Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Ô LOCO, MEU!

Vai ter de se virar nos 30: Por que substituir o Domingão não será fácil para a Globo?

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Faustão fazendo careta segurando o microfone. Mulheres rindo ao fundo

Com Faustão até o fim do ano, Globo precisa formatar novo produto para reinventar seu domingo

PIERO VERGÍLIO

pierovergilio@gmail.com

Publicado em 27/1/2021 - 7h05

A decisão da Globo de reformular o seu domingo, que culminou no anúncio da saída de Fausto Silva, também impõe um desafio à emissora. A cúpula do Entretenimento terá praticamente todo o ano de 2021 para formatar e tirar do papel o projeto que vai ocupar a faixa do Domingão do Faustão. E, fazendo alusão a um dos quadros mais famosos do programa, os responsáveis vão precisar "se virar nos 30" para cumprir essa missão.

São vários os fatores que tornam essa tarefa, no mínimo, ingrata. No ar há quase 32 anos ininterruptos (o aniversário será festejado em 26 de março), o Domingão foi lançado para acabar com a hegemonia de Silvio Santos aos domingos. Vindo do Perdidos na Noite (1984-1988), Faustão levou para a Globo o seu estilo irreverente e completamente sem filtro.

Com quadros como Olímpiadas do Faustão, Sexolândia e Arquivo Confidencial --e, mais recentemente, Dança dos Famosos e Ding Dong-- a atração passou boa parte destas mais de três décadas sem ter a sua liderança ameaçada. A exceção fica para o período entre o final da década de 1990 e início dos anos 2000, quando Fausto e Gugu Liberato (1959-2019) protagonizaram uma das mais emblemáticas disputas pela audiência que a TV brasileira já viveu.

O passar dos anos ajudou a consolidar a capacidade do apresentador de dialogar com todos os públicos. Ao encontro dessa popularidade, o Domingão se tornou uma ótima vitrine para o anunciante, com um dos faturamentos mais altos da Globo. Diversas marcas de renome, como bancos, lojas de departamento, fabricantes de automóveis e operadoras de celular, fazem fila para aparecer na atração.

Mesmo na hora do merchandising, aliás, Faustão conseguiu imprimir seu estilo. Já criticou, ao vivo, o texto de uma campanha publicitária da Globo. E, em ações de empresas de alimentos, ele surpreendeu e provou os produtos no ar. Como reflexo disto, o Domingão é um dos programas com o intervalo mais caro da TV. A lista é liderada pelo Jornal Nacional.

Desafio proporcional à história

Reconhecer a importância do Domingão do Faustão para a televisão brasileira é fundamental para dimensionar o tamanho do desafio que a Globo tem pela frente. Se a proposta for continuar com um programa de auditório ao vivo, a primeira providência é escolher o nome que vai ocupar a vaga.

Opções não faltam, seja na própria Globo ou na concorrência. Na mídia, são recorrentes às citações a Márcio Garcia e Tiago Leifert, possíveis soluções caseiras. Para além de seus domínios, a emissora pode recontratar Xuxa Meneghel ou trazer nomes como Eliana e Rodrigo Faro. Caso desista de disputar a presidência, Luciano Huck também desponta como favorito.

O impacto na concorrência

Qualquer que seja o escolhido, porém, a expectativa é a mesma: manter a concorrência neutralizada. Eliana e Faro já travam uma disputa particular pela vice-liderança, na qual os dois se alternam em número de vitórias.

Assim, não se pode descartar o fato de que ambos sejam beneficiados caso o novo produto da Globo demore a cair nas graças do público. E, a julgar pelos últimos lançamentos que a emissora promoveu no entretenimento, a cautela é necessária. Há mais de cinco anos no ar, o É de Casa ainda sofre com a concorrência do Fala Brasil e do Sábado Animado.

O Se Joga, por sua vez, teve um desempenho tão problemático que a Globo aproveitou a pandemia para tirá-lo do ar. Quase um ano depois, a emissora oficializou que o programa de Fernanda Gentil ganhará uma segunda chance aos sábados.

Ainda no quesito experiências desastrosas, convém lembrar do Vídeo Show 1983-2019) em formato de talk-show. Idealizada por Ricardo Waddington --novo número um da emissora--, a versão com Zeca Camargo também não agradou.

A Globo também pode aproveitar a saída de Faustão para implementar um novo modelo de grade, que abandona de vez o padrão atual. Uma das alternativas é a de que a faixa do Domingão seja ocupada por atrações e realities de temporada. A própria Dança dos Famosos é uma candidata em potencial a ocupar esse espaço como um programa solo, junto com as versões do The Voice.

Outra possibilidade envolve mudar o horário das transmissões de futebol, exibindo os jogos colados ao Fantástico. Neste caso, as produções da emissora seriam deslocadas para o meio da tarde. Vale lembrar que, recentemente, a Globo já promoveu uma inversão em seus domingos, quando trocou os horários da Temperatura Máxima e The Voice+.

Em meio a estes desafios, uma das poucas certezas é a de que Faustão merece aplausos pela trajetória que construiu. Uma justa maneira de reverenciá-lo seria entregar a ele o Troféu Mário Lago em seu programa derradeiro.


Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabiaElenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mamaAlém de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na política

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas