ESCÂNDALO

Éramos Seis: Humilhada e desprezada, Emília surta e destrói pertences de Adelaide

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

A atriz Susana Vieira caracterizada como a personagem Emília, de chapéu preto e vestido escuro, olha com surpresa em cena de Éramos Seis

Emília (Susana Vieira) perderá a paciência com as modernidades de sua filha caçula na novela das seis

DANIEL FARAD - Publicado em 03/12/2019, às 05h23

Adepta da família tradicional e dos bons costumes, Emília (Susana Vieira) tomará uma medida drástica para tentar frear as modernidades de Adelaide (Joana de Verona) em Éramos Seis. Humilhada e desprezada pela filha, a madame vai transformar em pedacinhos todos os livros feministas que a irmã de Justina (Julia Stockler) trouxe da Europa.

Dama tradicional da sociedade paulista, e muito conservadora, a tia de Lola (Gloria Pires) rejeitará os modos da herdeira, que prefere frequentar reuniões políticas em um cabaré em vez de ficar em casa ao seu lado. "Esperei tanto pela volta da minha filha. Para quê? Se não estamos nunca juntas", reclamará a milionária.

Higino (Thiago Justino) tentará colocar panos quentes na situação, afirmando que é apenas uma questão de tempo até que as duas finalmente se entendam. "São Paulo é novidade para ela, logo se acalma e fica com a madame", minimizará o empregado.

"Não creio. Ela me culpa por tê-la abandonado, mal sabe ela que tudo o que fiz foi para que não convivesse com uma irmã doente", disparará a personagem de Susana Vieira ao funcionário.

Páginas rasgadas

A relação entre elas vai azedar de vez assim que Emília encontrar alguns panfletos e publicações femininas nas coisas de Adelaide, um escândalo para a época. "Não sabemos onde se enfia, mas olha o que lê. Livros de uma desvairada", se ofenderá a viúva, recolhendo os volumes.

Em vão, Higino tentará tirar os livros de suas mãos e salvá-los da destruição. "É de uma escritora que luta por direitos iguais entre homens e mulheres", explicará ele.

"É imoral. Eu não aprovo esta leitura. O que mais minha filha pensa? Que ideias tem? Deixei a casa em paz para receber Adelaide, tirei Justina daqui e ela vem com pensamentos imundos. Leve esses livros para o lixo", ordenará a tia de Clotilde (Simone Spoladore) ao seu funcionário.

O mordomo hesitará em se livrar dos exemplares, deixando a patroa furiosa. "Aqui não ficam. Adelaide vai ter que aprender a ter respeito, por bem ou por mal. Que foi, Higino? Está com medo. Me dá isso aqui. Eu resolvo", vociferará a ricaça. Ela despedaçará os papéis com as próprias mãos em cena que será exibida na próxima segunda-feira (9) no remake de Angela Chaves.


Além de acompanhar o resumo de Éramos Seis aqui no site, inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em outras novelas.

Últimas de Éramos Seis

Resumos semanais

Resumo da novela Éramos Seis: Capítulos de 13 a 21/12

Sexta, 13/12 (Capítulo 64)
A família de Lola fica penalizada com a possibilidade de demitir Durvalina. Virgulino percebe a afeição de Afonso por Lola. Emília garante a Higino que descobrirá com quem Adelaide se encontra. Lili anuncia que fará ... Continue lendo

Outras novelas

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que falta para Amor de Mãe conquistar mais audiência?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook