Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

ESPORTE

CNN Brasil terá equipe sem 'grandes estrelas' para cobrir futebol nacional

DIVULGAÇÃO/CNN BRASIL

Douglas Tavolaro, CEO da CNN Brasil: canal pago terá equipe esportiva pequena e sem estrelas - DIVULGAÇÃO/CNN BRASIL

Douglas Tavolaro, CEO da CNN Brasil: canal pago terá equipe esportiva pequena e sem estrelas

GABRIEL VAQUER

Publicado em 22/5/2019 - 5h42

A CNN Brasil terá uma equipe de esportes para a cobertura diária do futebol brasileiro. Estão previstas contratações de produtores, editores e repórteres especializados no assunto, que também irão atuar no vídeo. Mas, diferentemente do pensado para o jornalismo geral, o canal não irá atrás de grandes estrelas esportivas da concorrência.

O Notícias da TV apurou que pelo menos 14 jornalistas esportivos irão assinar com a CNN. Na programação, o esporte será dividido em boletins de hora em hora, sem um programa específico. A ordem é fazer um trabalho dentro do esperado para um canal de notícias, sem grandes investimentos, e focar em outras áreas, como política. 

Na GloboNews e BandNews, seus concorrentes já estabelecidos, o esporte é tratado de maneira diminuta, já que tanto Globo quanto Band têm canais específicos para o segmento. Na CNN, haverá um tratamento maior a esse tipo de noticiário. A análise existirá, mas sem programas de debates, por exemplo.

Mesmo no exterior, a rede de notícias não tem tradição na cobertura esportiva. Nos Estados Unidos, a maior empreitada do grupo no gênero foi com o lançamento do canal CNN/SI, uma parceria com a revista Sports Illustrated, que ficou no ar entre 1996 e 2002.

Investidas na concorrência

A CNN Brasil estreia no segundo semestre deste ano, possivelmente em setembro. O projeto é comandado por Douglas Tavolaro, ex-vice-presidente de Jornalismo da Record, e Ruben Menin, dono da construtora MRV e do banco Inter.

Américo Martins, ex-BBC, será vice-presidente de conteúdo do canal. Também já assinaram Leandro Cipoloni, Virgilio Abranches e Fabiano Falsi, todos com passagem pela Record. A mudança de Falsi, por sinal, foi a maior surpresa, pois ele era cotado para assumir uma vaga no núcleo de jornalismo investigativo da emissora de Edir Macedo.

No fim de abril, o radar de Tavolaro e Menin migrou para a Band. Roubaram da concorrente o executivo Henri Karam, chefe de redação da BandNews. Ele será diretor de Jornalismo da CNN Brasil.

Além das sondagens em cima de profissionais de bastidores, nomes conhecidos do público também seguem em estudo por executivos do novo canal, a exemplo de Rachel Sheherazade, apresentadora do SBT Brasil, e Alexandre Garcia, que saiu da Globo após de 31 anos.

Recentemente, a CNN Brasil inaugurou uma sede provisória em São Paulo, na alameda Santos, paralela à avenida Paulista. A equipe ficará por lá provisoriamente, enquanto são montadas as instalações definitivas, também na mesma área. 

Procurada, a CNN Brasil enviou o seguinte comunicado: "A CNN Brasil não comenta nenhuma de suas possíveis negociações. Todas as contratações são oficializadas somente através dos nossos comunicados oficiais".

TUDO SOBRE

CNN Brasil

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?