerra dos streamings, Sony se dá bem e mantém Grey's Anatomy em primeira mão

DIVULGAÇÃO/ABC

Com uma bandana roxa na cabeça e vestindo um uniforme de médica, Ellen Pompeo aparece na 16ª temporada de Grey's Anatomy

Ellen Pompeo na 16ª temporada de Grey's Anatomy; novos episódios da série vão ser exibidos pelo Sony

JOÃO DA PAZ

joao@noticiasdatv.com

Publicado em 25/9/2020 - 15h43

Alvo das mais populares plataformas de streaming, a série Grey's Anatomy continuará em lugar de destaque na TV paga. Mesmo com o Prime Video, Globoplay e Netflix brigando com unhas e dentes pelo direito de disponibilizar o drama médico, o Sony Channel exibirá em primeira mão os episódios inéditos da 17ª temporada a partir de janeiro.

A disputa pela atração de Shonda Rhimes criou uma expectativa nos fãs de que alguém desse trio de ferro poderia trazer os próximos capítulos em um novo modelo, quem sabe um por semana ou com um intervalo menor em relação aos Estados Unidos.

Mas essa fase do jogo não vai mudar. Como neste ano, a nova leva chega em janeiro no Sony, um mês e meio após a estreia na rede norte-americana ABC --o lançamento da 17ª temporada será em 12 de novembro.

O Sony tem uma missão importante em mãos. Mesmo há 15 anos no ar, Grey's Anatomy comprovou sua força, bateu recordes de audiência no Globoplay e apareceu no primeiro lugar do top 10 da Netflix. Desempenho que veio da busca dos fãs pela 16ª temporada, que só entrou nas plataformas em setembro, dois meses após a exibição do último episódio no Sony.

Instantaneamente, Grey's Anatomy virou assunto nas redes sociais, com direito a cravar um espaço entre os tópicos mais comentados do Twitter. Havia um imenso público que estava no aguardo dos novos episódios no streaming.

Agora a expectativa gira em torno da 17ª temporada. E o Sony fica com a tarefa de tentar chamar os assinantes do streaming à TV paga, na qual poderão acompanhar a exibição primeiramente exclusiva dessa leva.

A equipe de marketing do Sony Channel tem um trunfo nas mãos e precisa divulgar abertamente que o canal pago é dono da primeira janela de Grey's Anatomy. Nenhum streaming, por maior que seja, conseguiu tirar essa exclusividade. E isso não é pouca coisa.

Última temporada de Grey's?

Toda a equipe de Grey's Anatomy está dedicada às gravações da 17ª temporada. A série inicia esse ciclo sem ter uma definição clara sobre o futuro. A rede ABC ainda não anunciou se a próxima leva será a última ou ainda vem mais por aí.

O contrato vigente de Ellen Pompeo, a protagonista da trama hospitalar, termina em meados de 2021. Todos os executivos da ABC, assim como os produtores da série, sabem que Grey's Anatomy só continuará no ar se a atriz quiser. Por enquanto, nada está resolvido. A intérprete já revelou que irá pendurar o jaleco de Meredith Grey quando "não sentir mais prazer" no trabalho.

Há um alento para os fãs. Recentemente, o trio Kim Raver, Kevin McKidd e Camilla Luddington, todos do elenco fixo, assinaram contratos para mais três anos na pele de Teddy Altman, Owen Hunt e Jo Karev, respectivamente. Pode ser um indicativo de que a rede americana crê que Grey' seguirá de pé.

Para a ABC essa é uma questão importante, pois a série terminou a temporada 2019-2020 com a segunda maior audiência entre o público adulto (18-49 anos), atrás só de This Is Us. Grey's Anatomy não era tão bem colocada assim nessa métrica desde a temporada 2006-2007.


Leia também

Enquete

Você gostou de Tadeu Schmidt no comando do BBB22?

Web Stories

+
Final de Malhação na Globo tem sequestro, incêndio e final feliz; saiba tudoPor que Ludmilla e Anitta brigaram? Entenda a treta que respingou no BBB 22BBB22: Cinco vezes em que Naiara Azevedo atraiu o ranço do público na primeira semanaFaustão na Band abala concorrentes com ibope histórico e equipe provoca RecordAntes da estreia, BBB22 já rendeu treta entre famosos, tentativa de redenção e mais

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas