Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

VOLTOU ÀS REDES

Proibida de citar o ex, Pétala Barreiros desabafa: 'Fiquei calada esse tempo todo'

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Pétala Barreiros em publicidade para seu Instagram em novembro de 2020

Pétala Barreiros em publicidade para seu Instagram em novembro de 2020; ex-mulher de Marcos Araújo

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 4/1/2021 - 20h36

Proibida judicialmente de falar sobre o ex-marido, Marcos Araújo, Pétala Barreiros voltou às redes sociais nesta segunda-feira (4). A jovem não se calou ao tomar conhecimento do caso de Kedma Oliveira, influenciadora que denunciou ter sido vítima de agressão nesta manhã. A modelo prestou solidariedade à colega de profissão. "Eu fiquei calada esse tempo todo por medo e vergonha. Mas agora vi que a gente pode se apoiar", desabafou.

Via ferramenta Stories de seu Instagram, Pétala falou sobre violência contra a mulher e a importância de denunciar. Sem citar o nome de seu ex-marido, a influenciadora disse que deseja ser uma voz para a classe feminina após todo o apoio que recebeu nos últimos dias.

"Queria me manter afastada das redes sociais. Mas com tudo o que vem acontecendo com outra mulher, eu preciso falar sobre o caso de Kedma. Mulheres, não é sobre o que ela fez ou o que ela deixou de fazer. Ela não merece apanhar daquele jeito. Essa humilhação que ela sofreu. Ela não merece", iniciou.

"Depois de ter passado por tudo isso [agressão], chegar em uma delegacia e não ser ouvida? Ela chegou em uma delegacia com sangue, com a boca toda cortada e, mesmo naquela situação, ela foi ouvida por um homem que não deu voz para ela. Nada justifica essa agressão, e é isso que a gente tem que colocar na cabeça de todo mundo, que não tem por que ser agredida", continuou.

Ao se mostrar indignada com o caso de Kedma, Pétala lembrou da própria história. "A gente não pode mais aceitar nenhum tipo de agressão. Não pode deixar que o medo e a vergonha impeçam a gente de denunciar e de postar. Postem. Posta mesmo. Grita! Porque agora estamos sendo ouvidas", sugeriu.

"Eu fiquei esse tempo todo calada por medo e vergonha. Mas agora vi que a gente pode se apoiar, que temos umas as outras. Agora quero ser essa pessoa para vocês. O que vocês estão sendo para mim, quero ser para vocês também", finalizou.

Em meio ao escândalo com o ex-marido, a jovem completou 22 anos nesta segunda-feira (4). Em suas redes sociais, ela compartilhou que apesar do recente drama familiar, celebrou a data com os filhos Lorenzo, de seis anos, e Lucas, de apenas um mês, e parentes. "Tanta coisa para dizer, mas hoje só posso falar: obrigada", resumiu em seu perfil na plataforma.

Após acusar o pai de seus filhos de estupro e agressão, Pétala foi proibida judicialmente de falar sobre o assunto em suas redes sociais. No domingo, a influenciadora publicou um vídeo nos Stories do Instagram explicando que recebeu a visita de um oficial da Justiça com a intimação que a impede de prosseguir com as declarações nas mídias.

"Estou aqui pra contar para vocês que acordei com um oficial de Justiça aqui em casa, acabei de receber uma intimação dizendo que não posso falar mais nada aqui na internet. Se eu falar, terei que pagar uma multa diária de R$ 5 mil. Como eu não tenho o dinheiro, não vou mais falar", explicou.

Veja publicações de Pétala Barreiros:

Entenda o caso

A história de Pétala Barreiros e Marcos Araújo, dono do Festival Villa Mix, presidente e CEO da Audiomix e empresário de artistas --como Alok e Gusttavo Lima-- se tornou pública no fim de 2020. Em 28 de dezembro, o relacionamento do empresário com a apresentadora Lívia Andrade foi divulgado pelo site Quem.

Na mesma semana, a jovem influenciadora desabafou ao dizer que tinha sido traída durante o período em que eles estavam juntos. Então, o perfil Garoto do Blog, página de fofoca no Instagram, afirmou, sem citar nomes, que o relacionamento de um empresário com uma atriz surgiu a partir de uma traição. Os internautas associaram as histórias e começaram a questionar Pétala sobre o caso.

Com a polêmica criada, ela falou sobre a traição, sem citar o nome de Lívia: "Não vou desmentir porque eu vi por fotos na minha casa, de um casal que estava lá. Depois, ele mesmo me confirmou".

Apontada como a suposta amante, a ex-estrela do SBT rebateu as declarações da ex-mulher de Araújo em um longo vídeo publicado em 30 de dezembro. A apresentadora se revoltou com a modelo. "Esse assunto é uma sujeira", declarou.

Ela também compartilhou um print de uma conversa no WhatsApp em que mostrava a distribuição de um processo criminal protocolado no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Ela entrou com uma ação de danos morais contra a influenciadora.

No decorrer dos dias, Pétala foi às redes sociais desabafar sobre o relacionamento abusivo que viveu com o ex-marido. A mãe dos dois filhos de Araújo concedeu também uma entrevista para Antonia Fontenelle em que relatou ter engravidado aos 14 anos do primeiro herdeiro.

Diante da exposição, a jovem passou a receber ameaças em seus perfis. Assustada, foi até a Casa da Mulher Brasileira, no Cambuci, na véspera de Ano-Novo. O espaço de acolhimento especial possui uma Delegacia de Defesa da Mulher.

Aos prantos, ela declarou que teme pela própria vida, pelos filhos e seus familiares. Citado por Pétala em suas gravações, Araújo acionou sua defesa.

Em nota pública enviada à imprensa em 31 de dezembro, Luiz Flávio Borges D'Urso, advogado do empresário, declarou que seu cliente ficou surpreso ao tomar "conhecimento dos ataques e graves mentiras que a senhora Pétala vem promovendo contra ele em mídias sociais, sem qualquer motivação".

"O senhor Marcos Aurélio reitera que confia na Justiça e que tudo restará resolvido e esclarecido, tanto no juízo de família, como no juízo criminal, pelas medidas que serão tomadas contra quem quer que seja, para restabelecer sua honra e reputação, bem como de sua empresa, que tem sofrido prejuízos decorrentes destas divulgações de acusações falsas", continuou.

No sábado (2), a Justiça de São Paulo acatou um pedido de medida protetiva solicitado pelos advogados de Pétala e determinou que o ex-marido da jovem está proibido de "se aproximar dela por menos de 300 metros e de manter qualquer tipo de contato".

No domingo (3), no entanto, a jovem recebeu a visita de um oficial da Justiça com a intimação que a impede de prosseguir com as declarações nas mídias. Ela está proibida de falar sobre Araújo.

No mesmo dia, Lívia voltou a se manifestar sobre a polêmica. A artista emitiu uma nota de repúdio por estar sofrendo uma "condenação pública". "Nunca fui amante de ninguém", declarou.

A ex-contratada de Silvio Santos se declarou solteira diante do escândalo envolvendo sua vida pessoal. Ela também afirmou que vai processar quem tentar difamá-la ou desonrá-la publicamente.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?