Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

CONVERSA COM PREFEITO

Desmentido pelo governo, Carlinhos Maia reafirma convite para vacina

LEO FRANCO/AGNEWS

Carlinhos Maia no Espaço das Américas, em São Paulo, em março de 2020

Carlinhos Maia no Espaço das Américas, em São Paulo, em março de 2020; humorista envolvido em polêmica

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 18/1/2021 - 19h37

Após ser desmentido pelo Governo de Alagoas, Carlinhos Maia voltou às redes sociais para reafirmar que realmente foi convidado para participar de uma campanha de divulgação da vacinação contra a Covid-19 em Maceió, capital do Estado. "Aconteceu essa conversa, sim. Foi inclusive da prefeitura e na melhor intenção do mundo", declarou nesta segunda-feira (18).

Via ferramenta Stories de seu Instagram, o humorista desabafou sobre a polêmica gerada após o comunicado oficial do governo estadual, que declarou não ter feito convites "a qualquer cidadão" fora do grupo prioritário.

"Não é de agora que essas mesmas pessoas pegam coisas que eu falo para me descredibilizar. Principalmente, políticos", iniciou. Segundo o influenciador, a proposta que gerou polêmica partiu diretamente de João Henrique Caldas (PSB), conhecido como JHC.

"Não ataquem o prefeito. Ele é uma pessoa que gosto para caramba e que conheço há muito tempo. Ele é muito revolucionário com esse negócio de internet. Tanto é que ele foi o único deputado a estar lá no Vale do Silício [na Califórnia] com o dono do Facebook [Mark Zuckerberg]. Tudo dele é voltado para internet e fazer essa interação da internet com o público", observou.

Maia reafirmou que os dois conversaram sobre a ideia de o comediante tomar a vacina para incentivar a população, pois ainda existem muitas pessoas com medo da medicação. O artista recusou o convite, mas ofereceu suas redes sociais como plataforma de divulgação.

"Foi com a melhor das intenções. Ele conversou comigo e disse: 'Pelo número de pessoas que te seguem, seria interessante se você tomasse a vacina', 'se fosse um dos primeiros a tomar para poder filmar', 'isso iria incentivar as pessoas, principalmente, da região de Alagoas que moram nos interiores'. Graças a Deus toda essa galera me assiste", ressaltou.

"Deixando claro que eu jamais tomaria essa vacina [filmada]. Eu aceitei fazer essa campanha [divulgação], inclusive, filmar os idosos que iriam tomar a vacina. Pedi para ele colocar minha mãe. Minha rede social estaria à disposição", detalhou.

Para o ator, a Secretaria de Estado da Comunicação do Governo de Alagoas errou ao emitir o comunicado. "Então, não foi o governo [que fez o convite]. Eles desmentiram uma coisa que nem partiu deles. Isso foi uma conversa com o prefeito de Maceió e foi uma ideia", afirmou.

"Justamente, se me vissem lá filmando as pessoas tomando vacina e incentivando as pessoas, eu quis me precaver de as pessoas falarem: 'Que hipocrisia. Aglomera, mas está aí'. Mas é isso: minhas redes sociais seriam cedidas para divulgar a vacina. Peço desculpas ao prefeito de Maceió por todo esse constrangimento", disse.

Maia foi além e denunciou que toda a questão não passou de uma rixa política. "Governo do Estado, desculpe se eu não apoiei seu candidato quando me ligaram pedindo. Isso tem muito mais a ver com política do que justificar alguma coisa. Sempre vai ter essa galera que vai usar minhas falas para me desmentir e me desmoralizar. Eu cometo até excessos de sinceridade, mas não preciso mentir", disparou.

"Eu fui convidado, sim, para essa campanha. Foi uma ideia maravilhosa. Em outros países isso já aconteceu. Mas que outros influenciadores que não tenham aglomerado como eu façam e participem. O que a Prefeitura de Maceió precisar para divulgação, contem com o meu perfil. Posso ser tudo. Mas mentiroso?", finalizou.

O Notícias da TV entrou em contato com o prefeito João Henrique Caldas e a assessoria de imprensa da prefeitura de Maceió, mas não teve retorno até o fechamento deste texto.

Veja vídeos de Carlinhos Maia:


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual reality show você acompanhará após o fim do BBB21?