Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

ANIVERSÁRIO DE 30 ANOS

De racismo a abandono: Como a comédia Um Maluco no Pedaço abordou assuntos sérios

IMAGENS: REPRODUÇÃO/NBC

Com um boné bege virado para trás, Will Smith faz cara de choro em cena da série Um Maluco no Pedaço

Will Smith em episódio da quarta temporada de Um Maluco no Pedaço; choro de tristeza na comédia

JOÃO DA PAZ

joao@noticiasdatv.com

Publicado em 9/9/2020 - 7h10

Comédia que revelou Will Smith para Hollywood, Um Maluco no Pedaço (1990-1996) completa 30 anos nesta quarta-feira (10). A série feita para rir apresentou momentos dramáticos épicos que ajudaram o ator a testar suas habilidades na jornada rumo ao Oscar. Temas como racismo da polícia e abandono do pai marcaram presença nas seis temporadas.

Propositadamente, Um Maluco no Pedaço inseriu narrativas mais tocantes na história do jovem Will Smith e de sua família rica em um bairro nobre de Los Angeles. Em algumas ocasiões, a comédia não deixou de perder a piada nos assuntos mais sensíveis, como quando um homem branco ficou noivo de uma das tias de Will e causou discórdia na família. Já em casos como porte de arma, o clima ficou pesado, digno dos melhores dramas da televisão.

Antes da versão dramática de Um Maluco no Pedaço, que já "nasce" com duas temporadas confirmadas, relembre os cinco momentos mais emotivos da série:

Os atores Will Smith e Ben Vereen em episódio de Um Maluco no Pedaço de doer o coração


Pai abandona Will (de novo)

Sem dúvida, o episódio que mais aperta o coração do fã de Um Maluco no Pedaço é o 24º da quarta temporada, chamado de Erros do Passado. Caminhoneiro, Lou Smith (Ben Vereen) apareceu em Bel Air do nada. Pai de Will que o abandonou na infância, ele ressurgiu sem mais nem menos após 14 anos, o que deixou tio Phil (James Avery) ressabiado, temendo que algo semelhante voltaria a ocorrer.

Will, porém, era só alegria! Ele e o pai compartilharam histórias e até em um parque de diversões foram. Mas Lou, justificandoque precisaria fazer uma viagem, largou o filho novamente, deixando-o frustrado, pois tinham combinado uma viagem juntos. Após tentar bancar o valentão, aquele que não se abala, Will se despedaçou e, aos prantos, falou para o tio: "Por que ele não me quer?". Os dois deram um abraço forte. A atuação precisa de Vereen ajudou bastante no impacto do episódio.

Hank Azaria, Alfonso Ribeiro e Dan Desmond em episódio sobre racismo estrutural e na polícia


Racismo da polícia

Desde o começo, Um Maluco no Pedaço colocou em discussão assuntos sérios. O que foi relatado no sexto episódio da primeira temporada voltou à tona 30 anos depois. Em Identidade Trocada, Carlton (Alfonso Ribeiro) e Will foram presos enquanto dirigiam um carro luxuoso à noite em Bel Air. Os policiais brancos pensavam que eles eram ladrões.

A dinâmica do episódio demonstrou como pouca coisa mudou de lá para cá, seja nos Estados Unidos ou no Brasil. Os policiais colocaram os jovens atrás das grades sem qualquer prova, uma síntese de como os negros são tratados de forma diferente perante agentes da lei. Carlton, o mauricinho que acreditava no sistema, sentiu na pele aquela realidade que ele tanto queria negar que existia.

Com lágrimas no rosto e em um leito hospitalar, Will pede para Carlton entregar uma pistola


Carlton compra uma arma

O primo de Will levou outra lição dura da realidade. No episódio Tiros em Bel Air (15º da quinta temporada), Carlton e Will sofreram um assalto após sacarem dinheiro em um caixa eletrônico. O filho de Phil fez um movimento brusco, e o assaltante atirou. Will protegeu o primo e foi baleado, hospitalizado com risco de ficar paralítico.

Carlton se enfureceu com a situação. "Passei a minha vida acreditando na lei e na ordem, seguindo as regras. Aí um maluco saca uma arma e todas as regras mudam", disse para Will. Essa raiva o fez comprar uma pistola, para se defender. Os dois discutiram intensamente sobre lealdade, medo e segurança. É uma cena que nem parece ter saído de uma comédia, pela profundidade e atuação afiada da dupla.

Will Smith, Alfonso RIbeiro e Glenn Plummer em cena da comédia Um Maluco no Pedaço


O que é ser negro?

Um Maluco no Pedaço sempre falou muito de negritude, sem fugir de controvérsias. No oitavo episódio da quarta temporada (O Que Conta É o Sangue), Will e Carlton tentaram entrar em uma fraternidade composta só por negros, na fictícia Universidade de Los Angeles. Após vários trotes, somente Will entrou. Ao perguntar por que o primo foi preterido, o líder do grupo disse que Carlton não representava o espírito da república: "Nada de Ralph Lauren, sapato bico fino e América corporativa."

Acusado de "vendido", o mimado respondeu à altura ao saber que tinha sido excluído. “Sou [vendido] porque moro em uma casa grande e me visto de um certo jeito? Ser negro não é o que eu estou tentando ser, é o que eu sou. Estou na mesma corrida e pulando os mesmos obstáculos que você. Então, por que está me queimando?". Carlton ainda sugeriu que negros precisam permanecer unidos. E que classe social, gosto musical ou moda não devem causar separação.

James Avery e Jenifer Lewis observam beijo quente entre Charlayne Woodard e Diedrich Bader


Família mestiça

Ao falar da inclusão de uma pessoa branca em uma família negra, Um Maluco no Pedaço misturou bem a comédia e o drama. Assim se deu em Um Noivo Muito Especial (sexto episódio, segunda temporada), quando Janice (Charlayne Woodard), uma das tias de Will, apresentou seu noivo para a família. Todos ficaram em choque ao ver como Frank (Diedrich Bader) era.

"Quando Janice o descreveu [para nós], ela não mencionou que ele era... alto", falou uma constrangida tia Viv (Janet Hubert). "Não que eu tenha algum problema com pessoas que são altas", completou. Até tio Phil ficou sem graça e soltou: "Os meninos vão para uma escola predominantemente alta". Will se intrometeu para acabar com o eufemismo: "Foi só eu, ou vocês não notaram que ele era branco?"

Quem mais se opôs à união, sem meias palavras, foi Vy (Vernee Watson), a mãe de Will. Ela não queria a irmã casada com um homem branco, justificando possíveis problemas no futuro caso "um racista não consiga ver a beleza desse casamento". No final das contas, Vy abençoou o novo casal, confiando que os dois saberiam lidar com as adversidades no futuro, acreditando na força do amor.

Com episódios exibidos durante a programação do canal Comedy Central, Um Maluco no Pedaço está completa (seis temporadas) na Netflix e no Prime Video.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou do final de Amor de Mãe?