Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

NO ALTAS HORAS

Lázaro Ramos chora com homenagem de Emicida: 'Parte da melhora do mundo'

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Lázaro Ramos enxuga as lágrimas no Altas Horas

Lázaro Ramos se emocionou e chorou no Altas Horas de sábado (9) ao ser homenageado por Emicida

DÉBORA LIMA

debora@noticiasdatv.com

Publicado em 10/4/2022 - 8h31

Lázaro Ramos se surpreendeu com uma homenagem de Emicida no Altas Horas de sábado (9). O ator não aguentou a emoção, chorou no programa da Globo e foi aplaudido pelos outros convidados e pela plateia. "Você se provoca para ser parte dessa melhora do mundo", exaltou o rapper.

O artista participou da atração de Serginho Groisman para falar sobre Medida Provisória, primeiro filme dirigido por ele e que estreia na quinta-feira (14). "É um filme que fala de um Brasil no futuro onde um advogado processa o Estado pelo tempo de escravidão. O Estado diz 'sim, merece alguma reparação', e a reparação escolhida é mandar todos os negros de volta para a África. Mistura comédia, trilhar e drama", adiantou ele.

Emicida aproveitou o final do Altas Horas para valorizar o trabalho de Ramos: "Eu queria fazer um agradecimento especial ao Lázaro. Foi minha primeira vez como ator, e eu já cheguei numa seleção. Eu podia até ter mandado mal, porque ninguém ia perceber do tanto de estrela que tinha ao meu redor ali. Mas a forma como vocês me acolheram no set, vocês foram tão gentis, generosos".

Você podia simplesmente conduzir a sua carreira e o seu sucesso individual como um ator que é convidado pra milhares de trabalhos e deixar que o mundo se resolva por si só. Você se provoca pra ser parte dessa melhora do mundo.

"O que você tá fazendo com Medida Provisória... Eu queria falar dessa dimensão sua, que é uma coisa que me inspira muito: a forma como você conduz a sua carreira, desde quando a gente se conheceu... De ver você, de ver o time, de ver o seu interesse legítimo. Você podia ser só o ator Lázaro Ramos, e isso já era suficientemente grande, mas não. De uma maneira maravilhosa e supergenerosa, você faz questão de colocar os olhos do mundo nos lugares onde os olhos do mundo precisam estar", exaltou o cantor.

"É uma honra estar nesse projeto junto com você. Minha alegria, de verdade, não cabe no peito de fazer parte desse time incrível, desse passo para o cinema brasileiro. Quero muito que todas as pessoas vão assistir a esse filme, quero muito que o Brasil fale desse filme, mas, acima de qualquer outra coisa, eu quero que o Brasil se inspire na pessoa que você é porque você é foda, mano", encerrou Emicida.

Lázaro enxugou as lágrimas e ficou sem palavras. Todos os presentes se levantaram e aplaudiram o artista de pé.

Medida Provisória

Protagonistas do filme, Alfred Enoch e Tais Araújo também participaram do Altas Horas e falaram sobre a importância do longa.

"É um filme que eu tenho muito orgulho de fazer parte. É uma história muito importante, chega num momento fundamental no Brasil. Em ano de eleição, a gente tem que pensar muito no país que a gente quer pra não chegar no país que a gente não quer", provocou a atriz, que conversou com o apresentador por chamada de vídeo.

O filme foi feito antes desse governo horroroso que tá aí, muito antes. Quando vejo o filme hoje, a gente tá em 2022, eu não sei já se esse filme é sobre uma distopia. Eu acho que a gente tá vivendo uma realidade muito próxima desse horror que o filme mostra.

Tais também comentou sobre a experiência de trabalhar com o marido. "Ser dirigida pelo Lázaro é sempre uma delícia. A gente vai fazer 18 anos de casados, temos dois filhos lindos e uma vida profissional muito linda juntos. É um cara que me potencializa, me faz ser uma atriz e profissional melhor. Gosto muito de ser dirigida por ele", elogiou a intérprete de Capitú no drama.

O ator anglo-brasileiro Alfred Enoch valorizou a oportunidade de atuar no filme. "Trabalhar no Brasil é diferente. Para mim, essa é a minha terra materna. Queria muito voltar a trabalhar em português, nunca tinha feito isso. Lázaro me deu um presente. Quero agradecer de novo, tô ficando emocionado. Também fazer um filme importante como esse, que aborda temas difíceis, mas a gente tem que conversar sobre essas coisas. Não vou esquecer dessa oportunidade nunca", afirmou o ator, conhecido pelos papéis na franquia Harry Potter e na série How to Get Away with Murder (2014-2020).


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.