ADEUS, ESCRITÓRIO

De Anitta a Marquezine: famosas apostam em blazer preto para looks sensuais

REPRODUÇÃO/YOUTUBE/INSTAGRAM

Anitta no clipe Downtown, Marina Ruy Barbosa e Bruna Marquezine em eventos: blazer com proposta sexy - REPRODUÇÃO/YOUTUBE/INSTAGRAM

Anitta no clipe Downtown, Marina Ruy Barbosa e Bruna Marquezine em eventos: blazer com proposta sexy

LUIZA LEÃO - Publicado em 10/06/2019, às 05h33

Acostumado a visitar escritórios, o blazer preto foi ressignificado e virou aposta de famosas para produções mais sensuais. Anitta, Bruna Marquezine e Marina Ruy Barbosa são algumas das artistas que adotaram a tendência de dar à peça um ar mais sexy, ainda que elegante, ou até mesmo despojado. Para isso, vale tirar a blusa, deixando a sobreposição ser a peça-chave da produção ou exibindo a lingerie.

A professora de Design de Moda da Escola de Belas Artes Juliana Pirani estima que há pelo menos cinco anos o blazer preto ganhou essa formatação mais sensual no guarda-roupa das famosas. 

"Usar o blazer aparentemente sem nada por baixo é uma opção que já existe no mundo da moda há cinco ou seis anos, mais ou menos. A estilista Diane von Furstenberg desfilou essa referência em Nova York em 2013. Giorgio Armani também. E foi nessa época, entre 2013 e 2014, que a tendência se consolidou, principalmente pela adesão de influenciadoras como Kim Kardashian", explica Juliana.

De lá para cá, a tendência deixou as passarelas internacionais, ganhou as revistas de moda e passou fazer a muito sucesso no Instagram das celebridades brasileiras.

Bruna Marquezine usa conjunto para receber prêmio

No clipe de Downtown, parceria de Anitta com o colombiano J Balvin lançado em 2017, a funkeira ousou com roupas provocantes e apostou na composição do blazer preto com uma cinta-liga.

Outras famosas usam a peça com um toque de sensualidade, mas sem deixar a sofisticação de lado. Para receber o prêmio de It Girl pela revista GQ de Portugal, Bruna Marquezine escolheu combinar calça e blazer pretos com um maxibrinco. Não faltou elegância.

"A combinação é essencial para compor o visual. Ela é usada em conjunto com a calça? Tudo isso afeta e define a imagem de quem veste e como ela é percebida", defende Juliana.

Marina Ruy Barbosa usou um blazer combinado com uma meia-calça preta e scarpin para ir ao evento Yves Saint Laurent. O toque final ficou por conta de uma echarpe de animal print, evidenciando que, além da peça marcante, os acessórios contribuem para afastar do blazer a cara de escritório e trazer a elegância e sensualidade.

reprodução/instagram

Juliana Paes e Manu Gavassi escolheram o terninho sério, mas deixaram a lingerie à mostra

 

Moderninho

Datado do século 19, o blazer apareceu pela primeira vez em 1820, quando a Marinha britânica usou uma peça de sarja, um tecido de lã, e com abotoamento duplo, para recepcionar a visita da rainha Vitória a uma embarcação de guerra. À época, o preto não foi a cor escolhida: os blazers eram azul-marinho e vermelho.

"Coco Chanel foi uma das pessoas responsáveis por levar o blazer para a indumentária feminina. Nos anos 1920, a estilista criou a peça em versão feminina como símbolo de expressão e força da mulher, seguindo linhas clássicas, abotoamento duplo e um corte acinturado", pontua a professora de Design de Moda.

reprodução/instagram

Giovanna Antonelli usa blazer preto com shortinho jeans; Letícia Colin vai de calça rasgada

 

Versátil

Depois da ajudinha de Chanel para incorporar o blazer ao guarda-roupa feminino, a peça foi parar no escritório, combinada com calças do mesmo material e formando uma espécie de terninho. Mais à frente, rompeu essas barreiras e foi parar no parque, combinado com um short, e no shopping, quando usado com jeans.

"O blazer já saiu do escritório há algum tempo. Em cores e modelagens diferentes, ele pode ser combinado de diversas formas, para criar looks mais informais, com shorts jeans, camiseta e tênis, por exemplo. Também dá para formar visuais mais inusitados, sobrepondo a peça ao vestido, usando meia-calça arrastão ou bota de salto alto", explica a professora.

Ainda assim, o modelo clássico de blazer mais camisa branca não precisa ser banido. "O blazer é ressignificado a cada nova pessoa que a veste de seu jeito, dando seu toque à produção", finaliza a consultora.

reprodução/instagram

Fiorella Mattheis, Sabrina Sato e Fernanda Vasconcellos usam blazer preto de modo formal

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você está gostando de Amor de Mãe?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook