Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

JOÃO BALDASSERINI

Ator torce para CPI da Covid-19 copiar final de Pega Pega com cadeia cheia

FOTOS: REPRODUÇÃO/TV GLOBO

O ator João Baldasserini caracterizado como Agnaldo está dentro de uma cadeia, com uma cela às suas costas em cena de Pega Pega

Agnaldo (João Baldasserini) atrás das grades em Pega Pega; novela "trancou" boa parte do elenco

DANIEL FARAD, do Rio de Janeiro

vilela@noticiasdatv.com

Publicado em 15/7/2021 - 6h45

João Baldasserini não se esquece dos inúmeros capítulos atrás das grades em Pega Pega, que ganha uma "edição especial" a partir da próxima segunda (19). O ator, entretanto, avalia que valeu a pena vestir o uniforme de presidiário para dar uma importante lição sobre impunidade ao público --e espera que esse "final feliz" se repita na CPI da Covid-19.

O galã lembra que os quatro larápios do Carioca Palace afanaram muito mais do que os US$ 40 milhões (R$ 202,8 milhões) dos cofres de Pedrinho Guimarães (Marcos Caruso). Eles roubaram a cena, ganharam a confiança dos noveleiros e se tornaram uma espécie de "dor de cabeça" para a autora Claudia Souto.

Apesar da pressão popular, a roteirista se recusou a dar a indulgência para os seus "malvados favoritos" e os fez enfrentar o rigor da lei. "Os ladrões eram queridos, tinham carisma, mas eu pensava que eles tinham de pagar. Isso foi o mais legal da novela. Espero que a CPI [também] coloque cada um no seu lugar", dispara o artista ao Notícias da TV.

Uma boa parte do elenco viu o sol nascer quadrado, mas João brinca que Aguinaldo deu azar de ser um dos primeiros a parar no xilindró. Ele sentia falta principalmente da interação com os colegas, que estavam livres, leves e soltos nas externas na praia de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro. 

"Eu pegava o bloco de capítulos logo quando chegava e de cara via que tinha mais umas 15 cenas na cadeia. O bom é que eu gravava tudo no mesmo dia, então folguei muito nessa época", entrega o intérprete.

Agnaldo em seus dias de presidiário

Dose tripla

João tem lá as suas dúvidas se os telespectadores vão novamente torcer para Aguinaldo e seus comparsas se livrarem da investigadora Antônia (Vanessa Giácomo). "A novela volta nesse momento em que as pessoas estão questionando o que está acontecendo no país com muito mais vigor. Tem que esperar para ver", considera.

Em seu terceiro folhetim consecutivo na faixa das sete, depois da reprise de Haja Coração (2014) e da "segunda temporada" de Salve-se Quem Puder, ele acredita que o texto de Claudia Souto tem potencial para seduzir um público cansado de reapresentações. "A história ainda tem muita graça. As pessoas vão se divertir", aposta o paulistano.


Saiba tudo sobre os próximos capítulos das novelas com o podcast Noveleiros

Ouça "#65 - Tudo sobre o final de Salve-se Quem Puder!" no Spreaker.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer nas novelas da Globo.


Últimas de Pega Pega


Resumos Semanais

Resumo da novela Pega Pega: Capítulo de 19 de novembro

Sexta, 19/11 (Capítulo 107)
A polícia intercepta o avião de Athaíde e Lígia. Sabine é surpreendida pela polícia e presa pelo sequestro de Dom. Lígia confessa que planejava matar Sabine, e não Mirella. Júlio, Sandra Helena, Agnaldo e Malagueta recebem ... Continue lendo


Outras Novelas

Leia também

Enquete

Você gostou de Tadeu Schmidt no comando do BBB22?

Web Stories

+
Final de Malhação na Globo tem sequestro, incêndio e final feliz; saiba tudoPor que Ludmilla e Anitta brigaram? Entenda a treta que respingou no BBB 22BBB22: Cinco vezes em que Naiara Azevedo atraiu o ranço do público na primeira semanaFaustão na Band abala concorrentes com ibope histórico e equipe provoca RecordAntes da estreia, BBB22 já rendeu treta entre famosos, tentativa de redenção e mais

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas