VERUSKA SEIBEL

Um ano após a morte de Ricardo Boechat, viúva diz que ainda ouve a voz dele

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Veruska Seilbel e Ricardo Boechat em foto publicada no Instagram

Veruska Seilbel e Ricardo Boechat em foto publicada no Instagram; viúva homenageou jornalista morto há um ano

REDAÇÃO - Publicado em 11/02/2020, às 09h40

Um ano após perder Ricardo Boechat (1952-2019), Veruska Seibel compartilhou em suas redes sociais uma homenagem ao marido, que morreu em um acidente aéreo no ano passado. Com uma sequência de fotos e vídeos, a viúva desabafou ao dizer que ainda sente a presença do jornalista. "Não há um só dia em que eu não ouça a voz dele me ensinando, me amparando", declarou ela.

Na publicação feita no Instagram, Veruska relembrou do momento em que o marido disse que não se preocupava com a morte. "[Ouço ele] me dizendo: 'Veruska Seibel (era assim que ele me chamava quando queria falar sério), eu não me preocupo com as meninas quando eu não estiver mais aqui porque você é a melhor mãe que eu já conheci'. Muito obrigada, Ricardo Boechat, por tanto amor e por essas duas princesas que são a razão da minha vida", agradeceu a jornalista.  

Nas fotos, Boechat apareceu ao lado da mulher segurando um buquê de rosas e em vários registros com as filhas do casal, Valentina e Catarina. Veruska disse que seu amor, admiração e respeito só cresceram neste um ano de luto.

"Nestes 365 dias tive certeza de que nada é mais verdadeiro do que o clichê de que devemos viver cada segundo como se fosse o último", escreveu a colunista do Aqui na Band na legenda. "Melhor pai que eu poderia ter escolhido para as minhas filhas, ser humano mais admirável e generoso que já conheci, jornalista insubstituível, marido que eu amava profundamente", completou. 

Veruska usou a oportunidade para aconselhar seus seguidores a nunca deixarem o amor e a felicidade para depois, já que ela aproveitou cada instante ao lado do marido. "Se me tivesse sido dada a chance de escolher como seriam nossos últimos momentos juntos, eu pediria exatamente do jeito que foi. E a isso serei eternamente grata", finalizou.

Confira a publicação de Veruska Seilbel, a viúva de Rircardo Boechat: 

 
 
 
View this post on Instagram

Um ano sem ele e minha admiração, meu respeito e meu amor só crescem. Melhor pai que eu poderia ter escolhido para as minhas filhas, ser humano mais admirável e generoso que já conheci, jornalista insubstituível, marido que eu amava profundamente. Se me tivesse sido dada a chance de escolher como seriam nossos últimos momentos juntos, eu pediria exatamente do jeito que foi. E a isso serei eternamente grata. Nestes 365 dias tive certeza de que nada é mais verdadeiro do que o clichê de que devemos viver cada segundo como se fosse o último. Não deixe para amar depois, não deixe pra ser feliz depois. Meu maior consolo foi eu não ter deixado. Não há um só dia em que eu não ouça a voz dele me ensinando, me amparando, me dizendo: “Veruska Seibel (era assim que ele me chamava quando queria falar sério), eu não me preocupo com as meninas quando eu não estiver mais aqui porque você é a melhor mãe que eu já conheci.” Muito obrigada, Ricardo Boechat, por tanto amor e por essas duas princesas que são a razão da minha vida. ❤️❤️❤️❤️

A post shared by Veruska Seibel Boechat (@doceveruska) on

Pela ferramenta de Stories do Instagram, Veruska Seibel também compartilhou vídeos do marido brincando com as filhas. Em um dos registros ele ajuda uma delas a subir em uma árvore. A viúva usou a hastag "um ano sem ele" como legenda das publicações. 

A sequência também mostrou um momento ao lado do humorista Carioca e da apresentadora Ana Paula Padrão durante um evento da Band, além de Boechat chupando um limão, fruta que ele adorava. 

Assista ao vídeo: 

Morte de Boechat 

Ricardo Boechat morreu em 11 de fevereiro de 2019 aos 66 anos, em um acidente na rodovia Anhanguera, na zona oeste de São Paulo. Ele estava em um helicóptero que caiu sobre um caminhão na altura do quilômetro 7 do Rodoanel. Segundo o Corpo de Bombeiros, o motorista teve ferimentos leves, mas o jornalista e o piloto da aeronave morreram na hora --os corpos foram encontrados carbonizados.

Até hoje, as investigações da Aeronáutica e da Polícia Civil sobre as prováveis causas e eventuais responsabilidades pela tragédia que matou o âncora da Band e o piloto Ronaldo Quattrucci, de 56 anos, ainda não foram concluídas.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu programa favorito gravado na quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook