Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

TRAUMA DE GUERRA

'Solar', estreia de Flor do Caribe deixa praia de lado e choca público com nazistas

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Caracterizado como Samuel, Juca de Oliveira corre em uma praia com a mão na frente da cabeça em cena de Flor do Caribe

Traumatizado, Samuel (Juca de Oliveira) foge de caças da Força Aérea Brasileira em Flor do Caribe

DANIEL FARAD

vilela@noticiasdatv.com

Publicado em 1/9/2020 - 13h04

O sol demorou a dar as caras na estreia de Flor do Caribe na segunda (31). O público se assustou ao dar de cara com cenas em preto e branco em que Samuel (Juca de Oliveira), ainda criança, relembrava o dia em que seus pais foram enviados para campos de concentração nazistas debaixo de neve --bem diferente do clima "solar" que a trama escrita por Walther Negrão prometia em suas primeiras chamadas.

Após o flashback, as praias do Rio Grande do Norte apareceram pela primeira vez enquanto o personagem de Juca de Oliveira fugia de caças da Força Aérea Brasileira. O pai de Ester (Grazi Massafera) acreditava piamente que as tropas alemãs estavam prestes a invadir a sua casa no auge da Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

As imagens surpreenderam os telespectadores que foram fisgados nos intervalos comerciais da Globo com as imagens gravadas em Tibau do Sul (RN). Nas redes sociais, muitos perfis revelaram o seu choque com a força dramática das sequências que relembravam o extermínio de judeus em campos como o de Auschwitz, na Polônia.

"A novela começou falando do Holocausto. Começou leve, né?", reclamou um usuário identificado apenas como Luke no Twitter. "De leve e solar, Flor do Caribe só tem a fotografia porque, meu Deus, tem um nazista", se espantou Gustavo na mesma plataforma.

A parcela do público que acompanhou a trama em sua exibição original em 2013, no entanto, não foi pega de surpresa. Afinal, o vilão Dionísio (Sergio Mamberti) é um carrasco nazista que se escondeu no Brasil para não pagar pelos seus crimes de guerra na Alemanha --e faz questão de exibir as medalhas que ganhou do próprio Adolf Hitler (1889-1945).

Caso as cenas ainda sobrevivam à "tesoura" da edição, a trama nazista pode se tornar uma das principais pedras no sapato da produção. Não só por devolver o toque "sombrio" que espantou a audiência de Novo Mundo, mas também pela conjuntura política que enfrenta em 2020.

Os espectadores já notaram na web que um antagonista fascistas, ao contrário de sete anos atrás, não é mero rodapé dos livros de História. Hoje, o termo voltou a fazer parte da realidade. "A novela Flor do Caribe super atual com seu personagem do 'veio' nazista", alfinetou uma usuária identificada como Claudínea.

Confira a repercussão da estreia de Flor do Caribe nas redes sociais:


Últimas de Flor do Caribe


Resumos Semanais

Resumo da novela Flor do Caribe: Capítulos de 26 a 27 de fevereiro

Sexta, 26/2 (Capítulo 155)
Hélio sai da prisão e é recepcionado com festa humilde pelos irmãos. Cassiano deixa Candinho e sua família milionários ao dar pedras de turmalina paraíba para eles. Amaralina e Rodrigo revelam que se casaram em Las ... Continue lendo


Outras Novelas

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual reality show você acompanhará após o fim do BBB21?