A cara da riqueza

Madame criminosa em Pega Pega, por que Angela Vieira só interpreta rica?

Marília Cabral/TV Globo

Angela Vieira deseja fazer personagem simples após Lígia terminar presa em Pega Pega - Marília Cabral/TV Globo

Angela Vieira deseja fazer personagem simples após Lígia terminar presa em Pega Pega

MÁRCIA PEREIRA - Publicado em 04/01/2018, às 06h15

Em clima de despedida de Pega Pega, Angela Vieira revela que agora só pensa em fazer personagens humildes, que usem roupas simples e sejam representantes do povo. Aos 65 anos, a atriz afirma que sempre é muito elogiada por ser elegante, mas não quer que isso seja um rótulo em sua carreira. O que falta para ela é ser escalada para papéis diferentes na TV, já que no teatro tem feito de tudo.

"O ator é o que personagem for. Se você tem oportunidades de fazer personagens díspares, é muito melhor. A Lígia é mais uma mulher chique que eu faço, mas logo vou me livrar disso e começar a interpretar mulheres mais simples", declara.

A veterana conta que fazer personagens iguais é muito mais complicado. "A não ser que na trama dessa personagem tenha uma tônica, uma situação absolutamente grifada, absolutamente singular, que caracterize essa mulher que é elegante e tem boas maneiras, mas, fora isso, é difícil", explica.

Desde janeiro do ano passado, ela se dedica ao trabalho na trama de Claudia Souto, mas confessa que ficou preocupada ao saber que reapresentariam no Vale a Pena Ver de Novo Senhora do Destino, novela de Aguinaldo Silva de 2004. O motivo é que a sua personagem atual e a dondoca Gisela são parecidas demais.

"Fiquei extremamente aflita com a reprise porque minha personagem lá vive uma situação muito semelhante à da Lígia. Ela pensa em casar a filha com um deputado e fica muito chateada de ver a filha apaixonada por um maître. Além de ela ser uma alpinista social, e a Lígia de certa forma também ser. Ela e o marido têm uma situação financeira boa, mas em troca de alguns favores que ele fez para pessoas com poder econômico", compara.

Antes de Pega Pega, a atriz fez justamente uma advogada bem de vida em I Love Paraisópolis (2015). "O que você mostra para a sociedade é o que ela consome. Lima Duarte uma vez falou sobre isso: 'Como vou fazer o centésimo caipira?' Já ouvi pessoas falando que não me imaginam como uma roupinha simples, mas é porque ainda não viram", diz.

A madame interpretada pela atriz na novela das sete terminará atrás das grades por ser a responsável pela morte de Mirella (Marina Rigueira). Esse lado criminoso de Lígia foi muito bem-recebido por Angela justamente por se um ponto fora da curva. 

reprodução/TV Globo

Angela em Fina Estampa (2011); atriz gosta dessa participação por ter feito uma decadente 

A veterana conta que foi avisada no começo da preparação de Pega Pega que todos os personagens tinham algum segredo. Mas, como novela é uma obra aberta, evitou criar expectativa. "Soube [do segredo] na metade do caminho. Eu achei que eu não tinha segredo, que era um livro aberto. Aí o Luiz Henrique [Rios, diretor artístico] veio me falar o que era", lembra.

Plástica e beleza
Angela se define como uma mulher vaidosa, mas afirma não querer parecer ter 20 anos a menos. "Eu já fiz intervenções cirúrgicas e o meu limite é o bom senso. Eu tenho que ter um rosto compatível com as emoções que preciso passar", resume.

Ela diz que aprendeu a lidar com a passagem do tempo, pois sabe que tem personagens para fazer com mais idade. "Não adianta brigar, né? Porque a gente vai perder. Eu acho que eu estou envelhecendo como eu gostaria de envelhecer. Estou com muita saúde. Estou com uma aparência agradável, e a vida vai seguindo assim."

Há dois anos e meio, ela voltou às origens para manter a forma. Angela foi balarina clássica antes de se tornar atriz. Começou a fazer balé com seis anos, mas ficou 20 afastada da dança. Só retomou porque teve um problema e não podia mais correr nem fazer musculação. "Fiquei me perguntando porque fiquei tanto tempo longe da dança, que acho tão sublime", confidencia.

Com o fim de Pega Pega nesta segunda (8), a atriz vai acertar sua agenda para 2018. Ela tem dois espetáculos teatrais para fechar participação, um deles deve estrear ainda no primeiro semestre. TV ainda é uma incógnita, diz.

Leia também

 

 

Últimas de Pega Pega

Enquete

O que você achou do vaivém de Datena na Band?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook