Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

SABATINAS SELECIONADAS

Lula e Bolsonaro se unem em boicote à Globo e dão cano em entrevistas

REPRODUÇÃO/YOUTUBE

Montagem de fotos com Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL)

Lula e Bolsonaro são líderes nas pesquisas eleitorais e têm escolhido para quem dão entrevistas

VINÍCIUS ANDRADE

vinicius@noticiasdatv.com

Publicado em 23/7/2022 - 6h40

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL), rivais políticos e líderes nas pesquisas para as eleições de presidente da República, estão unidos em ao menos um ponto na campanha: ignorar os pedidos de sabatinas feitos pela Globo aos pré-candidatos. Após deixarem de participar das entrevistas conduzidas por Renata Lo Prete no podcast O Assunto no último mês, os dois concorrentes também vão dar o cano em um programa da GloboNews.

O Central das Eleições, que começa nesta segunda (25), vai entrevistar, nesta ordem, Simone Tebet (MDB), André Janones (Avante) e Ciro Gomes (PDT). Até quarta (27), cada um deles será sabatinado em um dia que foi definido por sorteio. Lula e Bolsonaro não responderam ao convite feito pela Globo e não participarão.

As conversas serão longas e ao vivo, com previsão de duas horas e 45 minutos de duração. Vão começar às 19h na GloboNews, com sinal aberto no Globoplay e no G1. As entrevistas ficarão disponíveis, na íntegra, no streaming da empresa.

A mediação do Central das Eleições será feita pela jornalista Natuza Nery, com participação dos comentaristas Andréia Sadi, Julia Dualibi, Fernando Gabeira, Miriam Leitão, Flávia Oliveira, Valdo Cruz, Gerson Camarotti, Octávio Guedes e Ana Flor.

A Globo explicou que um sorteio para definir a ordem e as datas das entrevistas foi realizado no último dia 28, com representantes do PT, do PDT, do MDB. O PL também foi convidado para essa reunião, mas não enviou representante.

"Todos os representantes das cinco candidaturas foram informados do prazo final para confirmação de presença na série de entrevistas: 6 de julho. As assessorias do presidente Jair Bolsonaro, do PL, e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, não deram retorno", informou a Globo, em nota.

Lula e Bolsonaro já tinham recusado convites para sabatinas com Renata Lo Prete no podcast O Assunto e, conforme antecipou o Notícias da TV, existe um temor na Globo que eles não topem ser entrevistados pelo Jornal Nacional, em programas previstos para serem exibidos a partir de 22 de agosto.

Debates em risco

Em 31 de maio, durante entrevista para um programa de rádio, Bolsonaro disse que ainda não sabia se iria participar dos debates do primeiro turno por entender que seria o "saco de pancadas" dos outros candidatos.

"Do segundo turno vou participar. Do primeiro turno a gente pensa. Os outros dez candidatos vão querer dar pancada em mim. Vamos analisar isso aí. As perguntas tinham que ser alinhadas com quem realiza o debate para evitar baixar o nível", explicou o atual presidente.

Já Lula indicou que não irá comparecer aos debates em que Bolsonaro não estiver presente. No início de 2022, o petista defendeu que o número de eventos fosse reduzido ao longo da campanha e que não pretendia participar de todos.

"Eu acho que tem que ter um pool de TVs para fazer dois ou três debates, porque não dá para atender cada TV, rádio, rede social, assim a gente se tranca no estúdio. Os debates são importantes para que a sociedade possa fazer a avaliação de que tipo de candidato ela deseja", apontou o ex-presidente.

O debate da Globo está previsto para fechar a campanha do primeiro turno e deve acontecer em 29 de setembro, a três dias das eleições.


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.