Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

WEDNESDAY

Netflix vence guerra e terá série sobre Wandinha Addams dirigida por Tim Burton

Divulgação/Paramount Pictures

Christina Ricci como Wandinha em A Família Addams (1991)

Christina Ricci viveu Wandinha no filme A Família Addams (1991); personagem ganhará série

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 17/2/2021 - 19h37

A Netflix venceu uma disputada guerra de estúdios pela produção de Wednesday, primeira série live-action dirigida por Tim Burton, cineasta responsável por clássicos como Batman (1989), Edward Mãos de Tesoura (1990) e Alice no País das Maravilhas (2010).

A plataforma de streaming superou seus rivais ao encomendar oito episódios para a primeira temporada da atração, ainda sem previsão de estreia --ou sequer de quando começarão os trabalhos de pré-produção.

Segundo a sinopse, Wednesday será uma série de investigação, com toques sobrenaturais, que mostrará os anos de Wandinha como estudante na Academia Nevermore, um colégio interno e sombrio.

A produção registrará a filha de Gomez e Morticia tentando controlar suas habilidades mediúnicas, derrotar um monstro assassino que tem aterrorizado a cidade e ainda resolver o mistério que envolveu seus pais há 25 anos. Tudo isso enquanto navega pela adolescência e seus relacionamentos complicados.

O roteiro de Wednesday está a cargo de Al Gough e Miles Millar, criadores de Smallville (2001-2011), que servirão como showrunners. A dupla também será produtora da atração, juntamente com Tim Burton, Kayla Alpert, Andrew Mittman, Kevin Miserocchi, Jonathan Glickman e Gail Berman.

A versão mais famosa de Wandinha Addams foi vivida por Christina Ricci nos dois filmes lançados em 1991 e 1993. Em 2019, uma animação sobre A Família Addams contou com Chloë Grace Moretz como a dubladora da filha mais velha de Morticia.

Confira o anúncio da Netflix:


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.