Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

VANESSA FERLITO

Mãe solo, atriz de NCIS aproveita coronavírus para se aproximar do filho

Divulgação/CBS

Sentada na mesa de sua personagem em NCIS: New Orleans, Vanessa Ferlito faz expressão de surpresa

Vanessa Ferlito em cena da sexta temporada de NCIS: New Orleans; atriz viu lado bom da quarentena

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 22/9/2020 - 6h45

Com as gravações interrompidas desde março por causa do novo coronavírus, a série NCIS: New Orleans retomou seus trabalhos na segunda (21). Os seis meses paralisados, no entanto, não foram vistos pela atriz Vanessa Ferlito como o fim do mundo. Ela aproveitou a quarentena para se aproximar do filho de 12 anos, Vince.

"Sei que esse período tem sido horrível para várias pessoas. Mas, para mim, eu fui bastante produtiva. Sou mãe solteira e trabalho muito, então pude passar muito tempo com meu filho. E também virei instrutora de ioga. Já praticava há 22 anos, decidi tirar meu certificado. Não podia ficar sentada esse tempo todo, sem fazer nada, eu ia enlouquecer", admite ela ao Notícias da TV.

A intérprete da agente homossexual Tammy Gregorio jamais pensou que o mundo seria tão afetado pela pandemia. "Eu nunca tinha vivido algo assim. Quando pararam as gravações, eu achei que ia durar umas duas semanas, nem fui embora de Nova Orleans. Só depois de dois meses achei que era hora de ir embora. Peguei meu carro e fiz uma viagem pelo país com meu filho, vi tantos lugares lindos dos Estados Unidos que eu não conhecia", lembra.

Vanessa reconhece, no entanto, que vive uma situação privilegiada em comparação a boa parte do planeta. "Estou grata por ainda ter um emprego, enquanto tanta gente está sendo demitida. Estou animada com essa volta ao trabalho. Eu li os primeiros roteiros e estão bastante atuais, a pandemia vai ser um tema importante da nova temporada", adianta.

Três testes por semana e nada de festas

Uma diferença no retorno às gravações já desanima a atriz de 39 anos: o fim das confraternizações do elenco. "Em uma série que está no ar há tanto tempo, todo mundo vira uma família. A gente brinca muito, se diverte. Acho que agora isso vai ser diferente, Nova Orleans não reabriu por completo, então não vamos poder sair para jantar e dar risada no fim do expediente", lamenta.

Para manter os atores e a equipe em segurança, novas medidas também foram adotadas. "Temos que ser testados três vezes por semana. Eu confio na CBS [rede que exibe a série nos EUA], nos produtores. Eles nunca nos colocariam em uma situação perigosa."

A atriz ainda filosofa e tenta encontrar um lado positivo em todo o caos. "Não sei como o futuro vai ser. Mas tem coisas que a pandemia mudou e que eu gosto. Estamos mais higiênicos, por exemplo. É estranho ter que ensinar as pessoas a lavarem as mãos. Eu sempre fui do tipo que limpava a bandeja do meu assento no avião. E tudo bem ter que usar luvas no mercado para pegar frutas e legumes. Confesso que não gosto de usar máscara todo dia, mas é importante usar, eu entendo isso", resume Vanessa.

No Brasil, os episódios inéditos de NCIS: New Orleans são exibidos toda sexta-feira, às 22h, no canal pago A&E. O último capítulo da sexta temporada será exibido em 13 de novembro. A atração policial é uma daquelas que não está disponível em nenhum serviço de streaming e só pode ser vista na TV paga.

Prêmio NTV Melhores do ano


Leia também

Enquete

Qual foi o melhor telejornal ou programa jornalístico do ano?

Web Stories

+
Gui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?Vladimir Brichta contracena com a filha em Quanto Mais Vida, Melhor; veja outros casosConfinado em A Fazenda 13, Dynho não sabe que Mirella pediu divórcio; como fica o caso?Quanto Mais Vida, Melhor enfrentou perrengues mesmo antes de estrear; conheça a trama

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas