Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

JUCA DE OLIVEIRA

Ator de Flor do Caribe tira lição de encontro com sobreviventes do Holocausto

JOÃO MIGUEL JÚNIOR/TV GLOBO

O ator Juca de Oliveira com os cabelos brancos ao vento e expressão assustada corre pelas areias caracterizado como o Samuel em cena de Flor do Caribe

Traumatizado pela guerra, Samuel (Juca de Oliveira) foge de aviões em cena de Flor do Caribe

DANIEL FARAD, do Rio de Janeiro

vilela@noticiasdatv.com

Publicado em 3/9/2020 - 6h45

As primeiras cenas de Juca de Oliveira em Flor do Caribe levaram o público a uma catarse coletiva. Distante do clima "solar", com direito a neve e imagens em preto e branco, Samuel relembrou a morte de seus pais em campos de concentração nazistas na Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Durante a preparação para a sequência, o ator conversou com sobreviventes do Holocausto e tirou uma importante lição para a vida --a capacidade humana de se reerguer das piores tragédias.

"Eu aprendi uma coisa muito importante com meu personagem, porque fui tocado pela tragédia desse menino. Acreditava que a vida jamais poderia se resolver por causa do que ele passou, mas vi que ele poderia ter também os seus momentos de solidariedade, amizade e fraternidade", afirma o artista ao Notícias da TV.

O veterano de 85 anos confessa que não foi fácil mergulhar fundo nas histórias reais dessas pessoas que sobreviveram a um dos capítulos mais vergonhosos da história da humanidade e encontraram refúgio no Brasil.

"Não há papel fácil, mas o Samuel é complicadíssimo. Consultei judeus egressos da hecatombe nazistas que vieram para cá, além de psiquiatras, para entender como esse trauma do passado pode se resolver", revela.

A sequência mais difícil foi justamente a que abriu a novela na segunda-feira (31), com o patriarca apavorado com o barulho das aeronaves da FAB (Força Aérea Brasileira). O som lhe remeteu imediatamente à guerra e, desorientado, ele tentou salvar a mulher Lindaura (Angela Vieira) e a filha Ester (Grazi Massafera) das tropas alemãs --que nunca chegariam.

"Isso mostra que ele jamais conseguiu se livrar do horror de ver os pais rumo à morte em um dos fornos crematórios de Auschwitz. Ele carrega esse sofrimento o tempo todo, até mesmo naquele país ensolarado, em que encontra o grande amor da sua vida. Ainda assim, é capaz de levar uma vida maravilhosa", avalia.

Fortes e dramáticas, as imagens foram um choque para os telespectadores que não acompanharam a exibição original em 2013 nem imaginavam que o vilão Dionísio (Sergio Mamberti) era um carrasco nazista.

Juca, porém, aposta que as primeiras impressões vão dar lugar a um sentimento de esperança que também o invadiu na época das gravações. "Samuel lentamente vai se abrir com as mulheres de sua vida, em cenas excepcionalmente solidárias. Aquilo explodiu dentro de mim e me encheu de alegria e de vontade de viver", pondera.


Inscreva-se no canal do Notícias da TVno YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em Flor do Caribe e outras novelas.


Últimas de Flor do Caribe


Resumos Semanais

Resumo da novela Flor do Caribe: Capítulos de 26 a 27 de fevereiro

Sexta, 26/2 (Capítulo 155)
Hélio sai da prisão e é recepcionado com festa humilde pelos irmãos. Cassiano deixa Candinho e sua família milionários ao dar pedras de turmalina paraíba para eles. Amaralina e Rodrigo revelam que se casaram em Las ... Continue lendo


Outras Novelas

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?