Novo Telejornal

Record arma ataque à Globo e vai atrás de Maju, Tralli, Bocardi e Monalisa

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Rodrigo Bocardi e Maria Júlia Coutinho no comando do Jornal Nacional; jornalistas da Globo são alvos da Record - REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Rodrigo Bocardi e Maria Júlia Coutinho no comando do Jornal Nacional; jornalistas da Globo são alvos da Record

DANIEL CASTRO - Publicado em 06/05/2019, às 06h44 - Atualizado às 16h34

A Record está se preparando para fazer um ataque ao Jornalismo da Globo. Depois do repórter André Azeredo, a emissora de Edir Macedo está decidida a desfalcar a concorrente de um de seus principais nomes em São Paulo. Apresentadora do mapa-tempo do Jornal Nacional, Maria Júlia Coutinho, já teve um encontro com executivos da emissora e deve receber uma proposta nos próximos dias.

Além de Maju, nas últimas semanas, a Record fez sondagens para detectar insatisfações e pretensões salariais e profissionais de Rodrigo Bocardi, César Tralli e Monalisa Perrone, enfim, todas as estrelas da nova geração de apresentadores da Globo em SP. Como atrativo, além de salários muito maiores, Record oferece a possibilidade de atuar no Entretenimento, mais vantajoso financeiramente.

Com Maju, recentemente elevada à categoria de plantonistas do JN, já houve até um encontro com Antonio Guerreiro, vice-presidente de Jornalismo da Record, mas não foi feita nenhuma proposta até agora. Nem a Maju e nem aos titulares do Hora 1, Bom Dia São Paulo e SP1.

A Record quer um nome do primeiro time do Jornalismo da Globo para ancorar um telejornal de fim de noite, em gestação desde o início do ano, quando Guerreiro substituiu Douglas Tavolaro, que deixou a Record para fundar a CNN Brasil.

Novas contratações também estão previstas para o Domingo Espetacular. A emissora pretende renovar o time de apresentadores do dominical. Recentemente, promoveu o repórter Eduardo Ribeiro, visto como substituto de Paulo Henrique Amorim quando o veterano se aposentar. 

César Tralli e Monalisa Perrone estão na mira da Record: emissora está disposta a pagar caro


Siani e Bassan no radar da Record

A Record também sondou os repórteres Pedro Bassan e Phelipe Siani, ambos da Globo; Isabele Benito, do SBT Rio; e Paloma Tocci, que em janeiro anunciou que não iria renovar com a Band. O assédio sobre Isabele Benito "vazou", e o SBT antecipou a renovação do contrato da apresentadora, que venceria no fim do ano --agora, vai até 2023.

O maior trunfo da Record são os altos salários que paga, já não tão altos como até cinco anos atrás, mas bem melhores do que os da Globo. Para tirar André Azeredo da concorrente, a emissora não precisou gastar muito. Mas o salário de R$ 70 mil é quase dez vezes o que ele ganhava na Globo.

A Tralli, Bocardi e Monalisa Perrone as propostas da Record, se vierem a ser feitas, serão de três dígitos. Na Globo, só figurões ultrapassam um teto recentemente estabelecido, de aproximadamente R$ 100 mil mensais.

Nas sondagens, a Record também tem usado como atrativo a possibilidade de o jornalista "ir além do Jornalismo". Ou seja, as portas podem se abrir para programas de entretenimento, que remuneram apresentadores com comissões sobre publicidade.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual sua novela preferida atualmente?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook