Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ALTOS E BAIXOS

Rei do riso nos anos 1990, Eddie Murphy chega aos 60 com retomada na carreira

Reprodução/Netflix

Eddie Murphy usa terno e chapéu rosa em cena de Meu Nome é Dolemite

Eddie Murphy em cena de Meu Nome É Dolemite; ator chega aos 60 anos neste sábado (3)

ANDRÉ CARLOS ZORZI

azorzi@noticiasdatv.com

Publicado em 3/4/2021 - 6h55

Eddie Murphy completa 60 anos neste sábado (3). Um dos principais nomes do humor do cinema mundial na década de 1990, o ator enfrentou um período nebuloso nos anos 2000 e chegou ao fundo do poço com uma série de fracassos consecutivos, mas tem buscado uma retomada dos tempos áureos nos últimos anos, em filmes como Meu Nome É Dolemite (2019) e Um Príncipe em Nova York 2 (2021).

Auge e decadência de Eddie Murphy

Após se destacar no elenco do Saturday Night Live entre 1980 e 1984, o ator ficou marcado por seu trabalho em filmes como Um Tira da Pesada (1984), O Professor Aloprado (1996) e Dr. Dolittle (1998), todos tão bem-sucedidos que ganharam continuações.

Dono da voz do personagem Burro na dublagem original da franquia Shrek, Eddie Murphy não teve tempos tão gloriosos nos anos 2000. Em um período inferior a dois anos, protagonizou cinco filmes que pouco lembravam seus grandes momentos: Showtime (2002), Pluto Nash (2002), Sou Espião (2002), Creche do Papai (2003) e Mansão Mal-Assombrada (2003).

Seu trabalho seguinte foi um ponto fora da curva. O artista deu vida ao cantor de soul Jimmy Early, personagem do musical Dreamgirls (2006) que lhe rendeu o Globo de Ouro de melhor ator coadjuvante em 2007, superando Jack Nicholson, Ben Affleck, Brad Pitt e Mark Wahlberg, além de uma indicação ao Oscar de melhor ator coadjuvante no mesmo ano. Relembre abaixo:

Mas o nível não se manteve em seus trabalhos seguintes, como Norbit (2007), em que voltou a interpretar vários personagens, O Grande Dave (2008) e Imagine Só (2009). Eddie Murphy ainda viveu um bandido barra-pesada em Roubo nas Alturas (2011), com Ben Stiller. O filme As Mil Palavras (2012) foi o último lançado antes de seu hiato profissional, apesar de ter sido gravado em 2008.

Decisão de interromper a carreira

Na sequência, veio um período sabático. O próprio ator explicou seus planos à época em entrevista ao WTF Podcast em 8 de março de 2021: "Eu parei de fazer filmes em 2011. [Pensei:] 'Deixa eu dar um tempo dos filmes', porque eu estava fazendo aqueles filmes de merda, tipo, 'essa merda não é engraçada'."

"Eles me deram Framboesas de Ouro [premiação que contempla os piores filmes e atores do mundo do cinema]. Eu acho que esses filhos da puta me deram o Framboesa de Ouro de pior ator da história [na verdade, Eddie recebeu o de pior ator da década em 2010], ou alguma merda assim (risos). Foi tipo: 'Talvez seja o momento de dar um tempo. Quando você ganha o Framboesa de Ouro de pior ator? Talvez eu tivesse que dar um passo atrás", continuou o comediante, em referência ao prêmio.

Em seguida, Murphy concluiu: "Eu ia fazer um intervalo de apenas um ano e, de repente, se passaram seis. E eu sentado no sofá [pensando]: 'Sabe, eu posso ficar sentado nesse sofá e não superar isso. Eu não quero deixá-lo, mas a última leva de merdas que me viram fazer foi péssima'. Então eu estava tipo: 'Me deixe sair do sofá e fazer alguma coisa que relembre a eles que eu sou engraçado e, se eu quiser voltar ao sofá, posso fazer isso".

A retomada de Eddie Murphy

Murphy parece apenas ter se confundindo um pouco em relação às datas, já que se juntou às gravações do apagado Mr. Church (2016) em outubro de 2014, pouco mais de três anos desde as últimas filmagens de Roubo nas Alturas.

Foi com o lançamento de Meu Nome É Dolemite, do diretor Craig Brewer, em 2019, que Eddie Murphy fez seu retorno triunfal. No longa sobre a vida do comediante negro Rudy Ray Moore (1927-2008), conhecido nos Estados Unidos desde os anos 1970 por conta de seu personagem Dolemite, ele interpretou o personagem principal. Assista ao trailer:

O filme da Netflix concorreu ao Globo de Ouro de melhor filme de musical ou comédia, com Eddie indicado na categoria de melhor ator, que acabou premiando Taron Egerton por sua representação de Elton John em Rocketman (2019).

Dois anos depois, o humorista voltou a trabalhar com Brewer em Um Príncipe em Nova York 2, sequência lançada 33 anos após a original que convence o público apelando para a nostalgia. O filme está disponível para ser visto no serviço de streaming Amazon Prime Video. Assista ao trailer abaixo:

Voltando a se acostumar aos elogios após tantos anos, Eddie Murphy ainda não tem data definida para a estreia de seu próximo filme. Em 2019, o site Deadline revelou que a Netflix adquiriu os direitos da franquia Um Tira da Pesada com a Paramount, indicando que uma sequência deve vir em breve.

Desde o início da década passada, surgem ocasionalmente rumores de que Murphy pode estar em Triplets, uma sequência de Irmãos Gêmeos (1988), protagonizado por Arnold Schwarzenegger e Danny DeVito. Ele viveria o terceiro irmão, que também não tem nada em comum (física ou psicologicamente) com os parentes. Os atores já deram declarações de que o filme pode sair do papel, ainda que não existam mais detalhes.


Leia também

Enquete

Você gostou do primeiro mês de Um Lugar ao Sol?

Web Stories

+
De Eva Todor a Henrique César: Veja atores de O Cravo e a Rosa que já morreramTeste de fidelidade? A Fazenda 13 coloca relacionamento de peões em xequeTraída, enganada e desprezada: 7 vezes em que Bárbara quebrou a cara em Um Lugar ao SolMansão nova, presença VIP e publis: Saiba tudo sobre a carreira de Deolane BezerraÚltima temporada de La Casa de Papel: Após o fim, série já tem spin-off confirmado

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas