Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

TRIUNFO DO AMOR

Novela mexicana que 'previu' coronavírus traz cantora do RBD de volta ao SBT

REPRODUÇÃO/TELEVISA

Imagem da personagem Maria Desamparada, interpretada por Maite Perroni, internada em hospital na novela Triunfo do Amor

Maria Desamparada (Maite Perroni) é internada com vírus similar ao coronavírus em Triunfo do Amor

ERICK MATHEUS NERY

erick@noticiasdatv.com

Publicado em 16/11/2020 - 6h50

Maite Perroni, a eterna Lupita de Rebelde (2004) e cantora do grupo musical RBD, está de volta ao SBT com a novela mexicana Triunfo do Amor, que estreia nesta segunda-feira (16). Exibido originalmente em 2010 no México, o folhetim foi uma das produções audiovisuais que "previu" a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e consagrou uma série de memes na carreira da atriz.

Na novela, Maite interpreta Maria Desamparada, uma jovem que sonha em ser modelo e carrega rancor por ter sido abandonada em um orfanato na infância. Em busca do seu objetivo, ela consegue uma oportunidade profissional na casa de modas de Vitória (Victoria Ruffo), sua mãe biológica.

No entanto, elas desconhecem o laço de sangue e vivem uma relação de trabalho conturbada, devido ao ciúme da empresária com o marido Osvaldo (Osvaldo Ríos) e o enteado Max (William Levy), o grande amor de Maria.

O namoro do jovem casal provoca a ira de Vitória, que executa um plano para destruir a carreira da modelo, sem imaginar que a decisão afeta a vida da sua verdadeira filha. O folhetim será exibido às 17h15, em substituição à reprise de O Que a Vida Me Roubou.

Confira quatro curiosidades sobre a nova novela do SBT:

rEPRODUÇÃO/TELEVISA

Max (William Levy) tranquiliza Maria no hospital

Vírus mortal

Dez anos antes da atual pandemia, a novela apostou na disseminação de um vírus mortal desconhecido em seus personagens. Maria foi uma das infectadas e, de forma similiar ao que ocorre com o coronavírus, precisou cumprir medidas de isolamento social. A modelo chegou a ser hospitalizada durante o tratamento.

No entanto, Max ignorou todas as recomendações dos médicos para ficar junto com a sua amada. Resultado: também foi contaminado e precisou de um leito no hospital para evitar a sua morte. 

REPRODUÇÃO/TELEVISA

Maria coloca bebê em risco após acidente

Atuação duvidosa

Antes de encantar o público e a crítica com produções como Desejo Sombrio (Netflix), Maite sofreu com as situações escritas pelos autores das novelas mexicanas. E, devido à sua falta de experiência na época, as cenas peculiares vividas pela atriz viraram piada e originaram memes nas redes sociais --que hoje, também divertem a cantora.

As brigas e desmaios protagonizados por Maite em Triunfo do Amor também entram nesta lista. Uma das cenas mais marcantes para os fãs da atriz é quando Maria Desamparada torna-se faxineira e, ao limpar o espelho de um banheiro, se desequilibra e cai. O acidente coloca em risco a gravidez da personagem. Confira o vídeo:

rEPRODUÇÃO/TELEVISA E SBT

Os protagonistas em versão mexicana e brasileira

Inédita, mas nem tanto

A novela é anunciada como inédita pelo SBT, o que é verdade. Porém, a trama é bem conhecida pelos telespectadores brasileiros, devido à exibição de suas outras versões no canal de Silvio Santos. Triunfo do Amor é um remake de uma história venezuelana gravada nos anos 1980.

Em 1998, a Televisa produziu O Privilégio de Amar, que foi exibida aqui em 1999, 2002, 2008 e 2013. Em 2006, o SBT realizou uma adaptação nacional da história, intitulada Cristal. Bianca Castanho e Dado Dolabella foram os protagonistas desta obra, reprisada em 2011.

rEPRODUÇÃO/TELEMUNDO

Delia Fiallo em entrevista concedida em 2016

Confusão com Delia Fiallo

Durante a exibição no México, Delia Fiallo, autora do folhetim venezuelano que originou Triunfo do Amor, não poupou críticas à adaptação. Em entrevista ao portal TVyNovelas, a escritora disse que Maite "nunca poderia ser uma modelo de passarela, devido à sua altura [1,60 m]" e que William Levy é "muito frívolo" e "não possui profundidade em sua atuação".

Delia também afirmou ter sido enganada por Salvador Mejía, produtor da novela. "Ele me disse: 'Dou minha palavra que vou fazer essa novela como você escreveu'. Porém, é óbvio que ele não usou o meu texto, mas o de O Privilégio de Amar. Inclusive, ele está com a mesma adaptadora, que escreveu uma versão ainda pior."


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?