Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
X
Instagram
Youtube
TikTok

ANÁLISE

Por que Renascer está tão chata? Novela não sai do lugar com cenas repetidas

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Em cena de Renascer, Marcos Palmeira está deitado na cama, discutindo com Theresa Fonseca

Inocêncio (Marcos Palmeira) e Mariana (Theresa Fonseca) em Renascer: casal briga quase todo dia

CARLA BITTENCOURT, colunista

carla@noticiasdatv.com

Publicado em 22/5/2024 - 20h55

Novela emblemática dos anos 1990, Renascer ganhou uma nova versão cheia de expectativa. Porém, desde a estreia em janeiro, os números não sobem. A explicação é simples: a novela das nove da Globo não sai do lugar e exibe, dia sim, dia também, sequências iguais, com diálogos repetidos e tramas que não vão a lugar nenhum.

Com exceção de alguns bons ganchos criados por Bruno Luperi, a nova versão de Renascer é bonita, mas cansativa. É bem feita, mas lenta. É cativante, mas sem muitas novidades. O autor parece se esforçar para deixar a história mais ágil, mas o que se vê até aqui são personagens correndo atrás do próprio rabo.

Não importa se o telespectador deixou de ver um, dois ou uma dezena de capítulos. Ao voltar para ver a novela, vai dar de cara com José Inocêncio (Marcos Palmeira) e Mariana (Theresa Fonseca) brigando ora por causa de João Pedro (Juan Paiva), ora por causa de Maria Santa (Duda Santos).

O público já deve ter perdido as contas de quantas vezes Eliana (Sophie Charlotte) e Damião (Xamã) protagonizaram as mesmas cenas; e o mesmo serve para Ritinha (Mell Muzzillo) reclamando do marido.

Todo mundo está cansado de saber que José Inocêncio não aceita a relação de João Pedro e Sandra (Giullia Buscacio), que também não se cansa de repetir que o noivo não a ama como gosta de Mariana.

Aliás, a personagem de Theresa Fonseca é a mais perdida do rolê no sul da Bahia. Suas cenas são de uma mesmice de dar dó. Ela, que já confessou que planejava se vingar de "painho" e que gosta mesmo de João Pedro, também já voltou atrás uma penca de vezes para dizer que ama o marido de verdade.

Bruno Luperi é um autor sensível, delicado e que gosta de tratar os temas das suas novelas com profundidade e complexidade. Não deve ser fácil revisitar e reescrever uma novela tão emblemática do avô, o autor Benedito Ruy Barbosa. O novo novelista, no entanto, parece não ter se dado conta que, talvez, Renascer não seja uma novela ideal para os tempos atuais.

Na versão original, Renascer teve 213 capítulos. Agora, o autor recebeu para Renascer a encomenda de 197. Já a Pantanal de 1990 teve 216 episódios, e seu remake viu uma redução para 167 em 2022. Ainda assim, a novela teve a famosa "barriga", aquele momento da trama em que nada acontece.

Talvez a emissora esteja avaliando mal o tamanho dos remakes que está levando ao ar, sem considerar que o telespectador de hoje não tem o mesmo tempo nem o estilo de vida de quem via novela nos anos 1990.

Bruno Luperi faz o que pode, mas é preciso que o departamento de Dramaturgia da Globo atue melhor na programação de suas próximas releituras. Afinal, Vale Tudo vem aí --e seria uma heresia estragar a obra que é considerada uma das melhores novelas de todos os tempos.


Resumos Semanais

Resumo de Renascer: Capítulos da semana da novela da Globo - 12 a 22/6

Quarta, 12/6 (Capítulo 123)
Egídio propõe uma trégua para José Inocêncio. Sandra faz acusações contra Eliana ao saber que a ex-amiga está se relacionando com seu pai. Lu convida os filhos de Tião para estudar na escola. Inácia tranquiliza Teca ... Continue lendo

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.