Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Novela das sete

Pega Pega: Agnaldo tenta fuga, faz nuvem de dólares e acaba preso

Reprodução/TV Globo

João Baldasserini (Agnaldo) em Pega Pega; ladrão vai usar nome falso para fugir pela estrada - Reprodução/TV Globo

João Baldasserini (Agnaldo) em Pega Pega; ladrão vai usar nome falso para fugir pela estrada

ODARA GALLO

odara@noticiasdatv.com

Publicado em 12/8/2017 - 6h39

Após a prisão de Júlio (Thiago Martins), Agnaldo (João Baldasserini) entrará na mira da polícia e tentará fugir para não ser preso. Nos próximos capítulos de Pega Pega, o ex-namorado de Sandra Helena (Nanda Costa) alugará um carro com nome falso e pegará a estrada para sair do país. Ao perceber que está sendo perseguido por viaturas e helicóptero, ele arremessará os dólares que roubou pela janela e fará a alegria dos moradores próximos à rodovia.

Com a saída de Malagueta (Marcelo Serrado) do quadro de funcionários do Carioca Palace, Agnaldo ficará com o cargo de concierge que era do amigo e notará que os seguranças de Eric (Mateus Solano) estarão seguindo seus passos dentro e fora do hotel.

Os funcionários do empresário estarão cumprindo ordens de Domênico (Marcos Veras), que se unirá a Eric para desvendar o crime. O companheiro de Antônia (Vanessa Giácomo) só aceitará a proposta do dono do hotel para fazer uma investigação paralela à da polícia após ser afastado de suas funções pelo delegado Siqueira (Marcello Escorel).

"Não é paranoia, Malagueta. Os caras estavam me vigiando. Dentro do hotel ainda estava discreto, não era o tempo todo, mas era só eu botar o pé na rua um deles vinha atrás de mim", explicará Agnaldo, apavorado, depois de conseguir sair do hotel sem ser visto.

Malagueta traçará um plano para o comparsa fugir do país dirigindo um carro alugado. Mas, a essa altura, Domênico terá encontrado uma contradição no álibi apresentado por Agnaldo, e Wanderley (Bernardo Marinho) acabará contando que mentiu para acobertar o irmão.

A polícia dará o alerta ao perceber que o concierge desapareceu, e ele será reconhecido depois de parar em um posto na estrada. Eric usará seu helicóptero para persegui-lo junto com Domênico, enquanto Antônia comandará a ação por terra.

"Agnaldo! Você foi reconhecido por alguém num posto de gasolina. Já tão na sua cola", avisará Malagueta por telefone. "Caramba! O que é que eu faço?! Eu não quero ser preso!", perguntará o fugitivo. "Você foi burro, não planejou nada, agiu no impulso. Presta atenção: se livra dos dólares", orientará o mandante do roubo.

O ladrão relutará em se livrar do dinheiro, mas, ao perceber que está cercado, seguirá o conselho do comparsa e arremessará as notas pela janela, formando nuvens de cédulas. "O que ele tá fazendo?", estranhará Eric, ao ver a cena do alto. "Tá querendo se livrar do dinheiro roubado", responderá o policial.

A ação terminará quando o helicóptero do empresário pousar na estrada para impedir a fuga de Agnaldo, que receberá voz de prisão de Antônia.

As cenas irão ao ar no capítulo previsto para ser exibido no dia 1º de setembro.


Últimas de Pega Pega


Resumos Semanais

Resumo da novela Pega Pega: Capítulos de 25 de outubro a 6 de novembro

Segunda, 25/10 (Capítulo 85)
Arlete diz a Pedrinho que acredita ter sofrido um atentado a mando de Athaíde. Pedrinho vai à casa de Athaíde e o acusa de ter tentado atropelar Arlete. Malagueta confessa a Júlio, Agnaldo e Sandra Helena ... Continue lendo


Outras Novelas

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
De vendedor de pastéis a diretor de cinema: Por onde anda o elenco de Malhação 2008?Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabiaElenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mama

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas