Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

INTERPRETOU NINFETA

Mel Lisboa sofreu para se afastar de Presença de Anita: 'Neguei a sensualidade'

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Mel Lisboa faz selfie com a mão direita no queixo

Mel Lisboa em post no Instagram; ela lutou para se afastar de personagem de Presença de Anita

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 31/7/2021 - 13h27

Há vinte anos, Mel Lisboa estreou na minissérie Presença de Anita (2001), na Globo. A ninfeta da trama de Manoel Carlos rapidamente tornou a atriz desconhecida, então com 19 anos, num fenômeno de sucesso e símbolo sexual. Marcada pela personagem, a gaúcha sofreu para se afastar do papel ao longo da carreira. "Neguei a minha sensualidade", afirmou.

Na minissérie, Mel interpreta Cíntia, que assume a identidade de Anita para seduzir Nando (José Mayer), um escritor casado com Lúcia Helena (Helena Ranaldi). A produção foi baseada no livro homônimo de Mário Donato (1915-1992) e teve direção geral de Ricardo Waddington e Alexandre Avancini.

"Na época, eu achava que entendia tudo. Mas depois percebi que não. Estava no olho do furacão, e minha vida mudou do dia para a noite", contou a atriz, em entrevista ao jornal O Globo publicada neste sábado (31). 

Alçada a símbolo sexual, a artista quis se distanciar a todo custo da personagem. "Logo depois, rolou um movimento natural em que neguei a minha sensualidade. Reneguei aquilo, num desejo de construir uma carreira que me levasse para outros lugares. Mas sei que tudo o que sou é fruto de escolhas. E de erros, acertos, traumas, felicidades... Meus maiores desastres de trabalho também fazem parte da minha história".

Mel, no entanto, fez as pazes com a personagem. "Acho bonito olhar para o Presença de Anita 20 anos depois. É uma série feita para aquele tempo, e naquela época quebrou paradigmas. Se fizéssemos um remake hoje, seria bem diferente", argumentou.

Atualmente, com sua volta à Globo após 13 anos frustrada devido ao adiamento da novela Cara & Coragem, a atriz "encara" uma pandemia pior que a da Covid-19 na audiossérie Paciente 63, do Spotify. Na trama, Mel interpreta uma médica psiquiatra que trata um homem que diz ser um viajante no tempo com a missão de salvar a humanidade de um apocalipse --papel de Seu Jorge.


Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabiaElenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mamaAlém de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na política

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas