Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DESABAFO

Marília Mendonça: Filha diz que conversou com piloto do avião após tragédia

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Foto do piloto Geraldo Medeiros e Vitória Dias Medeiros, sua filha, em que aparecem em uma cabine de comando de avião

O piloto Geraldo Medeiros e Vitória Dias Medeiros, sua filha; jovem defendeu o pai nas redes sociais

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 11/11/2021 - 16h28
Atualizado em 11/11/2021 - 16h47

Filha de Geraldo Medeiros, piloto do avião de Marília Mendonça (1995-2021), Vitória Dias Medeiros disse ter conversado com o pai após a tragédia que matou a cantora sertaneja junto com ele e outras três pessoas. "Como ele falou comigo depois do acidente, isso tranquilizou meu coração", declarou a jovem.

Em seu perfil no Instagram, Vitória rebateu ataques a seu pai que o acusam de ter matado a rainha da sofrência no acidente ocorrido em 5 de novembro. "Ele era muito profissional, tinha 30 anos de aviação. Isso foi uma fatalidade, eu tenho plena certeza que não foi nenhum erro do meu pai", começou a filha de Medeiros pelos Stories.

"Como eu havia dito, esse era o meu maior medo da vida, meu pai é a pessoa que eu mais amo na minha vida, no mundo, sem sombra de dúvidas. Então, eu penso que eu estaria muito pior do que eu estou, que eu estaria desolada, sem chão, sem rumo. [Mas] Estou bem, tenho uma força surreal em mim que tá vindo e eu tô sentindo", avisou.

Talvez... Não, com certeza as mensagens de amor, todo amor que vocês estão me emanando está chegando. E como ele falou comigo depois do acidente, isso também tranquilizou meu coração. E eu vou seguir como meu pai: feliz, forte, sem que ninguém perceba a minha tristeza, caso ela houver. E inspirando a todo momento. 

Em seguida, Vitória Dias Medeiros escreveu: "Aos poucos, a paz se restabelece". Na rede social, a modelo também comentou sobre as mensagens que culpam o piloto pela tragédia. "Deus me abençoe para suportar comentários como esses, e abençoe mais ainda essa pessoa. Não desejem ódio nenhum, e sim luz, muita luz", disse Vitória.

Geraldo Martins de Medeiros Júnior deveria estar de férias da Pec Táxi Aéreo, empresa que prestou serviços para a cantora sertaneja, no dia do acidente. O profissional de 56 anos teve o benefício suspenso após a companhia ficar com a equipe desfalcada com pedidos de demissão.

Confira o vídeo de Vitória Dias Medeiros, filha do piloto Geraldo Medeiros, que conduzia o avião de Marília Mendonça no acidente em Caratinga:

Morte de Marília Mendonça

Marília Mendonça morreu aos 26 anos após sofrer um acidente de avião na cidade de Caratinga, Minas Gerais em 5 de novembro. A cantora deixou um filho, Léo Mendonça Huff, de um ano e 11 meses, fruto de seu relacionamento com Murilo Huff. A informação da morte foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais. 

"O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais informa que, nesta sexta (5), ocorreu a queda de uma aeronave de pequeno porte, modelo Beech Aircraft, na zona rural de Piedade de Caratinga. O CBMMG confirma que a aeronave transportava a cantora Marília Mendonça e que ela está entre as vítimas fatais", disse a nota oficial dos bombeiros.

O avião que levava a cantora e sua equipe à cidade mineira onde ela se apresentaria caiu por volta das 15h30 daquele dia. A sertaneja estava com seu produtor, Henrique Ribeiro, seu tio e assessor, Abicieli Silveira Dias Filho, o piloto Geraldo Martins de Medeiros Júnior e o copiloto Tarciso Pessoa Viana. Todos os tripulantes morreram.

O jornalista William Waack, que também é piloto licenciado, chegou a dar uma aula na CNN Brasil na madrugada de 6 de novembro ao falar sobre a queda do avião que transportava a cantora Marília Mendonça (1995-2021). Com cálculos simples, ele informou que a aeronave voava baixo quando se chocou com os fios de alta tensão antes de parar no meio de uma cachoeira.


Leia também

Enquete

Qual a melhor novela no ar atualmente?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.