Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

IDENTIDADE DE GÊNERO

Lady Di de The Crown, Emma Corrin revela ser pessoa não-binária: 'Longa jornada'

Divulgação/Netflix

Emma Corrin caracterizada como a princesa Diana na quarta temporada de The Crown

Emma Corrin em cena da quarta temporada de The Crown; artista teve medo de exposição pública

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 13/8/2021 - 22h04

Emma Corrin, que deu vida à princesa Diana (1961-1997) na quarta temporada da série The Crown, afirmou fazer parte da comunidade LGBTQIA+ e ser uma pessoa não-binária --ou seja, alguém que não se identifica plenamente nem com o masculino, nem com o feminino. "Minha jornada tem sido longa, e eu ainda tenho muito pela frente", disse.

Após vencer o Globo de Ouro de melhor atriz em série de drama por seu trabalho na superprodução da Netflix sobre a família real britânica, Emma virou um dos principais nomes a surgirem na indústria do cinema e da TV recentemente. A artista também concorre ao Emmy deste ano.

"Eu acho que estamos tão acostumados a nos definirmos e, infelizmente, é desse jeito que a sociedade funciona, dentro dessas binariedades. Eu levei muito tempo para perceber que estou entre as duas coisas, mas eu ainda não sei exatamente qual é o meu lugar. Mas acho que visibilidade é essencial", declarou Emma em entrevista à rede ITV.

Em suas redes sociais, Emma definiu que seus pronomes pessoais serão "she/they", ou "ela/elu" em português. A atriz também admitiu na conversa com a emissora britânica que publicar qualquer coisa sobre sua orientação foi "assustador e revelador".

"Eu não sabia se era a coisa certa a fazer. Mas o retorno que tive de outras pessoas da comunidade queer tem sido maravilhoso", resumiu.

Na quinta e na sexta temporadas de The Crown, o papel de Diana será interpretado por Elizabeth Debicki (de Guardiões da Galáxia 2). No entanto, a atuação de Emma e sua parceria com Josh O'Connor (que interpretou o príncipe Charles) foram tão elogiadas que os produtores do drama estudam maneiras de trazer a jovem de volta --em flashbacks, por exemplo.

Neste ano, outros artistas se declararam pessoas não-binárias. No Brasil, Bárbara Paz abriu o jogo sobre sua sexualidade. Já nos Estados Unidos, Demi Lovato também afirmou não se identificar 100% com o feminino ou com o masculino.

Prêmio NTV Melhores do ano


Leia também

Enquete

Quem foi o melhor ator ou atriz de novela do ano?

Web Stories

+
Mansão nova, presença VIP e publis: Saiba tudo sobre a carreira de Deolane BezerraÚltima temporada de La Casa de Papel: Após o fim, série já tem spin-off confirmadoFicção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabemJuan Paiva rouba a cena em Um Lugar ao Sol; conheça a história do ator

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas