Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

BRIGA DE GIGANTES

Xuxa faz novo apelo à Justiça e registra queixa-crime contra Sikêra por difamação

REPRODUÇÃO/TV GLOBO e REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Xuxa Meneghel de preto, com a boca aberta, e Sikêra Jr. de terno, no cenário do Alerta Nacional

Xuxa e Sikêra Jr.; apresentadora da Record fez novo apelo à Justiça contra funcionário da RedeTV!

Xuxa Meneghel fez um novo apelo à Justiça e registrou uma queixa-crime contra Sikêra Jr. A apresentadora da Record quer provar que o funcionário da RedeTV! tem associado equivocadamente seu nome aos crimes de pedofilia e apologia às drogas. Além disso, reforça que é vítima de difamação e injúria. Ela diz que o rival se vale de argumentos misóginos, machistas e mentirosos para tentar desqualificá-la diariamente no programa Alerta Nacional.

O novo documento foi protocolado em 20 de novembro no Juizado Especial Criminal do Fórum Regional de Santo Amaro, em São Paulo, e traz termos ainda mais duros para convencer a Justiça de que Sikêra Jr. excedeu os limites que competem à profissão de jornalista.

Os advogados de Xuxa pedem urgência para a solução do caso, uma vez que o apresentador da RedeTV! segue utilizando seu espaço diário para associá-la aos crimes de pedofilia e apologia às drogas.

"A vileza e a infâmia contida as manifestações pensadas e voltadas a ofender a honra da vítima adquirem relevo ainda mais indecoroso e desprezível, vez que a querelante [Xuxa] foi vítima de abuso sexual na infância e uma das primeiras mulheres públicas a relatar abusos dessa natureza, de modo a manter hígida a luta pelo direito à inviolabilidade sexual de crianças e adolescentes", diz parte do apelo da defesa da apresentadora.

Além de apontar o início da briga pública entre as partes, a queixa-crime traz a transcrição das falas de Sikêra Jr. após tomar conhecimento do processo que Xuxa abriu contra ele, divulgado em primeira mão pelo Notícias da TV. Na ocasião, o apresentador voltou a atacar a rainha dos baixinhos, usando termos duros e se referindo a ela como "dona Maria".

"O cenário narrado demonstra que as falas do apresentador não tinham a mínima intenção de cumprir seu dever jornalístico, mas sim ofender a querelante [Xuxa], ultrapassando a barreira do direito à liberdade de imprensa e manifestação", aponta o documento.

Os advogados de Xuxa qualificam Sikêra Jr. como mentiroso, desequilibrado, irresponsável, covarde, machista e misógino. Todos os adjetivos foram empregados em momentos distintos, de acordo com os recortes das transcrições das falas do apresentador proferidas no Alerta Nacional.

Na lista de pedidos presentes na queixa-crime, os advogados apelam para a condenação do apresentador nos crimes de calúnia, difamação e injúria. Além disso, deixam clara a vontade de não realizarem nenhuma audiência de conciliação, uma praxe jurídica em processos desta natureza. E também pedem para que o funcionário da RedeTV! arque com todos os custos do processo, incluindo os honorários da defesa de Xuxa.

A reportagem procurou Sikêra Jr., mas ele não respondeu as mensagens até a pubicação deste texto.

Xuxa x Sikêra Jr.

Os ataques do comunicador a Xuxa Meneghel começaram depois que a apresentadora compartilhou um vídeo que o jornalista exibiu no Alerta Nacional, no qual um homem aparecia estuprando uma égua. Sikêra fez graça com a situação e convocou dois membros de seu programa para simularem a cena ao vivo.

A loira se manifestou nas redes sociais, e o apresentador iniciou os ataques. A chamou de pedófila, usando como argumento o fato de a loira ter atuado no filme Amor Estranho Amor (1982), e a acusou de fazer apologia às drogas, por uma vez ela ter dito em entrevista que sua mãe, dona Alda Meneghel (1937-2018), fazia uso de maconha medicinal para amenizar sintomas de sua doença degenerativa.

Sikêra também afirmou que Xuxa incentiva as crianças a "safadeza, putaria e suruba" por ter lançado recentemente o livro Maya, o Bebê Arco-Íris, que conta a história de uma garotinha que tem duas mães.

Diante das acusações, a apresentadora levou o caso à Justiça e alega que "o conteúdo exibido e prolatado pelo requerido é calunioso". Xuxa afirma que os comentários do funcionário da RedeTV! "não se tratam de liberdade de expressão, mas de abuso de direito".


Leia também

Web Stories

+
Como fênix, Juliette renasceu dentro do BBB21; relembre a trajetória da finalistaPlanta faz isso? Mesmo sem protagonismo, Camilla chega à final do BBB21Fiuk chora muito, se livra de paredões e chega até a final do BBB21Entre surtos e triunfos, Gil do Vigor faz história no BBB21De tio cômico a dependente química: Confira os lançamentos da TV e do streaming

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou dos casais do Power Couple Brasil 5?