Bastidores

Como o encontro da clara com a gema explica demissão de apresentador da Globo

Reprodução/TV Globo

Fernando Rocha morre de rir ao contar piada nonsense na abertura do Bem Estar de 24 de julho de 2018 - Reprodução/TV Globo

Fernando Rocha morre de rir ao contar piada nonsense na abertura do Bem Estar de 24 de julho de 2018

DANIEL CASTRO - Publicado em 01/03/2019, às 06h20

Até pouco tempo atrás, Fernando Rocha era uma aposta da Globo. A emissora investiu em sua combinação de bom humor com Jornalismo e deu espaço para que ele fosse o engraçadão das manhãs. Rocha, com seus "tremeliques", como ele mesmo diz, era perfeito para um projeto de emissora que procurava se tornar mais informal, menos engessada.

Na última terça, o jornalista de 51 anos, recebeu de Mariano Boni, novo chefão dos programas com entrevistas da Globo, a notícia de que seu contrato não será renovado em agosto, quando vence.

O que mudou para que Fernando Rocha, depois de pagar os maiores micos em prol do Bem Estar, não sirva mais à Globo?

O próprio apresentador aponta um marco: o dia 24 de julho de 2018, quando iniciou o programa contando como seria a despedida da clara e da gema do ovo e seu reencontro dentro do bolo (veja o vídeo no Globoplay). A piada foi reprovada ao vivo pelo médico Roberto Kalil Filho e virou meme instantâneo. A direção da Globo não gostou, achou que o apresentador do Bem Estar passou da conta na dose de nonsense.

"O meme não foi muito bem avaliado pela direção [da Globo]", reconhece Rocha. "A clara e a gema foram uma linha divisória. Eu achei que pudesse mudar [o quadro desfavorável], afinal a gente estava indo bem no Ibope. A gente estava ganhando, não estava perdendo", diz.

Rocha, no entanto, passou a sofrer "censura em alguns momentos" e deu uma segurada na descontração. O Bem Estar, pouco antes de ser transferido do Jornalismo para o Entretenimento, "já estava ficando pesado", em sua opinião. Ficou ainda mais sério e curto (20 minutos) sob o guarda-chuva de Mariano Boni, que, quando no Jornalismo, foi um dos primeiros a reprovar o episódio da clara com a gema.

"O programa foi para o Entretenimento e ficou mais careta, mais pesado. Antes, no Jornalismo, era mais leve", constata Rocha. "Mas é a escolha de quem manda, eu compreendo. A responsabilidade é muito grande."

O jornalista diz que sai sem mágoas. "A Globo é isso aí, são as regras", se contenta. "A gente teve momentos bons e teve momentos ruins", diz, lembrando que a audiência do Bem Estar não caiu nem subiu depois que ele deixou de dançar e contar piada _ou de apresentar aos telespectadores um ânus cenográfico gigante.

"Se a gente pegava bem [no Ibope] da Ana Maria [Braga, do Mais Você], a audiência levantava. Mas, se pegava mal, não tinha fôlego pra levantar", defende.

Rocha manterá vínculo com a Globo até agosto. Até lá, sobrará tempo para procurar novas oportunidades. "Eu vou me reinventar, com o que tenho, com o que construí", promete. Enquanto agosto não chega, Rocha "experimenta uma liberdade que a Globo não deixava ter", como dar esta entrevista sem pedir autorização a ninguém.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você gostou da escolha de Maju Coutinho para o Jornal Hoje?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook