TERCEIRO LUGAR

Queridinhas de Silvio, Patricia Abravanel e Maisa fecham novembro atrás da Record

Fotos: Reprodução/SBT

Montagem de Patricia Abravanel e Maisa Silva no Topa ou Não Topa e no Programa da Maisa, respectivamente

Patricia Abravanel e Maisa Silva no Topa ou Não Topa e no Programa da Maisa do último sábado (30)

REDAÇÃO - Publicado em 03/12/2019, às 06h00 - Atualizado em 05/12/2019, às 12h55

Principais apostas do SBT em 2019 e chamadas para turbinar a audiência de sábado da emissora, Maisa Silva e Patricia Abravanel atravessam um momento difícil. As duas passam longe de lutar pela liderança. Muito longe, na verdade: o Programa da Maisa e o Topa ou Não Topa fecharam o mês de novembro em terceiro lugar na Grande São Paulo, atrás da Globo e da Record.

Segundo levantamento exclusivo do Notícias da TV, as cinco edições do mês passado da atração comandada pela influenciadora adolescente tiveram média de 5,8 pontos. Na mesma faixa, a Record --que exibe o quadro de fofocas A Hora da Venenosa e os filmes do Cine Aventura-- teve 6,8 pontos. A Globo, como esperado, liderou isolada, com 10,4 no principal mercado publicitário do país.

O pior desempenho de Maisa Silva em novembro foi no dia 9, quando recebeu os cantores Pocah e Felipe Araújo. Na ocasião, a estrela teen registrou 5,4 pontos na Grande São Paulo. É um desempenho muito abaixo do que conseguiu na sua estreia, em 16 de março --ela havia marcado 9,5 e foi líder de audiência.

A situação de Patricia Abravanel também é preocupante. A filha número quatro de Silvio Santos estreou em 17 de agosto à frente de uma nova versão do Topa ou Não Topa com a promessa de lutar pela liderança com Luciano Huck. Ficou só na vontade. Perdeu para a franquia Velozes e Furiosos na Record e trocou de horário: das 15h30 para as 20h30 --no lugar do compacto de As Aventuras de Poliana.

Mas a mudança não deu os resultados desejados. Em vez de crescer no ibope, Patricia caiu. Nas quatro últimas edições em sua faixa original, logo depois de Maisa, o Topa conseguiu média de 6,2 pontos. Em novembro, já mais tarde, o game show das maletas fechou com 5,8 --a queda é ainda mais grave pois, à noite, mais televisores estão ligados. No dia 18, amargou apenas 5,1 pontos.

À tarde, a filha de Silvio tinha cravado sua vice-liderança, perdendo apenas dois dos dez confrontos com a Record. Na faixa noturna, ela só venceu na estreia, em 19 de outubro. A emissora rival, que exibe o Cidade Alerta e o Jornal da Record na faixa de Patricia, teve média de 6,6 pontos em novembro. A Globo liderou com 28,5.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que falta para Amor de Mãe conquistar mais audiência?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook