SEPARADOS

Débora Nascimento desabafa sobre divórcio de Loreto: 'Sofrimento faz parte!'

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Débora Nascimento em Verão 90 e José Loreto em O Sétimo Guardião; atriz desabafou sobre separação - REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Débora Nascimento em Verão 90 e José Loreto em O Sétimo Guardião; atriz desabafou sobre separação

REDAÇÃO - Publicado em 26/06/2019, às 18h45

Débora Nascimento se separou do ator José Loreto em fevereiro deste ano, após sete anos casados. A separação foi motivada por uma suposta traição do então marido. Nesta quarta-feira (26), a atriz de Verão 90 desabafou sobre o divórcio. "O sofrimento faz parte!", disse Débora nos bastidores do Encontro com Fátima Bernardes.

Em entrevista ao Gshow, Débora fez uma reflexão sobre o atual momento de sua vida e ressaltou sobre o período difícil que passou por causa do divórcio conturbado com Loreto. "O que poderia ser negativo é um ponto positivo. O sofrimento me fez perceber isso!", disse a atriz. A intérprete de Gisela em Verão 90 também exaltou que os dois precisam ser felizes.

Débora, que completou 34 anos em 16 de junho, alegou ter sentido o aniversário deste ano de uma forma diferente. "Um recomeço de tudo, uma reconexão comigo. Tudo que desejei foi evolução pessoal", contou.

A mãe de Bella, fruto do casamento com Loreto, aproveitou para criticar a internet. "A gente não vive no mundo de rede social, de posezinha, sabe? Tudo não é maravilhoso", disparou. Ela também ressaltou que está focada na felicidade, mas de forma reservada. "Eu decidi ser feliz, mas não essa felicidade eufórica, esquizofrênica, de gritar para o mundo o tempo inteiro", completou.

Olhando para o passado, a atriz se orgulha de sua evolução como ser humano, profissional e mulher. "A Débora de antigamente olharia pra mim e falaria: 'Olha onde você chegou! Como você aprendeu! Você não é perfeita e isso faz parte'", valorizou.

Corpo pós-maternidade

Débora Nascimento revelou que ainda amamenta a filha de um ano e dois meses, mas que isso não a impediu de emagrecer --quando a mulher amamenta, ela tem de seguir uma dieta que não prejudique o leite materno para o filho. "Fui perdendo o peso da gravidez ao longo do tempo, voltei a malhar e o corpo foi respondendo sozinho", contou a atriz.

A atriz vê as restrições alimentares de forma positiva. "Não posso tomar cafeína, nem guaraná em pó, nada que estimule o metabolismo, e também não posso recorrer a tratamentos estéticos, mas realmente estou focada no bem-estar, no dela e no meu", valorizou.

A atriz que deu à luz Bella em abril de 2018 decidiu manter o corpo em forma com uma rotina mais tranquila, praticando apenas ioga. Para quem não sabe, a atriz já teve uma fase como praticante de artes marciais, capoeira e muay thai, além do crossfit. "Quero ter um ritmo mais sereno e calmo. Não estou em um momento de extravasar", finalizou Débora.

Débora falou sobre assédio no Encontro

No Encontro com Fátima Bernardes da última segunda-feira (24), Débora Nascimento ficou com os olhos marejados ao relembrar o assédio que sofreu em um avião durante um voo internacional. Ela tinha 19 anos quando percebeu que o homem sentado ao seu lado se aproveitava da proximidade para acariciá-la. "Eu me tremia", relembrou, emocionada.

Débora retornava de uma viagem da África do Sul quando o passageiro sentado no corredor de sua fila no avião se aproveitou do pouco espaço para se esfregar nela. "Depois de um tempo, ele começou a se expandir. Começou e encostar a perna, começou a encostar o braço. É tão... É muito difícil", contou, gaguejando.

Ao retornar o fôlego, Débora descreveu a sensação de ter sido assediada. "Você começa a ficar gelada, começa a achar que está na sua cabeça também."

Para escapar do assédio, que inicialmente interpretou como falta de espaço por causa das limitações da aeronave, a atriz disse que deu cotoveladas e joelhadas sutis no homem ao seu lado. Ainda assim, ele não parou. 

"Chegou o momento em que eu pedi o meu espaço. Pedi para ele se recolher. E eu me tremia e olhava para a comissária. O fato de eu ter falado mais alto deixou ele constrangido. Eu não dormi o resto da viagem inteira. Fiquei quietinha e cheguei na minha casa cheia de dores por causa da tensão", concluiu.

Depois de ouvir o relato de sua convidada, Fátima Bernardes ressaltou que o modo como o assédio mexe com o emocional da vítima torna o crime extremamente difícil de ser superado. "Tanto tempo depois isso ainda mexe com você", comentou.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você está curtindo o programa Se Joga?
Sim, é divertido e leve.
22.27%
Não é horrível, mas também não é bom.
26.34%
Não, achei muito ruim, uma vergonha.
27.00%
Prefiro A Hora da Venenosa.
24.40%

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook