Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Novela das nove

O Outro Lado do Paraíso: De joelhos, Samuel implora para Clara esquecer vingança

Reprodução/Globo

Samuel (Eriberto Leão) irá até a casa de Clara (Bianca Bin) para implorar o perdão da vingativa - Reprodução/Globo

Samuel (Eriberto Leão) irá até a casa de Clara (Bianca Bin) para implorar o perdão da vingativa

REDAÇÃO

Publicado em 4/1/2018 - 8h40

Após ter sua homossexualidade escancarada para sua mãe, Samuel (Eriberto Leão) irá conversar com Clara (Bianca Bin) e pedirá que ela esqueça a vingança contra ele. No capítulo desta quinta (4) de O Outro Lado do Paraíso, o psiquiatra vai implorar para a mocinha não contar para Suzy (Ellen Rocche) e toda a cidade que é gay. Clara, no entanto, afirmará que ele merece o castigo. "Existe a lei do retorno, tudo que vai, volta", dirá.

Samuel será aceito pela mãe e estará disposto a manter seu casamento com a enfermeira. Por isso, o diretor do hospital irá atrás de Clara na casa dela. "Não estou surpresa com sua visita", responderá Clara. "Eu vim pedir. Pare. Minha mãezinha teve um choque quando me viu naquela situação. Por que fez isso comigo, por quê?", perguntará Samuel.

Indignada, Clara dirá que o questionamento dele é demais. "Não tem noção do que fez? Doutor Samuel, não se faça de inocente. Quando eu me divorciei, passei mal muitas vezes. Entrei em delírio. Depois descobri que só poderia ter esses sintomas se tomasse um remédio psiquiátrico. Um remédio que certamente forneceu a Sophia [Marieta Severo]", gritará a mocinha.

Ela citará o falso tratamento a que foi submetida, em que foi obrigada a copiar o trecho de um livro. "Eu me lembro vagamente, estava dopada. Mas lembro. Esse texto foi usado como bilhete de adeus. Por fim, fez o laudo psiquiátrico que avalizou minha interdição. Graças a esse laudo fui internada num hospício", lembrará Clara.

A mocinha dirá que foi enterrada viva e que só está de volta por obra da sua própria força de vontade. "Já me fez muito mal, doutor Samuel. Mas não contente com isso, recentemente forneceu um novo medicamento a Sophia, para eu ter um novo surto", vai disparar Clara.

Mesmo assim, Samuel pedirá para ela esquecer tudo. "Eu imploro. Esqueça", dirá o médico, que se ajoelhará para pedir perdão.

"Os anos que passei naquele hospício, me devolve? Os anos que perdi ao lado de meu filho? Devolve? Você é psiquiatra. Tem a dimensão, sim. Sabia que aquele laudo, de uma doença falsa, com delírios que você mesmo ajudou a provocar com remédios psiquiátricos, era a passagem para a internação no hospício. Confessa. Sabia", pedirá Clara.

Ele pedirá para não ser mais humilhado. "Eu mesmo forneci o nome do hospício. A Sophia sabia de mim. De minha vida dupla. Eu apenas quis me proteger", alegará.  "Às custas da minha vida. De meu amor pelo meu filho. Por que acredita que sua vida vale mais que a minha?", questionará a personagem de Bianca Bin.

"Sei que ainda não acabou com seu plano contra mim", falará Samuel. Ele falará que foi perdoado pela mãe e que sabe que ela irá atrás de Suzy, mas não conseguirá provar nada. "Não vou permitir que se aproxime de minha mulher. Se queria me destruir, perdeu", dirá o psiquiatra. "Vamos ver se eu perdi", retrucará Clara.


Confira cinco reportagens especiais sobre O Outro Lado do Paraíso:

De mimada a 'bicha pão com ovo': os sete mais odiados de O Outro Lado
Clara rejeitada e prisão de pedófilo levaram fãs da novela à loucura
De mocinha sem sexo a pacto com a morte: o fantástico mundo de Walcyr Carrasco
'A primeira tesourada é inesquecível', diz atriz que interpretou vilã da trama
Chega de achincalhar: cinco vezes em que O Outro Lado arrasou

Últimas de O Outro Lado do Paraíso

Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.