Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

LUTO

Diretor de Dois Filhos de Francisco, Breno Silveira morre aos 58 anos

REPRODUÇÃO/YOUTUBE

Imagem de Breno Silveira em entrevista ao Canal Curta!

Breno Silveira em entrevista ao Canal Curta!; cineasta morreu neste sábado (14), aos 58 anos

ERICK MATHEUS NERY

erick@noticiasdatv.com

Publicado em 14/5/2022 - 13h53
Atualizado em 14/5/2022 - 18h04

O cineasta Breno Silveira morreu neste sábado (14) aos 58 anos. Ele teve um infarto agudo do miocárdio durante as filmagens do longa Dona Vitória, protagonizado por Fernanda Montenegro e rodado em Limoeiro (PE). Ao longo da carreira, o diretor foi o responsável por filmes como Dois Filhos de Francisco (2005) e Gonzaga: De Pai para Filho (2012).

"Esta é uma perda insuperável. Breno era um talento nato e soube, como poucos, usar seu olhar único para retratar o Brasil com toda sua emoção para dirigir obras inesquecíveis. Nós, da Conspiração, perdemos um amigo e uma referência. O Brasil perde um de seus maiores cineastas, que vai nos fazer muita falta, tanto como pessoa como símbolo da cultura e da arte brasileira", afirmaram Pedro Buarque de Hollanda e Renata Brandão, chairman e CEO da Conspiração Filmes, em nota enviada ao Notícias da TV.

Silveira era um dos sócios da produtora e filmava as primeiras cenas de Dona Vitória quando sofreu o infarto. Segundo a Conspiração, Dona Vitória é uma produção original do Globoplay e conta a história de Vitória (Fernanda Montenegro), uma aposentada alagoana que desmontou uma quadrilha carioca de traficantes e policiais a partir de gravações feitas da janela do seu prédio em Copacabana.

Brasiliense, o diretor se formou pela École Louis Lumière, de Paris. Em 2005, estreou como diretor de cinema com a obra sobre a dupla Zezé Di Camargo e Luciano. Dois Filhos de Francisco foi o filme mais visto daquele ano e ultrapassou a marca de cinco milhões de espectadores. O longa será exibido pela Globo nesta noite, na sessão Supercine, após o Altas Horas.

"A primeira coisa quando penso em fazer um filme é que nunca penso em fazer um filme comercial, penso sempre em uma história que possa emocionar as pessoas. A minha veia, que vem da fotografia e disso tudo, é emocionar", afirmou Silveira em entrevista ao Canal Curta!, em 2016.

Silveira também dirigiu a série policial Dom, do Prime Video, lançada no ano passado. Ele trabalhava na continuação da série e na preparação da cinebiografia de Roberto Carlos. Ele deixou a mulher Paula Fiuza e as filhas Olívia e Valentina.

Famosos lamentam

Após a divulgação da morte de Silveira, artistas lamentaram a perda do cineasta. "Triste com a partida de Breno Silveira. Um cara bacana, talentoso, criativo e parceiro. Muito novo para nos deixar cheio de planos na cabeça. Beijos na família e nos amigos", afirmou Helio de La Peña no Twitter.

"Que tristeza essa notícia do Breno Silveira, meu Deus", comentou Armando Babaioff. "Seu sorriso, seu talento, seu astral. Muito cedo, amigo. Cedo demais", escreveu Stepan Nercessian ao publicar uma foto de Silveira no Instagram.

"Tristeza profunda com a perda do parceiro Breno Silveira. Morreu no set de filmagem, fazendo o que amava. Dirigia Dona Vitória, projeto do Globoplay estrelado por Fernanda Montenegro. Nossos corações estão com a família e os amigos do Breno", reforçou Erick Brêtas, diretor de Produtos Digitais e Canais Pagos da Globo.

"Estou muito triste com a sua partida. Vá em paz Breno Silveira! Falamos na semana passada. Agradeço pelos nossos filmes, pela parceria, e pela alegria que tivemos a chance de compartilhar. Meus sentimentos profundos aos familiares. Muito, muito obrigada", disse Dira Paes.

Luciano Camargo se emocionou com a partida de Silveira. "Esse gênio partiu, com imensurável tristeza, mas deixando o legado de quem fez da arte a sua forma de viver", escreveu o cantor no Instagram.

Confira as publicações:


Leia também

Enquete

Qual a melhor novela no ar atualmente?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.