Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

NO THE NOITE

Luciano Camargo confessa que gravou álbum gospel escondido de Zezé

DIVULGAÇÃO/SBT

Imagem de Luciano Camargo e Danilo Gentili no estúdio do The Noite, do SBT

Luciano Camargo e Danilo Gentili no The Noite, do SBT; cantor confessou detalhes do projeto gospel

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 22/2/2021 - 16h29

Após lançar o seu novo álbum gospel, Luciano Camargo confessou que as gravações do projeto foram feitas escondidas do irmão e parceiro de dupla de longa data, Zezé di Camargo. Em entrevista ao The Noite, do SBT, desta segunda-feira (22), o sertanejo comentou também as críticas que recebeu com a nova iniciativa musical e o período em que esteve infectado pelo novo coronavírus (Covid-19).

"Fiquei 45 dias gravando sem ninguém saber. O Zezé sabia da minha vontade, mas ninguém sabia que estava fazendo. Se tivesse feito esse projeto há 20 anos, teria sido o artista. Deus foi me preparando para que hoje o homem, o pai de família, o marido, o cristão, fizesse esse projeto", afirmou Luciano na volta das entrevistas inéditas do talk show.

"Quando eu gravei, mandei para ele [Zezé], que falou: 'Letra linda, arranjo perfeito, maravilhosa'. Nós temos essa liberdade. Ele já fez trabalhos com a Wanessa e esse é o primeiro meu", complementou.

Durante o bate-papo com Danilo Gentili, o artista desabafou sobre as críticas que recebeu após o lançamento da iniciativa cristã: "Com meu projeto não senti [discriminação]. Fui muito bem aceito pela imprensa e todos os canais de televisão. Porém, nesse mundo de internet, tentaram me cancelar mesmo. Não sou ligado em quantos mil seguidores".

"Por causa do projeto, precisei abrir um canal no YouTube, porque não quis fazer uso de nada do 'Zezé Di Camargo e Luciano'. Quis fazer do zero. Perdi, em uma semana, mais de 40 mil seguidores. O pessoal da minha equipe começou a acompanhar e me mostrar. Só porque lancei um projeto gospel?", indagou ele.

Luciano aproveitou para compartilhar a emoção que sentiu ao descobrir que Tempo, uma das faixas do álbum, alcançou o primeiro lugar nas rádios. "Foi a mesma emoção que senti com 'É o Amor'. Posso dizer hoje, sem sombra de dúvida, que estou no ápice da minha carreira. Não por vaidade pessoal, mas por vaidade espiritual", destacou o cantor.

A Covid-19 também foi abordada na entrevista. Curado da doença desde dezembro de 2020, Luciano relembrou que, por causa do diagnóstico, não pôde comparecer ao velório e ao enterro do pai, Francisco José Camargo.

"Quando fiz o exame e deu positivo veio na minha cabeça, na hora: 'Não vou conseguir me despedir do meu pai'. Ele estava hospitalizado havia algum tempo em uma situação crítica. Não pude dar o abraço de despedida no meu pai e também não pude receber um abraço de conforto. Isso é terrível. Essa saudade só vai acabar quando eu abraçar ele de novo. Aí vou dar um abraço eterno. Não tenho dúvidas que vou encontrar com ele", pontuou.

A entrevista completa será exibida no The Noite desta segunda-feira (22), após o Arena SBT.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube para conferir nossos boletins diários


Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Elenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mamaAlém de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na políticaApós derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreram

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas