Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

ALEGA DIFAMAÇÃO

Condenada, atriz de Malhação se diz pronta para nova briga judicial com Douglas Sampaio

Reprodução/Instagram

Jeniffer Oliveira em foto para sua marca de roupas publicada no Instagram

A atriz Jeniffer Oliveira alega que Douglas Sampaio também foi "condenado a pagar" uma quantia a ela

LI LACERDA e ELBA KRISS

Publicado em 28/12/2019 - 13h40

Jeniffer Oliveira, atriz de Malhação - Vidas Brasileiras, está decidida a entrar com um novo processo na Justiça contra o ex-namorado, Douglas Sampaio. Em 2018, ela acusou o campeão de A Fazenda de agressão. No mesmo ano, o ator foi inocentado e partiu para um processo de calúnia e difamação contra ela. Jeniffer foi condenada em dezembro, e o caso está longe de terminar.

"Assim que esse processo finalizar, vou abrir um contra o Douglas por tudo o que ele está fazendo. Por colocar a minha imagem no Instagram dele, por falar um monte de coisas a meu respeito. Ele está difamando a minha imagem", adianta ela em entrevista exclusiva ao Notícias da TV.

Sampaio se declarou satisfeito ao vencer ação contra a ex, que foi condenada a pagar R$ 10 mil de indenização. Jeniffer relata o outro lado da história. "Ele deu um depoimento na internet falando que ganhou um processo e que considera uma vitória. Mas se esqueceu de falar que ele também foi condenado a pagar. Os dois foram condenados. Eu a pagar R$ 10 mil, e ele, R$ 9 mil", revela.

"Pelo que entendi, esse valor é uma 'indenização' porque também aleguei que tive problemas, também gastei muito dinheiro por conta dele. Fui em psicóloga, psiquiatra e remédios. Anexamos muitas coisas no processo", completa.

Mesmo abalada com o desenrolar da briga judicial, ela adianta que vai em busca de outra disputa. "Só quero que a justiça seja feita. É muito fácil ele fazer a gente ficar de cabeça baixa, com medo e envergonhada. O cara errou, e a gente leva a fama de maluca? Li uma entrevista em que ele falou que é pura coincidência duas mulheres o denunciarem. Parece piada. É de deixar qualquer um indignado. A minha vontade é essa: assim que esse processo finalizar, vou abrir um contra ele", desabafa.

Quando cita "duas mulheres", Jeniffer também se refere ao caso de Rayanne Morais. Sampaio foi acusado do mesmo delito pela atriz, em 2016. Em outubro deste ano, o Ministério Público do Rio de Janeiro pediu pela absolvição do ator no caso alegando que "as lesões descritas [por Rayanne] não condizem com a agressão relatada".

Sobre a decisão de partir para um novo processo, a atriz da Globo afirma que deseja mesmo é a conscientização do ex. "Quando eu falo justiça, falo dele se tocar. As mulheres estão sempre erradas. Os caras sempre abrem o Instagram falando que foram injustiçados. Justiça nesse sentido, dele acordar e fazer as pessoas acordarem. Principalmente, as que estão me julgando agora", exalta ela.

A agressão

Depois de acusar Sampaio de violência doméstica, Jeniffer se viu diante de uma reviravolta em novembro de 2018. O ex-namorado acabou absolvido após a Justiça ouvir testemunhas e avaliar gravações de câmeras de segurança do local onde a atriz relatou a violência.

"As pessoas não entendem, mas isso não quer dizer que ele é inocente e sim que eu não tive provas suficientes. Na delegacia, o processo foi arquivado. Ele achou nisso um gatilho para conseguir entrar num processo cível contra mim", conta.

Na ocasião, Jeniffer exibiu hematomas. No entanto, não fez o exame de corpo de delito, o que a prejudicou no inquérito. "Eu deveria ter feito. Na época, fiquei muito mal e não tinha nem entendido que era uma agressão. Entendi o que foi quando cheguei na Globo e minhas amigas falaram: 'Você está roxa, com hematomas'."

"Isso aconteceu numa sexta e no sábado fui gravar. Quando me vi sendo maquiada todos os dias para gravar, fui entendendo. No domingo, fui para a delegacia. Na segunda, já viajei para Mangaratiba [município do Rio de Janeiro] porque tinha que gravar a novela. Realmente, não fiz o exame de corpo de delito. Não entendi que isso era tão necessário", explica.

Em 2018, Jeniffer alegou que fez terapia e psicanálise para superar o trauma. Também fez uso de calmantes porque precisava "estar bem para fazer a novela". "Dá uma certa vergonha esses rótulos que a gente leva. A agressão não para quando o cara para de bater. É uma agressão ser chamada de maluca", alerta.

Neste ano, Jeniffer se dedicou à própria marca de roupas e se prepara para voltar à televisão em 2020. Segundo ela, já tem um projeto engatilhado na Globo --sobre o qual ela não pode dar mais detalhes.

O outro lado

O Notícias da TV procurou Sylvio Guerra, advogado de Sampaio, que comentou a declaração de Jeniffer sobre os R$ 9 mil que ela alega ser também uma "condenação" para o ex.

"Essa história eu qualifico, na minha apelação, de uma decisão teratológica do juiz. Isso foi um equívoco do juiz, um erro material dele, penso eu, que, com certeza absoluta, será reformado pelo tribunal. Ou ele errou ou foi, de novo, o que eu afirmo na minha própria apelação, que é uma decisão teratológica", alega.

A defesa do campeão de reality afirma que vai atrás de um recurso e indenização de R$ 100 mil, conforme noticiou anteriormente, e dá detalhes do andamento da disputa. "A última decisão que há no processo é que Jeniffer perdeu um agravo de instrumento interposto por ela tentando se beneficiar da Justiça gratuita. A desembargadora da 20ª Câmara Criminal negou este requerimento através da minha defesa, que foi contra as razões ao agravo dela, provando que ela não se pode beneficiar da Justiça gratuita porque fez viagens ao exterior. Provei tudo isso através de fotografias extraídas da própria rede social dela", finaliza o advogado.

Leia também

Web Stories

+
Bastidores de O Diabo Veste Prada tiveram atriz deprimida e look vetado, saiba maisJuliette, Zico e Anitta: Sete celebridades que viraram tatuagens de fãsOportunidade de brilhar: Cinco PCDs que atuaram na TV brasileiraLançamentos da semana têm filme indicado ao Oscar e comédia sangrentaJuliette, craques do futebol e estrelas do pop: Os 10 maiores influenciadores do mundo

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou da escolha da reprise de Pega Pega?