Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Franquia de sucesso

Efeito coronavírus: Chicago Fire e Med batem recorde de audiência nos EUA

Divulgação/NBC

Dentro de um quarto de um hospital, o ator Brian Tee veste uma roupa grená na série Chicago Med

O ator Brian Tee em episódio da quinta temporada de Chicago Med, mais visto da série desde dezembro de 2015

REDAÇÃO

Publicado em 26/3/2020 - 16h07

A séries Chicago Fire e Chicago Med bateram recordes de audiência com os episódios exibidos na quarta-feira (25), nos Estados Unidos. O drama sobre bombeiros foi visto por 9,10 milhões de telespectadores, enquanto a trama médica foi sintonizada por 9,51 milhões. Ambas as marcas são as maiores desde 8 dezembro de 2015 para as duas atrações.

Os números inflados não são porque algo de muito especial aconteceu nas atrações. Metade dos estados que formam os EUA estão passando por alguma tipo de isolamento social, como ocorre no Brasil, para frear a propagação do novo coronavírus (Covid-19). O que resulta em mais gente em casa e televisores ligado.

Fire alcançou o recorde com o 18º episódio da oitava temporada. A última vez que a série da rede NBC teve um desempenho tão bom foi na quarta temporada, com o nono episódio visto por 9,13 milhões de telespectadores. Se passaram nada menos do que 99 capítulos entre esses recordes.

Embora com o mesmo intervalo de tempo de Chicago Fire entre um recorde e outro, Med teve menos episódios exibidos nesse período de pouco mais de quatro anos: 97. Desde o quarto episódio da primeira temporada, com 9,60 milhões de telespectadores, Med não resgistrava uma audiência tão boa.

Junto com Chicago P.D. (sobre policiais), Fire e Med são verdadeiros hits, seja entre os americanos ou brasileiros. No mês passado, a NBC renovou todas elas, cada uma para mais três temporadas.

No Brasil, episódios inéditos do trio de séries podem ser assistidos no Universal TV. O Globoplay tem as sete primeiras temporadas de Fire; já as seis primeiras de P.D. e as cinco de Fire estão na Amazon.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você acha que a Globo deu um tiro no pé em reprisar uma novela tão recente como A Força do Querer?