Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

NA NETFLIX

Coisa Mais Linda mudou para sempre a vida de Pathy Dejesus; entenda

Aline Arruda/Netflix

Com bobes nos cabelos e uma camisola amarela, Pathy Dejesus aparece com expressão sonhadora em cena de Coisa Mais Linda

Pathy Dejesus em cena como Adélia na segunda temporada de Coisa Mais Linda, da Netflix

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 20/6/2020 - 5h51

Atriz, apresentadora, modelo e DJ, Pathy Dejesus já fez de tudo um pouco em seus 43 anos. Nenhum trabalho de sua carreira, porém, é tão marcante como Coisa Mais Linda. A série da Netflix levou trabalho dela para mais de 190 países, mas também foi essencial para o nascimento de seu único filho, Rakim, que completou um ano no último dia 4.

Durante as gravações da primeira temporada do drama que conta a origem da bossa nova no Rio de Janeiro dos anos 1950 e 1960, Pathy conheceu Alexandre Cioletti. Ela interpreta Adélia, negra forte que se torna sócia de Malu (Maria Casadevall) no clube de música que dá nome à série. Ele é Nelson, marido de Thereza (Mel Lisboa), jornalista moderninha que se torna amiga das outras duas mulheres.

Teoricamente, os dois personagens teriam trajetórias bem distintas, não fosse um detalhe revelado ao longo dos episódios: a menina Conceição (Sarah Vitória), que todos achavam que era filha de Adélia com Capitão (Ícaro Silva), na verdade nasceu de um caso que ela teve com Nelson enquanto trabalhava como doméstica na casa dos pais dele. Nem o próprio bon vivant sabia disso e, quando descobre, decide fazer parte da vida da menina --o que rendeu mais cenas entre o futuro casal.

O amor nasceu rápida e intensamente: quando as gravações da segunda temporada começaram, em agosto do ano passado, a vida já tinha imitado a arte, e o casal celebrava os dois meses de Rakim. A atriz, inclusive, sofreu para voltar ao trabalho.

"Foi muito intenso [começar a segunda temporada], por questões pessoais. Eu tinha acabado de ser mãe, o Rakim estava com dois meses e meio, eu estava no meio do meu puerpério [período pós-parto em que as mulheres passam por transformações físicas e psíquicas]. Então, eu já estava afetada, e no roteiro tive que lidar com coisas difíceis, de racismo, estrutura racial, é doloroso a todo momento. Mas, como atriz, a gente não tem muita opção, tem que fazer!", admite a intérprete ao Notícias da TV.

Alexandre Cioletti, Pathy Dejesus e o pequeno Rakim: série da Netflix deu frutos (Reprodução/Instagram)

Curiosamente, a ex-VJ da MTV já cogitava a maternidade antes mesmo de conhecer Alexandre. Sem nenhum homem em sua vida naquele momento, ela fazia planos de adotar uma criança.

Já o ator queria liberdade: pretendia comprar uma moto e sair viajando sozinho mundo afora. Tudo mudou quando ele conheceu Pathy.

"Nunca tínhamos ouvido falar um do outro, mas logo de cara criamos uma afinidade enorme. Conversávamos toda hora, sobre tudo, e a coisa foi amadurecendo", contou Cioletti em entrevista à revista Glamour no ano passado. "Foi um encontro muito especial desde o início. Muito visceral e diferente, sem limitações de amor idealizado. Simplesmente foi acontecendo."

Nos novos episódios de Coisa Mais Linda, disponibilizados pela Netflix na última sexta (19), Pathy e Alexandre contracenam mais, embora não sejam exatamente um par romântico --afinal, Adélia está de casamento marcado com Capitão. Mas as cenas juntos entregam que os dois têm química de sobra.

Confira o trailer da segunda temporada da série nacional:


Leia também

Web Stories

+
42 anos depois: Por onde anda o elenco da novela Pai Herói?A Fazenda 13: Sem barracos, Liziane frustra público e é eliminada; veja trajetóriaComo Lázaro Ramos e Taís Araujo: 7 casais formados nos bastidores da GloboSex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a sérieA Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do reality

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?