Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

'ESTOU A CAMINHO'

Ex-atriz pornô, Mia Khalifa debocha do Brasil e decide 'ajudar' CPI da Covid

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

A ex-atriz pornô Mia Khalifa em foto publicada no Instagram

Mia Khalifa em foto publicada no Instagram; ex-estrela pornô brincou sobre investigação no Brasil

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 19/7/2021 - 11h39

Ex-atriz pornô, Mia Khalifa debochou da situação política caótica no Brasil e decidiu "ajudar" em investigação da CPI da Covid-19. Na noite de domingo (18), o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) fez uma piada nas redes sociais citando a influenciadora digital dizendo que ela deveria "correr para cá". Mia respondeu, em tom de brincadeira: "Vocês estão em crise. Estou a caminho!".

O vice-presidente da Comissão Parlamentar de Investigação que apura a atuação do presidente Jair Bolsonaro no combate à pandemia da Covid-19 compartilhou no Twitter uma reportagem de Lauro Jardim, do jornal O Globo, sobre Eduardo Pazuello. 

A nota de Jardim diz que Eduardo Pazuello, quando ainda era ministro da Saúde, negociou a compra de 30 milhões de doses da vacina Coronavac com um intermediário, uma empresa de exportação de 76 categorias de produtos, com destaque para artigos de sex shops.

"Em vez de negociar com o Butantan, Pazuello foi negociar a Coronavac com uma empresa de importação de produtos eróticos… Corre aqui, Mia Khalifa! Acho que estavam te usando de cortina de fumaça!", ironizou Rodrigues na rede social. 

A ex-estrela de filmes adultos compartilhou a brincadeira do político e fez outra piada. "Vocês estão em crise. Estou a caminho!", escreveu a ex-atriz pornô, que ainda colocou emojis de mala de viagem e avião, sinalizando que estava pegando um voo para o Brasil.

Confira: 

Musa da CPI? 

Essa não foi a primeira vez em que Mia Khalifa foi relacionada à CPI da Covid-19, que é um sucesso de audiência na TV Senado e nos canais de notícia, além de dominar os comentários nas redes sociais brasileiras em dias de depoimentos.

Um dos fenômenos curiosos da Comissão é o de Mia Khalifa. O nome da jovem de 28 anos rapidamente aparece entre os assuntos mais comentados do Twitter durante os discursos do senador Luís Carlos Heinze.

O político, que pertence à chamada "tropa de choque" do governo Jair Bolsonaro na CPI, é um dos defensores da cloroquina no tratamento contra a Covid-19. Para sustentar seus argumentos, o senador do Rio Grande do Sul tentou desacreditar estudos publicados em revistas científicas e chegou a fazer analogia com uma notícia falsa amplamente divulgada nas redes sociais. 

Na história mentirosa, Mia aparece usando óculos e vestida com uma roupa branca. Ela é identificada como Marcela Pereira, uma "médica infectologista" que está "conduzindo um estudo em larga escala do uso da cloroquina no tratamento da Covid-19, com resultados muito animadores, mas que não serão divulgados por Globo e Band, compradas pelos comunistas chineses".

Em 9 de junho, o senador Luis Carlos Heinze (PP-RS) voltou a virar motivo de piada na comissão por trazer à tona o nome de Mia, ao debate. Na ocasião, ele se defendeu dos comentários de Randolfe Rodrigues e disse que se tornou alvo de fake news, provocando risos de Omar Aziz (PSD-AM), presidente da comissão.

Atenta aos comentários na web, Mia Khalifa voltou a entrar na brincadeira e se divertiu com sua citação na CPI brasileira. Ela compartilhou uma montagem, como se estivesse depondo aos parlamentares. 


Leia também

Web Stories

+
A Fazenda 13: Sem barracos, Liziane frustra público e é eliminada; veja trajetóriaComo Lázaro Ramos e Taís Araujo: 7 casais formados nos bastidores da GloboSex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a sérieA Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de Pantanal

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?