Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DESGASTADO

Rodrigo Faro derruba ibope do futebol, amarga fase ruim e preocupa Record

DIVULGAÇÃO/RECORD

Rodrigo Faro com uma camisa branca, nos estúdios do Hora do Faro

Rodrigo Faro em seu programa semanal na Record: futebol acentua fase ruim e preocupa emissora

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 11/2/2022 - 7h00

Rodrigo Faro vive sua pior fase como apresentador da Record. O comandante das tardes de domingo não consegue manter a vice-liderança da emissora na média anual desde 2018, e nem mesmo os bons números das transmissões de futebol o fizeram reagir nas últimas semanas. Comercialmente, o Hora do Faro tem preocupado por não atrair mais publicidade como antes.

Segundo apurou o Notícias da TV, há cobrança forte nos bastidores para que os resultados melhorem este ano. A emissora de Edir Macedo está disposta a ir atrás de novidades para tentar incrementar o Hora do Faro, que só consegue vencer o SBT e subir a audiência no período em que A Fazenda está no ar --época em que recebe os eliminados da semana do reality show.

Mas a situação atual é grave. O Famosas em Apuros, que já chegou a render bons índices, agora derruba o ibope e não dá repercussão. No último fim de semana, o quadro ficou atrás até da Band, que exibia a final da Copa Africana de Nações entre Senegal e Egito. O jogo chegou a picos de 8,0 pontos contra 4,0 do quadro de Rodrigo Faro. 

Nas últimas semanas, a Record usou a faixa das 16h às 18h para mostrar campeonatos estaduais de futebol e o crescimento passou de 40% em São Paulo e Rio. Faro não tem demonstrado fôlego para acompanhar o embalo. Em 30 de janeiro, São Paulo x Ituano entregou para o apresentador com 11,0 pontos de audiência às 18h. Dez minutos depois, o ibope estava abaixo dos 5,0 pontos --uma queda de 54,5%.

Na semana entre 31 de janeiro e 6 de fevereiro, Rodrigo Faro ficou fora da lista dos dez programas mais vistos nacionalmente pelo público da Record. O fato é raríssimo na trajetória dele, já que sempre foi um dos campeões de audiência.  

No ano passado, a média geral do apresentador foi de 6,3 pontos contra 7,3 de Eliana na capital paulista. Na média nacional, os índices foram mais apertados: 6,4 do SBT ante 5,8 da Record. Nos embates diretos, Eliana deu uma goleada em Faro: foram 47 triunfos de Eliana contra apenas 7 do apresentador da Record.  

A coluna apurou que houve uma queda na procura por Rodrigo Faro para fazer ações comerciais em seu programa nos últimos dois anos. O fato é um reflexo das derrotas para Eliana. O faturamento ainda é bom, mas muito longe do que fez de Faro um grande fenômeno comercial em anos anteriores.

O contrato do apresentador vai até 2023, foi renovado em 2018, quando Faro estava em alta e era vice-líder com folga. Tem quem questione se não é o momento de uma reformulação no horário do programa dominical. Para as fontes ouvidas pela reportagem, o apresentador está com a imagem desgastada junto ao público.

Procurada pelo Notícias da TV para comentar o assunto, a Record não se manifestou. A coluna também procurou Danilo Faro, irmão e empresário do apresentador, mas ele não respondeu aos telefonemas e às mensagens enviados. Caso o faça, a reportagem será atualizada prontamente. 


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.