Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

O SENTIMENTO QUE VALE

Cinco mulheres maduras de novelas que provam que o amor não tem idade; confira

RAPHAEL DIAS/TV GLOBO

Os atores Daniela Escobar e Bruno Gissoni, abraçados, em cena como Natália e Juliano em Flor do Caribe

Daniela Escobar e Bruno Gissoni formam par romântico na reprise de Flor do Caribe

PAMELA MARUL

pamela@noticiasdatv.com

Publicado em 28/11/2020 - 6h45

Cercados de preconceito, os relacionamentos de mulheres mais velhas com homens mais novos já deram o que falar nas novelas. Alguns dos casais mais marcantes tiveram de enfrentar o tabu para serem felizes juntos. Três folhetins reprisados atualmente pela Globo, Laços de FamíliaFlor do Caribe e Haja Coração, trazem pares românticos assim.

Relembre cinco casais da ficção que não deram bola para as diferenças e provaram que o amor não tem idade:

joão cotta/tv globo

Nando Rodrigues e Carolina Ferraz

Penélope e Henrique, de Haja Coração

O jogo de sedução entre Penélope (Carolina Ferraz) e Henrique (Nando Rodrigues) em Haja Coração (2016) acabou virando um romance. No início, a mulher não aceitou que estava interessada em um cara mais novo, com a idade de seu filho, mas a paixão falou mais alto e os dois acabaram como um casal cheio de romantismo, que tiveram até um filho no final da trama.

JOÃO COTTA/TV GLOBO

Bruno Gissoni e Daniela Escobar

Natália e Juliano, de Flor do Caribe

O romance de Natália (Daniela Escobar) com Juliano (Bruno Gissoni) em Flor do Caribe (2013), só vingou por conta da insistência do garotão, que nem ligou para a diferença de 20 anos entre eles. Aos poucos, a bióloga, mãe de duas moças adultas, deixou o próprio preconceito de lado e decidiu assumir a paixão pelo pescador. "Aprendi que o amor não tem idade", revelou Daniela Escobar, ao comentar a reprise da novela no horário das seis.

reprodução/tv globo

Reynaldo Gianecchini e Vera Fischer

Helena e Edu, de Laços de Família

Sempre polêmico em seus folhetins, Manoel Carlos abordou um tema que deu o que falar na trama de Laços de Família (2000). O namoro entre uma mulher mais velha, vivida por Vera Fischer, com um jovem recém-formado, interpretado por Reynaldo Gianecchini.

O romance de Edu e Helena enfrentou preconceito, principalmente da tia do rapaz, Alma (Marieta Severo), que sonhava em ver o sobrinho casado com uma mocinha que pudesse dar a ele muitos filhos --apesar de ela mesma também se envolver com um homem mais jovem, o bon vivant Danilo (Alexandre Borges)

RePRODUÇÃO/TV GLOBO

Paula Burlamaqui e Filipe Bragança

Letícia e Benjamin, de Órfãos da Terra

Em Órfãos da Terra (2019), o casal Letícia e Benjamin, vivido por Paula Burlamaqui e Filipe Bragança, deu o que falar. Além de serem praticamente opostos, ele um típico nerd na faculdade, e ela médica, madura e bem resolvida, os dois ainda tinham cerca de 30 anos de diferença. "Acho importante falar sobre isso, porque quando são homens namorando mulheres mais novas, o preconceito é menor", declarou a atriz na época.

GIANNE CARVALHO/TV GLOBO

Pedro Furtado e Helena Ranaldi

Raquel e Fred, de Mulheres Apaixonadas

Em meio a uma vida conturbada, cheia de agressões, Raquel (Helena Ranaldi) professora em uma escola, encontrou o amor nos braços de Fred (Pedro Furtado) seu aluno menor de idade em Mulheres Apaixonadas (2003), atualmente reprisada pelo canal Viva. Inicialmente, a professora resistiu à atração e disse que o menino deveria se interessar por garotas da idade dele, mas o jovem mostrou maturidade ao dizer que ele já era um homem e ela uma mulher, e só isso importava.


Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Após derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na GloboRenascer no Globoplay: Saiba por onde anda o elenco da novela 28 anos depois

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas