ÉRAMOS 'TRÊS'

Éramos Seis: Carlos faz pedido a Alfredo ao morrer em seus braços; saiba qual

PAULO BELOTE/TV GLOBO

Montagem com Danilo Mesquita, o Carlos, à esquerda e Nicolas Prattes, o Alfredo, à direita, em cenas de Éramos Seis

Carlos (Danilo Mesquita) e Alfredo (Nicolas Prattes) no remake de Angela Chaves: perdão diante do fim

DANIEL FARAD - Publicado em 16/01/2020, às 05h00

Após ser alvejado em uma manifestação, Carlos (Danilo Mesquita) não resistirá aos ferimentos e morrerá nos braços de Alfredo (Nicolas Prattes) em Éramos Seis. Antes de partir, o primogênito de Lola (Gloria Pires) fará um último pedido ao irmão. Ele suplicará para que o encrenqueiro assuma o seu lugar na família e nunca deixe a mãe ficar sozinha.

As cenas serão exibidas na próxima sexta-feira (7) no remake de Angela Chaves. "Nunca tinha feito cenas de morte. Eu me emocionei muito pessoalmente, foi um dia difícil, pesado, procurei me concentrar bastante. Tive que me controlar muito para não chorar porque eu não podia me mexer. É uma experiência que eu vou guardar para sempre", explica o ator Danilo Mesquita.

Nos últimos capítulos, o funcionário do banco prometeu fugir de casa ao lado de Inês (Carol Macedo) para passarem uma primeira noite de amor juntos. Os planos dos dois, entretanto, foi frustrado quando o jovem cruzou o caminho de um protesto contra o governo de Getúlio Vargas (1882-1954). 

O garoto tentou atravessar a multidão para se encontrar com a namorada justo no momento em que a polícia recebeu ordens para avançar contra os manifestantes. Em meio à confusão, ele foi acertado por um disparo ao tentar socorrer uma pessoa caída no chão. Desacordado e ensanguentado, o rapaz acabou pisoteado durante o corre-corre.

Angustiada com o atraso, a filha de Afonso (Cássio Gabus Mendes) precisousegurar as lágrimas, certa de que foi abandonada pelo personagem de Danilo Mesquita. "Ele não veio, Durvalina [Virgínia Rosa]. Prometeu que íamos fugir juntos e não veio", se decepcionará ela, sem imaginar que o amado está entre a vida e a morte.

Hora do perdão

O sumiço de Carlos não incomodará apenas Inês, já que Lola também entrará em desespero com a falta de notícias do filho. A essa altura, a matriarca interpretada por Gloria Pires já terá se despedido de Julinho (André Luiz Frambach). O caçula deixou a casa dos Lemos para se tornar gerente de uma loja de Assad (Werner Schünemann) no Rio de Janeiro.

Depois de rodar toda a cidade durante dias, a dona de casa reencontrará o herdeiro já em seu leito de morte. Ele terá passado por uma difícil cirurgia, pois os estilhaços do projétil se alojaram em órgãos vitais. "Isso não está acontecendo, eu não mereço isso, não mereço", lamentará a doceira.

Muito debilitado, o menino pedirá para falar com Alfredo e pedir desculpas por tantas brigas e desentendimentos. "Sei que as pessoas falavam para você ser como eu, mas quero dizer agora uma coisa que nunca disse antes. Eu queria ser muito como você, ter a coragem de lutar, de seguir minha vontade", revelará ele, segurando as mãos do irmão.

O encrenqueiro pedirá para que o parente descanse, porém o rapaz reunirá suas últimas forças para lhe fazer um pedido.

"Preciso pedir um favor. Tem que prometer que não vai deixar a mamãe sozinha. Ele não merece. Alfredo, você agora é o responsável pela casa. Não deixa ela sozinha", implorará Carlos, antes de fechar os olhos pela última vez na novela das seis da Globo.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações exclusivas de Éramos Seis e de outras novelas!

Últimas de Éramos Seis

Resumos semanais

Resumo da novela Éramos Seis: Capítulos de 24 a 27 de março

Terça, 24/3 (Capítulo 151)
Isabel comemora a presença de Lola. Inês teme a proximidade de Lola e Leon. Olga e Zeca se preparam para sua viagem de navio. Lola se sente desconfortável na casa de Isabel e Felício, e ... Continue lendo

Outras novelas

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook