Globo na Netflix

Gols do Fantástico em série americana? As traduções mais bacanas da TV paga

Reprodução/Netflix

Michael Douglas em The Kominsky Method: qual música o ator pediria no programa da Globo? - Reprodução/Netflix

Michael Douglas em The Kominsky Method: qual música o ator pediria no programa da Globo?

JOÃO DA PAZ - Publicado em 02/12/2018, às 07h44

Há um mundo à parte em séries da Netflix em que vale a pena o assinante prestar atenção na próxima maratona: são as boas sacadas de que a gigante de streaming se vale para traduzir piadas ou expressões pouco comuns, muitas vezes fazendo até mais graça do que no original.

A recém lançada The Kominsky Method, estrelada por Michael Douglas, traz um ótimo exemplo. A série se refere ao quadro do Fantástico que "premia" os jogadores de futebol que fazem três ou mais gols em uma partida para traduzir uma expressão americana.

"Pode pedir música no Fantástico!", dispara o ator Elliott Gould (o pai de Ross e Monica em Friends) em uma cena em que Sandy Kominsky, personagem de Douglas, elenca três motivos pelos quais está tendo um ótimo dia: "Minha próstata não vai me matar, meu pau sobe e arranjei um trabalho!", diz sorridente.

É pouco provável que os dois veteranos tenham ouvido falar do Fantástico ou da brincadeira com os gols, mas Paola Pastorelli, responsável pela legenda brasileira na Netflix, foi muito feliz ao traduzir a fala original de Gould, "the geriatic hat-trick". Transcrita ao pé da letra, a expressão faria sentido para poucos.

Hat-trick é algo que acontece três vezes. Nos Estados Unidos, é utilizada pela mídia esportiva quando um atleta marca três gols, seja em partida de hóquei no gelo ou no futebol.

Bizarrices bem-vindas
Há vários outros caos em que a "versão brasileira" casa perfeitamente com o sentido original do roteiro americano e se vale de gírias e expressões que só fazem sentido por aqui para aproximar o público dos personagens.

Um "vá te catar" dito por Eleanor (Kristen Bell) em The Good Place é, na verdade, a frase "put your head on your own butt" (algo como "ponha a cabeça dentro da sua bunda"). Já o seu "estraga-prazeres" saiu de um "read the room, dude" ("leia a sala, cara", o pé da letra).

Em Orange Is the New Black, a gíria americana para policiais "po-pos" virou "coxinhas". Em Scandal (2012-2018), durante um diálogo de Jake Ballard (Scott Foley) com o presidente norte-americano Fitzgerald Grant (Tony Goldwyn), o almirante disparou: "Eu não sou uma de suas negas". No inglês, era "I’m not one of your bitches" ("não sou uma de suas vadias").

Atores famosos brasileiros, assim como celebridades, marcam presença em séries da Netflix. Dercy Gonçalves foi citada na legenda de Grace and Frankie quando uma menina apareceu disparando xingamentos. Em Arrow, uma personagem foi chamada de Hebe Camargo por conta do seu chamativo cabelo loiro. E Jim Carrey foi substituído por Evandro Mesquita em Master of None.

25 de Março em Nova York
Com Pose, a Fox foi além das adaptações de expressões e deu um jeitinho brasileiro de explicar ao telespectador alguns lugares que as personagens da série visitavam ou falavam sobre. A popular rua Canal Street virou a 25 de Março e a loja Macy's virou Mesbla, referência bem pontual à época da série.

Ambientado nos anos 1980, o drama lembra uma loja brasileira famosa naquela década. Pose, sobre transexuais em Nova York, ainda chama a atenção por ter uma tradução inclusiva, evitando o uso de artigos que determinam gênero. "Filhas", por exemplo, é transcrito como "filhes".

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que é mais bizarro em O Tempo Não Para?
Duas mulheres com mais de 60 anos dizendo estar grávidas.
23.60%
Ninguém mandar nenhuma das 'grávidas' fazer teste em laboratório.
11.04%
Vilões que matam pessoas e continuam impunes.
11.55%
De uma novela que descongelou pessoas do século 19 se espera qualquer coisa.
53.81%

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook