Heroínas e Heróis

De Agent Carter a Luke Cage: um guia para entender o universo da Marvel na TV

Divulgação/Netflix

Mike Colter na segunda temporada de Luke Cage; fã tem de ver outra série para entender a trama - Divulgação/Netflix

Mike Colter na segunda temporada de Luke Cage; fã tem de ver outra série para entender a trama

JOÃO DA PAZ - Publicado em 04/07/2018, às 05h26

O fã de Luke Cage que devorou a primeira temporada e foi conferir a nova leva de episódios, lançada no último dia 22, tomou um susto logo de cara. Duas personagens centrais foram afetadas por acontecimentos de outra atração. É que, ao contrário de outras produções, as séries de super-heróis da Marvel não funcionam de forma isolada.

Todas as produções da editora de quadrinhos na TV estão conectadas, algumas se relacionam até com os blockbusters do cinema. É o mesmo modelo aplicado nas HQs. Os heróis têm jornadas separadas, mas é preciso acompanhar outras aventuras para entender completamente o contexto da trama.

Até o lançamento da segunda temporada de Luke Cage, uma série nunca impactou tanto a outra. Agora, tudo mudou. Para facilitar a vida do telespectador, o Notícias da TV traz um guia para entender as séries do Universo Cinematográfico da Marvel e destaca pontos importantes e correlatos. E, para quem ainda não explorou os novos capítulos do herói negro à prova de bala, fica a dica: veja Os Defensores antes.

[Atenção: há spoilers nos verbetes abaixo.]

Agent Carter
Cronologicamente, o universo Marvel começa em 1940, com o filme Capitão América: O Primeiro Vingador e com a série Agent Carter.

A personagem central da série Agent Carter (Netflix) foi extraída do filme Capitão América: O Primeiro Vingador, de 2011. Ambientado nos anos 1940, o drama que teve duas temporadas (2015-2016) traz Peggy Carter (Hayley Atwell) entre o trabalho de secretária na agência SSR (Reserva Científica Estratégica) e o de investigadora particular de Howard Stark (Dominic Cooper), o pai do Homem de Ferro.

A SSR serviu como base para o surgimento da Shield, agência do governo norte-americano especializada em espionagem, nos anos 1960. A sigla da organização significa Superintendência Humana de Intervenção, Espionagem, Logística e Dissuassão. No mundo fictício da Marvel, a Shield é maior do que a CIA.

divulgação/abc

A série Agent Carter, protagonizada pela atriz Hayley Atwell, durou somente duas temporadas 

Agents of Shield
Logo após a compra da Marvel pela Disney, em 2009, foi criada uma divisão de televisão da editora, com o objetivo de fazer séries estreladas pelos personagens das HQs e do cinema. A primeira aposta foi no agente Phil Coulson (Clark Gregg), retirado do longa Os Vingadores (2012) e escalado para Agents of Shield (Canal Sony, Netflix).

Coulson monta um time de agentes para investigar super-humanos e outros eventos relacionados aos poderosos, agora conhecidos da grande população. A série estreou em 2013 e foi renovada para a sexta temporada.

As referências aos filmes da Marvel são constantes em Agents. Na primeira temporada, por exemplo, há cenas que casam com eventos dos longas Thor: O Mundo Sombrio e Capitão América: Soldado Invernal, ambos de 2013.

Na quarta temporada, entrou em cena o personagem Motoqueiro Fantasma (Gabriel Luna). O anti-herói com o rosto em chamas já tinha aparecido em dois filmes no cinema, vivido por Nicolas Cage, mas eles não são considerados parte do Universo Cinematográfico.

Demolidor 
Primeira série da Marvel na Netflix, os episódios de estreia de Demolidor se passam paralelamente à reta final da segunda temporada de Agents of Shield. O advogado cego que faz bico de justiceiro no bairro Hell's Kitchen, dominado pelo crime após a Batalha de Nova York, é interpretado por Charlie Cox. A série foi muito bem recebida pelo público e pela mídia, por apresentar uma ótima trama e cenas de ação quentes.

A Batalha de Nova York foi um confronto insano e destruidor entre os Vingadores e Loki, no filme de 2012. O personagem jornalista que batizou o confronto que acabou com a cidade, Ben Urich (Vondie Curtis-Hall), esteve presente em nove episódios da série. Ele trabalha no jornal New York Bulletin (fictício, mas com um site de verdade).

Alguns episódios do segundo ano da série do advogado cego andam de mãos dadas com o começo da terceira temporada de Agents of Shield; na metade final, há uma referência a uma guerra de gangues ocorrido em Hell's Kitchen. A série, que estreou em 2015, foi renovada para a terceira temporada.

divulgação/ABC

Phil Coulson (Clark Gregg) foi o escolhido para fazer a transição do cinema para a TV

Jessica Jones
Pouco conhecida nas HQs, a heroína feminista conquistou fãs ao redor do mundo em 2015, e sua série já foi renovada para a terceira temporada. Interpretada por Krysten Ritter, a detetive particular alcoólatra Jessica Jones vai à caça de Killgrave (David Tennant), homem que já controlava a mente da personagem.

Jessica Jones (Netflix) não interage muito com os filmes da Marvel. Sua conexão é mais próxima com as séries. Assim como Demolidor, a trama de Jessica Jones até cita a Batalha de Nova York, mas apenas como O Incidente.

Na série, o herói Luke Cage (Mike Colter) é apresentado. Os dois têm um caso. Na história original das HQs, Jessica Jones tem outra ligação com o mundo da Marvel: nos tempos de escola, ela estudou com Peter Parker, o Homem-Aranha.

Com um humor sarcástico peculiar, Jessica chama o Hulk de "aquele cara grandão verde" e zoa com o Capitão América, o "cara que tremula a bandeira [dos EUA]."

Luke Cage
A série solo do personagem Luke Cage (Netflix) dá os primeiros passos quase que simultaneamente com o fim da segunda temporada de Demolidor, mais ou menos um mês depois. A principal ligação com o braço da Marvel no cinema é que DVDs com imagens da Batalha de Nova York são vendidos nas ruas do Harlem.

O herói negro à prova de balas faz de tudo para proteger o bairro nova-iorquino. Ele ganhou esse superpoder, uma força descomunal e a pele impenetrável após passar por um experimento. Ex-presidiário, ele luta pela justiça social e racial. A segunda temporada do drama estreou no mês passado.

Punho de Ferro
Com uma história para lá de mirabolante, Punho de Ferro (Netflix) foi massacrada pela crítica. Considerada a pior série de heróis da Marvel, o drama sobre um playboy que ganhou poderes especiais após passar 15 anos treinando kung fu em uma cidade mística virou piada até mesmo entre seus colegas heróis. Embora massacrada, Punho de Ferro foi renovada para a segunda temporada. 

Inumanos
Outra aposta da Marvel, Inumanos (Canal Sony) estreou no ano passado e continuou uma história apresentada na metade final da quarta temporada de Agents. Lançada em cinemas Imax, a série flopou, mesmo com um ex-ator de Game of Thrones (Iwan Rheon) no elenco. Para surpresa de ninguém, a série foi cancelada. 

divulgação/netflix

Finn Jones, Krysten Ritter e Charlie Cox em Defensores; heróis da Netflix formaram um time

Os Defensores
A reunião de heróis das séries da Netflix em Os Defensores (2017) tem início um mês depois das histórias contadas em Punho de Ferro. Além do herói dono de um supersoco, estão no time Jessica Jones, Luke Cage e Matt Murdock. A produção amarra histórias de Punho de Ferro e da segunda temporada de Demolidor.

Um importante acontecimento afeta diretamente a série Luke Cage. A detetive Misty Knight (Simone Missick) se joga na frente de Claire (Rosario Dawson) para salvá-la das espadas de um dos integrantes do Tentáculo, organização de ninjas envolvidas com o crime organizado. A policial perde parte do braço. Tudo isso mexeu com o herói, porque ele tem um carinho especial pela policial, que salvou a sua namorada.

Por sua vez, a segunda temporada de Jessica Jones, que acontece por volta de seis meses depois de Os Defensores, ignora completamente o que aconteceu na reunião.

Runaways
A trama de Runaways (Canal Sony) se passa no segundo semestre de 2017. Ela acompanha seis jovens que se unem após descobrirem que seus pais fazem parte de um culto sombrio e perigoso. Por ser uma série voltada ao público adolescente, temas como bullying na escola são abordados. A produção já foi renovada para uma segunda temporada.

O Justiceiro
Personagem popular nos quadrinhos, O Justiceiro (Netflix) ganhou uma versão televisiva bem próxima dos desenhos das HQ's. A série, renovada para a segunda temporada, é derivada de Demolidor, na qual o herói armado apareceu pela primeira vez. Vivido por Jon Berthal (The Walking Dead), o Justiceiro das séries ganhou mais fãs do que o do cinema, interpretado por Thomas Jane, no longa de 2004. 

Cloak & Dagger
Boa série do canal norte-americano Freeform, Cloak & Dagger (futura atração do Canal Sony) conta a história dos personagens Manto (Aubrey Johnson) e Adaga (Olivia Holt). Ambientada em New Orleans, o drama é bem atual e tem uma ligação forte com o universo da Marvel. 

Adaga investiga falcatruas da Roxxon, gigante companhia de petróleo que permeia as produções de cinema e da TV da editora. A empresa apareceu pela primeira vez no filme Homem de Ferro (2008); na TV, na série Agent Carter.

Leia também

 

 

Enquete

O que você achou do vaivém de Datena na Band?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook