Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

SHOW COM AGLOMERAÇÃO

'Ele está chorando e muito triste', diz Gracyanne Barbosa após prisão de Belo

ANDERSON BORDE/AGNEWS

Gracyanne Barbosa e Belo na Cidade da Polícia, no Rio de Janeiro, em 17 de fevereiro de 2020

Gracyanne Barbosa e Belo na Cidade da Polícia, no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (17); cantor preso

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 17/2/2021 - 20h32

Marcelo Pires Vieira, o cantor Belo, "está muito triste e chorando" após ser preso nesta quarta-feira (17), em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro. O músico é investigado pela realização de um show no sábado (13), no Complexo da Maré, apesar das proibições por causa da pandemia. Gracyanne Barbosa, a mulher do artista, conversou com a imprensa na porta da Cidade da Polícia, e saiu em defesa do parceiro. "Ele não fez nada de errado", declarou.

"Ele tem contrato com todas as casas para seguir as normas exigidas por conta da Covid-19. Ele cumpre isso com ele, com a banda, com a nossa casa. Ele é a pessoa mais cuidadosa que eu conheço. Em casa, a gente até brincava: 'Nossa, que exagero'. Porque ele sempre foi muito cuidadoso", disse em entrevista ao vivo para o Brasil Urgente, da Band.

O pagodeiro virou alvo da polícia por ter feito um show e causado aglomeração em meio à pandemia do coronavírus. Como o evento foi realizado no interior de uma Escola Municipal do Parque União, a polícia também investiga uma suposta invasão ao colégio.

"Ele só está saindo para cantar, fazer o show dele, trazer o sustento para casa, para ele e para diversas famílias que dependem dele. A gente sabe a situação difícil que vivemos no Brasil. Eu já passei fome. Vocês não sabem o quanto é difícil. Ele só está saindo para fazer o trabalho dele", frisou Gracyanne.

Como o show ocorreu em uma área de tráfico, a polícia investiga se o evento teria relação com a organização criminosa por precisar de autorização para acontecer. Questionada pela imprensa se o marido teria envolvimento com alguma facção, a dançarina frisou que o pagodeiro faz tudo dentro da lei.

Gracyanne Barbosa em link ao vivo para o Brasil Urgente, na Band (Foto: Reprodução/Band)

"Óbvio que não [tem envolvimento com o tráfico]. Justamente por isso tem contrato, tem declaração, tem toda a parte contratual. Ele tem uma empresa que faz isso para ele. Tem tudo isso corretamente. Estamos com toda a documentação. Não posso pegar e mostrar para vocês. Mas, com certeza, mais tarde vou mostrar nas minhas redes sociais para todo mundo saber que está tudo conforme tem que ser a lei", declarou.

"Como falei: tem uma empresa que contrata o Belo como artista através da empresa dele. Dentro do contrato dele, tem todas as cláusulas para seguir todas as normas [protocolos de segurança sanitária]", completou.

Gracyanne ressaltou que Belo não tinha conhecimento sobre a permissão para o show ser realizado em uma escola municipal. "Como é que ele vai saber? Claro que ele não sabia. Porque não foram atrás de quem contratou o show?", reclamou.

"Ele não sabe. Isso é feito pelo escritório. O artista, ele canta, ele está dentro de casa aprendendo piano, estudando e sempre aprendendo. É o que ele faz. Ele chegou lá para fazer o show. Isso, na verdade, quem tem que saber é o escritório e quem contratou", observou.

Para a musa fitness, Belo virou alvo de perseguição por ser investigado por uma apresentação, segundo ela, feita dentro da lei. "Todo mundo que está vendo, isso [perseguição] se torna óbvio. Ele está chorando. Ele está muito triste", finalizou.

Ao Brasil Urgente, Belo deu uma breve declaração na porta da Cidade da Polícia. "Até agora não entendi o que fiz para estar aqui, para estar passando por essa situação. Não sei o que eu fiz", desabafou.

Questionado se ele tinha conhecimento de que o evento não teve autorização das autoridades de Saúde, o músico explicou que ele não cuida diretamente dessa parte. "[Autorização] De quê? De cantar no local? Eu fui contratado para fazer um show e cantar no local. Acusado do quê? Quero saber qual crime eu cometi. Eu subi no palco e cantei. Só sei fazer isso", exclamou.

Durante a tarde, Gracyanne havia se manifestado sobre o caso em seu Instagram e lamentou a ação da polícia. "Amanhecemos com a nossa casa invadida. Prisão e pesadelo", escreveu.

Veja publicações de Gracyanne Barbosa no Instagram: 

Entenda o caso

Belo foi preso nesta quarta-feira (17), em Angra dos Reis, por fazer show e causar aglomeração em meio à pandemia do coronavírus. O pagodeiro se apresentou no Complexo da Maré, zona norte do Rio de Janeiro, no sábado (13), apesar das proibições.

No momento da operação organizada pela Polícia Civil junto à delegacia de Combate às Drogas (DCOD), foram apreendidos equipamentos e veículos junto ao artista. Como o evento foi realizado no interior de uma Escola Municipal do Parque União, a polícia também investiga uma suposta invasão ao colégio. 

Além do cantor, o DCOD abriu um inquérito e cumpriu mais três mandados de prisão preventiva. Os nomes são: Célio Caetano e Henriques Marques, sócios da produtora; Jorge Luiz Moura Barbosa, o Alvarenga, chefe do tráfico no Parque União.

Na época da abertura da investigação, Belo disse à Globo: "Fizemos o show seguindo todos os protocolos. Não temos controle do geral. Isso nem os governantes têm. As praias estão lotadas, transportes públicos, e só quem sofre as consequências são os artistas. Que foi o primeiro segmento a parar, e até agora não temos apoio de ninguém sobre a nossa retomada. Sustentamos mais de 50 famílias".

Vale lembrar que Belo já foi preso em outras duas ocasiões. Ele foi condenado no dia 30 de dezembro de 2002 a seis anos de prisão, acusado de associação para o tráfico. O músico ficou preso durante cerca de um mês e conseguiu o direito de responder em liberdade.

O Ministério Público recorreu da decisão, e a 8ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio aumentou a pena do cantor para oito anos. Já em 2004, ele foi preso novamente e passou três anos e oito meses na cadeia.

Veja o Brasil Urgente desta quarta-feira (17):


Leia também

Web Stories

+
Como estão Suzane von Richthofen e Daniel Cravinhos 19 anos depois do crime?42 anos depois: Por onde anda o elenco da novela Pai Herói?A Fazenda 13: Sem barracos, Liziane frustra público e é eliminada; veja trajetóriaComo Lázaro Ramos e Taís Araujo: 7 casais formados nos bastidores da GloboSex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a série

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?