Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
X
Instagram
Youtube
TikTok

ANITA EM MINISSÉRIE

Vilã de Cara e Coragem, Mel Lisboa reclama de rótulo: 'Ninfeta de quem?'

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Mel Lisboa usa chapéu de palha, brinco de argola e vários colares de contas; com grandes unhas brancas, ela encosta os dedos da mão esquerda no rosto. Os cabelos estão curtos e castanho escuros.

Protagonista de Presença de Anita (2001), Mel Lisboa viverá vilã na novela Cara e Coragem

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 4/3/2022 - 17h36

Mel Lisboa viverá uma vilã em Cara e Coragem, a próxima novela das sete da Globo. O papel é bem distante de sua protagonista em Presença de Anita (2001), estreia da artista na televisão. Na época, o público esperava que a atriz também fosse provocante fora das telas. Apesar de sempre ter rejeitado o rótulo, a atriz afirma que os 20 anos de carreira a ajudaram a se afastar ainda mais da "caixinha" de sensual.

"Já aconteceu com muitos atores, e não só comigo. Te colocarem em uma caixinha: você só faz isso. E, gente, Anita já tem 40 anos! Ninfeta de quem? Não dá. As coisas que desejei, investi, gastei tempo, energia e dedicação foi com a minha qualidade como atriz e a variedade de experiências que me dão ferramentas e recursos para que eu possa fazer várias coisas diferentes", declarou a atriz, em entrevista ao podcast Calcinha Larga, do Spotify.

A minissérie volta a ser exibida no canal Viva a partir do próximo dia 15. Na época da transmissão original, a artista relembrou que o público se espantava ao conhecê-la; afinal, ela não era tão sensual quanto sua personagem. 

"Havia uma cobrança. Eu era a Anita, então tinha que ser assim [sensual]. Se eu quiser ser, eu sou. Se não quiser, não sou. E não quero ficar esforçando, perdendo meu tempo... Eu sou uma pessoa comum, com meus momentos. Tem dias que você olha no espelho e se acha feia, tem dia que não. Dependendo da fase, [você] está mais relaxada, está mais montada...", destacou.

Outros tempos, outras visões

A minissérie gira em torno do encanto de Nando (José Meyer), aspirante a romancista, por Anita, uma mulher bem mais nova. Mesmo casado, ele enlouquece com a sensualidade da mulher. Hoje, a diferença de idade entre os amantes e a obsessão do escritor pela mulher são alvos de críticas.

"Em 1990, em 2000, ainda havia homens brancos cis, héteros, de 40 anos ou mais contando histórias de uma ninfeta, de uma Lolita [em referência à obra de Vladimir Nabokov] destruidora de lares, dessa mulher que enlouqueceu aquele homem. A gente precisa olhar o contexto da obra, mesmo que seja para julgá-la, mesmo que a gente esteja falando que é prejudicial, que foi um desserviço", ressaltou a intérprete, ainda para o podcast.

Mel passou um bom tempo longe de papéis sensuais, justamente para evitar continuar na caixinha de "mulher fatal". Hoje em dia, porém, ela não tem mais essa preocupação. Aliás, ela até se divertiria ao interpretar uma personagem assim. Apesar disso, seu próximo projeto não tem este apelo: a atriz viverá uma vilã em Cara e Coragem

Na trama, ela dividirá uma empresa que mantém negócios fora da lei com os personagens de Ícaro Silva e Ricardo Pereira. Eles serão os algozes dos protagonistas, vividos por Marcelo Serrado e Paolla Oliveira. A estreia está prevista para 30 de maio.


Saiba tudo sobre os próximos capítulos das novelas com o podcast Noveleiros

Ouça "#92 - Será o fim de Christian e Lara em Um Lugar ao Sol?" no Spreaker.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em Quanto Mais Vida, Melhor!, a atual novela das sete da Globo.

Resumos Semanais

Cara e Coragem: Resumo dos próximos capítulos da novela da Globo - 11 a 14/1

Quarta, 11/1 (Capítulo 195)
Pat revela a Rômulo que estava monitorando os encontros deles para Ítalo. Danilo se desespera com a Citação e exige que Célia arrume um encontro dele com Rebeca. Regina chora com medo de ser presa. Batata ... Continue lendo

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.