Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

VÍCIO

Juliana Paes relata dificuldade na luta contra cigarro: 'Vontade o tempo todo'

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

A atriz Juliana Paes no programa Conversa com Bial, da Globo

Juliana Paes no Conversa com Bial, programa exibido na noite de quarta (23); atriz enfrenta vício

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 24/9/2020 - 9h38

No Conversa com Bial exibido na noite de quarta (23), Juliana Paes relatou a dificuldade que vem enfrentando na luta contra o cigarro. "Eu tinha vontade de fumar o tempo todo", revelou a atriz. Para combater o vício, a estrela que está no ar nas reprises de Totalmente Demais, A Força do Querer e Laços de Família investiu em ioga e adesivos de nicotina.

De quarentena, Juliana tomou a decisão de cortar o cigarro devido à pandemia da Covid-19, já que os fumantes integram o grupo de risco de contrair a doença. 

"Esse é o poder do medo. Eu sou asmática, fumante. Quer dizer, eu não poderia fumar de jeito nenhum. Então falei: 'Eu vou parar de fumar porque o negócio pode complicar pro meu lado", disse a funcionária da Globo. Os adesivos de nicotina combinados com a meditação foram os fatores que mais a ajudaram na luta. 

A entrevista da intérprete de Bibi Perigosa foi gravada na semana passada, antes da atriz testar positivo para o novo coronavírus. Juliana começou a apresentar os sintomas dois dias depois do marido confirmar o diagnóstico. Para atualizar sua situação, Juliana reencontrou Bial e contou como tem enfrentado a doença.

"Eu acho que quando a gente se falou eu já estava com a Covid-19 e não sabia ainda. É muito doido porque eu fui diagnosticada há nove dias e só fui sentir os primeiros sintomas leves dois dias depois do diagnóstico", relatou.

"Esse vírus é muito doido porque eu comecei a sentir uma pressão na cabeça, depois começou a doer o fundo dos olhos e tive dois dias de muita dor de cabeça. E sem sentir gosto e cheiro de nada", ressaltou Juliana. 

Na conversa, ela também alegou que tem a sensação de não ter sido afetada na região pulmonar, mas que os sintomas nem se comparam aos da gripe ou resfriado. "Você não sente gosto e cheiro como em um resfriado comum. Você perde parcialmente essa capacidade. [Com a] Covid você não sente nada", alertou. 


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?