Filmes

O Escândalo

Charlize Theron diz que atuar como jornalista foi mais difícil do que viver serial killer

Reprodução/Lionsgate

Charlize Theron atua como a jornalista Megyn Kelly em cena que recria programa jornalistico da Fox News

A atriz Charlize Theron na pele da jornalista Megyn Kelly, em cena do filme O Escândalo

REDAÇÃO - Publicado em 22/10/2019, às 16h06

A atriz Charlize Theron revelou que atuar como a jornalista Megyn Kelly no filme O Escândalo (2019), sobre a onda de assédios sexuais no canal Fox News, que eclodiu em 2006, foi mais difícil do que interpretar a serial killer Aileen Wuornos no longa Monster - Desejo Assassino (2003), que lhe rendeu um Oscar. Charlize abriu o jogo em entrevista para a People.

Para o site da revista especializada em celebridades, a atriz de 44 anos justificou sua análise ao comparar as duas experiências de atuação. "Ela [Megyn Kelly] é incrivelmente muito conhecida", analisou Charlize após um evento do longa O Escândalo, em Nova York, no último domingo (20).

"Na minha carreira, eu nunca interpretei alguém desse nível. Já vivi pessoas reais [como no caso da serial killer] que pouca gente sabia quem era. Nesses casos, a pressão foi menor", contou a loira sul-africana.

Ela também comentou que não queria interpretar Megyn no filme, que ela mesma produziu, ao receber em mãos os detalhes do projeto: "Eu pensei que alguma atriz por aí poderia atuar como Megyn melhor do que eu", admitiu. "Eu, na verdade, estava com medo, pois eu conhecia [a jornalista] apenas superficialmente."

Pelas primeiras impressões que o filme O Escândalo causou na imprensa, que teve a oportunidade de ver a produção antes do público, Charlize pode ficar tranquila. Ela recebeu uma enxurrada de elogios, com especialistas cravando ela à frente da corrida pelo Oscar do ano que vem.

Charlize aparece irreconhecível na pele de Megyn Kelly, fato que chamou a atenção também do público que viu o trailer e outras imagens do longa. Para a jornalista Katie Walsh, do Los Angeles Times, O Escândalo apresenta uma atuação "surreal de Charlize". E Sasha Stone, do site AwardsDaily, comentou que "Charlize está extraordinária no papel de Megyn Kelly".

O Escândalo estreia no Brasil em 30 de janeiro de 2020. O filme vai explorar os bastidores tóxicos da Fox News --atrás das câmeras, existia uma cultura na qual as mulheres eram objetificadas e assediadas sexualmente pelo executivo Roger Ailes (1940-2017), ex-presidente do canal de notícias.

Divulgação/Lionsgate/reprodução/fox news

Charlize Theron radicalizou o visual para viver a jornalista Megyn Kelly no filme O Escândalo


Quem é Megyn Kelly?

Até o ano passado, Megyn Kelly era a jornalista mais bem paga dos Estados Unidos, com um programa diário na rede NBC e salário anual de US$ 23 milhões (R$ 93 milhões). Ela foi demitida após fazer um comentário racista: disse que era válido uma pessoa usar blackface (pintar o rosto de tinta preta) no Dia das Bruxas, desde que estivesse fantasiada de um personagem.

A fama de Megyn veio no canal de notícias Fox News, do qual era uma das principais âncoras e tratava de assuntos importantes da política americana. A jornalista era uma celebridade, com direito a estampar capas de revistas como a Vanity Fair.

Ela foi para a NBC com o propósito de lidar com temas mais leves, conversando com plateia e tudo mais. Uma trajetória similar ao que a Fátima Bernardes fez na Globo, com a exceção de que a versão jornalista de Megyn era muito mais opinativa.

Tudo sobre

Charlize Theron

Compartilhe: Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Twitter Compartilhe no Twitter

Curta no Facebook Curta no Facebook
Siga no Twitter Siga no Twitter

Leia também

Funcionários do jornalismo da RedeTV! reunidos no estacionamento da emissora

PARALISAÇÃO

Jornalistas da RedeTV! declaram estado de greve após corte de hora extra

O funkeiro MC Gui em vídeo publicado nas redes sociais em que pede desculpas por 'brincadeira'

'BRINCADEIRA'

MC Gui perde contratos após humilhar garota que teria câncer nos EUA

Jornalista Lyderwan Santos no estúdio do Bom Dia Sergipe

LYDERWAN SANTOS

Escalado para o Jornal Nacional, apresentador cai em pegadinha e chora

Liam Neeson (à esq.) e Ewan McGregor enfrentam Ray Park (ao centro) no Episódio 1 de Star Wars

STREAMING

Antes do lançamento, Disney+ vence batalha em guerra com Netflix

+ Lidas

1

Totalmente Demais: Eliza é trancafiada com Arthur e se desespera

2

Salário de Reinaldo Gottino causa desconforto nos bastidores da Record

3

Reviravolta: Namorado de Gugu Liberato desiste de brigar pela herança

4

'Padrasto de Neymar' é levado às pressas para hospital após acidente

5

Youtuber de 25 anos compra mansão de cinema só para gravar

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

ENQUETE

Enquete

Que jornalista está fazendo o melhor trabalho durante a pandemia?

Últimas notícias

Reprodução de imagem de Gabriela Prioli
Tadeu Schmit em foto publicada em seu Instagram em 25 de maio de 2020
De cabelo preso em coque, Marina Ruy Barbosa (Eliza) chora com a cabeça levemente abaixada em cena de Totalmente Demais
De blazer e sentada em um tribunal, Mary Pat Gleason encarnou uma advogada na série How to Get Away with Murder