CENÁRIO CHEIO

Record apresenta substituto de Paulo Henrique Amorim no Domingo Espetacular

Reprodução/Record

Eduardo Ribeiro, que passará a apresentar o Domingo Espetacular e deve substituir Amorim - Reprodução/Record

Eduardo Ribeiro, que passará a apresentar o Domingo Espetacular e deve substituir Amorim

DANIEL CASTRO - Publicado em 11/03/2019, às 05h57

Sob nova direção, o Domingo Espetacular vai ganhar mais um nome em seu já congestionado elenco de apresentadores. O repórter especial Eduardo Ribeiro passará a ser âncora do dominical, que já tem Paulo Henrique Amorim, Janine Borba, Thalita Oliveira e Patrícia Costa. Amorim continua na revista eletrônica, mas Ribeiro deverá substituí-lo definitivamente em até dois anos e meio.

A ida de Ribeiro para o Domingo Espetacular já está sacramentada. Nos próximos dias, Antonio Guerreiro, novo vice-presidente de Jornalismo, deve definir quando será a estreia de Ribeiro como apresentador fixo da atração, que dura quase quatro horas.

Criado em 2004 para ser uma versão da Record para o Fantástico da Globo, o Domingo Espetacular sempre teve três apresentadores. Desde 2017, com a chegada de Patrícia Costa, passou a ter quatro. Agora serão cinco.

Nos bastidores da Record, a promoção de Eduardo Ribeiro é vista como uma movimentação para um um futuro afastamento de Paulo Henrique Amorim. Quando vencer seu contrato, em 2021, o jornalista já estará perto dos 80 anos --acabou de completar 77.

Se uma das partes optar por não renovar o contrato, o que é muito provável, o Domingo Espetacular não sofrerá muito impacto, uma vez que já terá nova "cara", a de Edu Ribeiro, sempre apontado como futuro apresentador do Jornal da Record, onde dá plantão na bancada com frequência.

Amorim ameaçado

O emprego de Paulo Henrique Amorim já esteve ameaçado outras vezes, mas resistiu. Suas opiniões políticas são o principal problema, geram pressões sobre os executivos da emissora. Mas Amorim as expõe em território independente na internet, não na Record. Além disso, ele goza de prestígio com a direção da Record e com o público. Segundo as pesquisas, ele dá credibilidade ao DE.

A Record, porém, passa por um momento de transformação no Jornalismo. Antonio Guerreiro assumiu em janeiro no lugar de Douglas Tavolaro, que vai fundar a CNN no Brasil, e promete dar uma "chacoalhada" no departamento.

Na semana passada, fechou a contratação de André Azeredo, o repórter mais popular da Globo em São Paulo, para apresentar o SP no Ar. A emissora também anda sondando medalhões da Globo e de outras emissoras. Um dos nomes cogitados recentemente foi o de Ana Paula Padrão.

A casa também cogita lançar um telejornal no horário ocupado nos últimos anos pelo Programa do Porchat, e já disparou o radar sobre nomes famosos da Globo.

Nesse cenário de transformação interna e diante da conjuntura política nacional, pode ser que agora Paulo Henrique Amorim esteja mais ameaçado do que nunca.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você gostou de Órfãos da Terra?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook